Um Projeto: Fundação Estudar
mulher engenheira operando máquinas

Tudo que você precisa saber para estudar engenharia no exterior

Por Nathalia Bustamante

É difícil precisar onde começa e onde termina a engenharia. Esse campo do conhecimento – ou, melhor dizendo, essa grande área em que convergem campos numerosos – vai das construções de arranha-céus à programação do computador em que você baixou este e-book. Por isso, a opção por estudar engenharia envolve conhecer a diferença entre as subdivisões e, mais que isso, as diferenças entre os cursos oferecidos pelo mundo.

Não faltam universidades que ofereçam programas diferenciados (já pensou em estudar a intersecção entre Engenharia Mecânica e Medicina? Ou entre Engenharia Civil e Psicologia?), além de bolsas generosas e incentivos para pesquisa, já que grandes empresas investem nos departamentos de engenharia das instituições de ensino.

Faça um pequeno cadastro e baixe aqui o e-book gratuito!

Mas como separar os melhores programas e como entender qual proposta se encaixa melhor nos seus planos de carreira? Neste e-book, você conhecerá a abordagem das melhores instituições para engenharias de produção, mecânica, elétrica, civil e computação.

A partir do relato de brasileiros que passaram pela experiência de estudar engenharia no exterior, vai entender quais são os principais desafios e diferença do que é ensinado no Brasil. De quebra, vai analisar como o sistema de países-chave, como França, Alemanha e Estados Unidos, trata o currículo desses campos no Ensino Superior.

Por fim, conheça também algumas das bolsas que se destacam para campos de ciência e tecnologia – e que
recebem muito bem os engenheiros mundo afora.

Baixe o e-book aqui!

 

 

Leia também:
Mulheres na ciência: por que há menos alunas em ciência e engenharia?
Engenharia da Imaginação? Sim, este curso existe e pode ser para você
Brasileiro no MIT pesquisa como usar engenharia para gerar justiça social

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo