Inicio Conheça a PUC do Chile, considerada a melhor universidade da América Latina

Conheça a PUC do Chile, considerada a melhor universidade da América Latina

0
Conheça a PUC do Chile, considerada a melhor universidade da América Latina

Uma universidade que sempre disputa posições com a Universidade de São Paulo (USP) nos principais rankings internacionais é a Pontifícia Universidad Católica de Chile — popularmente conhecida como PUC Chile.

A faculdade católica chilena, privada, vem desafiando desde 2014 a tradicional universidade brasileira nas primeiras posições de melhores universidades da América Latina. E isso principalmente devido a um investimento maior em pesquisa acadêmica, incluindo parceria com instituições estrangeiras para publicações de artigos.

O Estudar Fora conta tudo sobre a premiada UC, conhecida especialmente por cursos como medicina, astrofísica e engenharia.

História

A PUC Chile foi fundada em 1888, pelo arcebispo da capital chilena Monsenhor Mariano Casanova. O objetivo inicial era criar uma instituição capaz de promover excelência acadêmica às bases da doutrina cristã. Desde o início, a universidade católica mantinha uma relação próxima com o Vaticano, sendo que o decreto fundador da universidade recebeu a aprovação e a bênção do Papa Leão XIII, em 28 de julho de 1889.

As primeiras faculdades criadas foram de Direito, Ciências Físicas e Matemática. Mais tarde, foi a vez da tradicional Escola de Letras e, entre 1920 e 1953, mais seis faculdades foram inauguradas (Arquitetura, Comércio, Filosofia, Ciências da Educação, Medicina, Tecnologia e Teologia), além de outras quatro escolas (Serviço Social, Enfermagem, Ciências Biológicas e Artes Plásticas). Os primeiros graduados pela UC se formaram em engenharia civil, arquitetura e direito.

Educação sólida, com preparo técnico-científico alinhado às “diferentes realidades humanas e às responsabilidades sociais envolvidas no desenvolvimento completo de uma sociedade” são as bases da PUC do Chile.

Faculdade de Direito
Faculdade de Direito da PUC do Chile/ Crédito: Wikimedia Commons

A PUC do Chile, em números

A Pontifícia Universidade Católica do Chile já formou mais de 90 mil alunos — entre eles, dois presidentes chilenos – por meio de suas dezoito faculdades e 56 formações oferecidas.

Atualmente, ela concentra cerca de 29 mil estudantes, sendo 25 mil aproximadamente os de graduação. Esses estudantes, bem como seus professores, são responsáveis pela enorme produção científica da universidade: segundo o QS World Universities, ela responde por quase um quarto de toda a pesquisa de ensina superior do Chile.

Veja a seguir como ela se sai em alguns dos principais rankings universitários do mundo:

Estudar na PUC Chile

Unidades

A UC é distribuída em 5 campus, sendo um deles na capital Santiago, e o outro em Villarica.

Veja os endereços das unidades da PUC do Chile

Faculdades e Cursos da PUC do Chile

Dentre as 18 faculdades da instituição, destacam-se a de Arquitetura, Desenho e Estudos Urbanos, Engenharia, Medicina, Direito e Física. Desta última, aliás, faz parte o Instituto de Astrofísica, um dos mais ativos da universidade. Além disso, há uma série de centros de investigação, dedicados a estudar assuntos mais específicos, como literatura chilena, gestão das águas, biotecnologia vegetal e doenças como câncer e Síndrome de Down.

Entre as possibilidades de formação, estão cursos de graduação, mestrado, doutorado, MBA e também os cursos semipresenciais e online.

Acesse a página de cursos de graduação da PUC do Chile
Veja os cursos de pós-graduação da PUC do Chile

Admissão de Alunos Internacionais na PUC do Chile

Como ingressar na graduação

Os estudantes de outros países interessados em estudar na Pontifícia Universidade Católica do Chile contam com várias opções de ingresso. Uma delas é o Undergratuade Exchange Program, para alunos de graduação de outras instituições – parceiras da UC – que queiram fazer intercâmbio por lá, ou seja, estudar por um período na universidade chilena. A PUC recomenda, no entanto, que os candidatos se informem sobre essa opção direto com a faculdade onde estudam, para saber com antecedência sobre o processo de application.

O prazo final para se inscrever costuma ser em outubro, para cursos iniciados em março de cada ano (primeiro semestre), enquanto, para os que começam em agosto (segundo semestre), o prazo final de inscrições é maio. Todos os interessados devem comprovar proficiência em espanhol durante a application.

Acesse a página de Alunos Internacionais da PUC do Chile

Há também a opção Free Mover, quando o aluno não estuda em uma instituição parceira. Neste caso, ele pode estudar na PUC do Chile por dois semestres. Todas as informações sobre os custos, as regras e a application desta modalidade estão nesta página.

Existem também os programas de duplo diploma, os estágios de pesquisa e de Medicina, além dos cursos de espanhol oferecidos a alunos internacionais (já que a língua é a oficial do Chile e também o idioma em que os cursos são oferecidos).

Saiba quais são as universidades parceiras da PUC do Chile em outros países

Como ingressar na pós-graduação

As opções para graduação na universidade chilena não costumam se estender por todo o período dos cursos, mas no caso de uma pós-graduação, como doutorado, o aluno vai precisar de um visto de residência, que é requerido a todos que excedam o prazo de 90 dias de estudo. Em geral, esse tipo de visto não lhes permite trabalhar no Chile. O documento é obtido no consulado chileno do país de origem e deve ser registrado no Departamento de Imigração (polícia internacional chilena). Todas as informações sobre esse processo podem ser consultadas nessa página da PUC do Chile, sendo que a instituição também recomenda o site Learn Chile para orientar os estudantes.

Em geral, o processo seletivo para os cursos da PUC do Chile inclui o envio de documentos como certificado de proficiência em espanhol, cartas, cópia de diploma(s) e de passaporte, comprovação de seguro-saúde, entre outros.

Bolsas de estudo na UC Chile

Cabe a cada faculdade estabelecer as próprias regras de programas de bolsa de estudos. No caso da faculdade de Engenharia, por exemplo, existem bolsas tanto para mestrado, quanto para doutorado, sendo que a página da instituição também indica as principais agências de fomento de outros países, que oferecem auxílio financeiro.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia