Um projeto: Fundação Estudar

Colunistas

Orientação de especialistas e experiências de estudantes para te ajudar a chegar lá

27.05.16

Minerva: 130 alunos e 36 países em uma universidade sem sala de aula

minerva

Nosso novo colunista Danilo Vaz explica neste vídeo como é estudar na universidade mais inovadora do mundo, que possui aulas online e campus itinerante. Descubra!

Por Danilo Vaz

Explicar a Minerva não é uma tarefa fácil, mas depois de muitos pitches de dois minutos para motoristas de Uber e frequentadores de cafés em São Francisco, a tarefa se torna menos complicada.

Antes de tudo é importante dizer que somos um accredited college (uma instituição oficialmente reconhecida pelo governo dos EUA), sediado em São Francisco – CA, mas com uma visão global. Em outras palavras, somos um college quase normal. Afinal, se desconsiderarmos o fato de que não temos um campus, de que viajamos pelo mundo ao longo da nossa graduação, de que nosso currículo é criado com base na ciência do aprendizado e de que minha classe é a Turma Inaugural, somos normais. Ou pelo menos o que o normal deveria ser no que se refere à Educação Superior.

Minerva, a deusa romana da sabedoria, foi uma das inspirações para a criação da universidade, cujo objetivo é tão grande quando o nome que carrega. Reitores, professores e equipe trabalham duro para preparar os seus alunos para os desafios e oportunidades dos tempos em que vivemos. O que é bastante importante já que, como ex-aluno de uma prestigiada universidade brasileira, posso atestar que pouco se aprende com aulas que não mudam há décadas e que foram baseadas em livros dos anos 70.

Um conceito muito interessante debatido pelo futurista Ray Kurzweil é o da Lei de Retornos Acelerado (Law of Accelerating Returns). A ideia é simples: o progresso humano avança cada vez mais rápido conforme o tempo passa. E uma das interpretações que podem ser feitas desta ideia é a de que a cada novo dia a taxa de conhecimento humano produzido por segundo aumenta. E, consequentemente, o número de novas tecnologias, políticas públicas, produções artística, literárias e filosóficas aumentam também. Portanto, a questão é: Os centros de pensamento de hoje em dia (as chamadas universidades), estão preparando os seus pensadores (os chamados alunos), para lidar com tudo isso?

Eu definitivamente sei a minha resposta. E por conta dela eu decidi que deveria fazer algo diferente. A Minerva se mostrou como a melhor das minhas opções e neste vídeo que dá início a uma série sobre a minha jornada eu explico um pouco do porquê.

Espero que vocês gostem!

 

 

 

Sobre Danilo

Danilo é ex-aluno de Engenharia Mecânica na UNESP e atual membro da Founding Class na Minerva Schools at KGI. Lá, ele integra um grupo de estudantes e educadores que estão repensando a experiência universitária para o Século XXI. Apaixonado por Educação, Danilo já trabalhou em diversas iniciativas na área e participou de cursos sobre o assunto dentro e fora do Brasil. Seu maior objetivo é “contribuir para um mundo com melhores oportunidades educacionais para todos.” Para conhecer mais informações sobre a Minerva e sua experiência universitária, visite a página oficial.  O processo de application para a turma de 2017 abre em Agosto.

Conecte-se ao Estudar Fora

Prep Course

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas