Inicio Intercâmbio no Chile: ótimas universidades e boa qualidade de vida

Intercâmbio no Chile: ótimas universidades e boa qualidade de vida

Intercâmbio no Chile: ótimas universidades e boa qualidade de vida

Terra de grandes escritores como Pablo Neruda, Isabel Allende, Alejandro Zambra e Roberto Bolaño, o Chile é, além do Equador, o único país sul-americano a não fazer fronteira com o Brasil. Dono de um território incomum, com 4 300 km de comprimento e, em média, 175 km de largura, o país andino tem um clima muito variado, indo do deserto mais seco do mundo — o Atacama — no norte do país, a um clima mediterrâneo no centro, até um clima alpino propenso a neve ao sul, com geleiras, fiordes e lagos. E um intercâmbio no Chile é uma maneira de conhecer toda essa diversidade.

As belezas naturais são alguns dos maiores atrativos do Chile. Além de deserto do Atacama, onde se pode encontrar gêiseres, vulcões, lagoas, salares (como o famoso Salar de Uyuni) e termas, o país é contornado pela Cordilheira dos Andes de um lado e, do outro, oferece uma extensa costa com muitas praias que você poderá aproveitar no verão. Também a famosa Ilha de Páscoa no Oceano Pacífico, é um dos principais destinos turísticos do país.

Leia também: Saiba quais são as melhores universidades da América Latina

Apesar da crise sócio-política que vem passando em 2019, o Chile ainda é, economicamente, um dos mais estáveis e prósperos países da América do Sul, tendo uma taxa de desemprego menor que a do Brasil (7,3% contra 12,2% em 2019), um salário mínimo mais alto (R$ 1.700, no Chile, contra R$ 998 no Brasil), e uma maior previsão de alta do PIB (2,9% contra menos de 1%).

Além de ser destaque na área de tecnologia, o Chile também é o melhor país para abrir um negócio da América do Sul, de acordo com o Banco Central. O país está na 56ª posição de um total de 180 países, contra a 109ª posição do Brasil.

O censo chileno de 2017 relatou uma população de 17,5 milhões de pessoas. Entre os principais destinos para intercâmbio no Chile estão a sua capital, Santiago, a maior e mais movimentada cidade. Depois, vem Concepción, o segundo maior núcleo metropolitano do país, o qual leva ao complexo turístico de vales e vulcões conhecido como Termas de Chillán. Para quem procura praia, Valparaíso e Viña del Mar são as melhores opções.

Intercâmbio no Chile para aprender espanhol

Para quem quer estudar espanhol no exterior sem deixar a América do Sul, o Chile é uma ótima opção, além de ter um ótimo custo-benefício, já que o peso chileno é desvalorizado em relação ao real brasileiro. Algumas das escolas de idiomas mais procuradas por brasileiros são a Coined e Ecela Spanish, ambas em Santiago. Algumas agências de intercâmbio brasileiras, como a CI e a Egali oferecem pacotes de cursos de idiomas no país andino.

Leia também: Intercâmbio no Uruguai: clima ameno, ótimas universidades

O Chile também é ótimo para quem busca fazer intercâmbio na graduação ou pós-graduação, já que lá estão localizadas algumas das melhores universidades da América Latina. Hellen Christina Gonçalves, 32 anos, que atualmente é professora de espanhol no Instituto Federal do Paraná, em Curitiba, fez intercâmbio durante sua graduação na Universidad de Playa Ancha, em Valparaíso, em 2015.

“Eu estudava na Universidade Federal do Paraná (UFPR) na época e consegui uma bolsa através da AUGM (Associação das Universidades Grupo Montevideo), a qual a UFPR era conveniada”, contou Hellen. “A universidade era incrível, com ensino de extrema qualidade. Também ficava perto da praia, então consegui aproveitar esse clima praieiro chileno, apesar do frio. Também foi ótimo para eu aprimorar meu espanhol”, contou.

Principais universidades do Chile

Pontifícia Universidade Católica do Chile

Conhecida como “PUC” do Chile, é uma instituição privada de cunho religiosa. Atualmente, é considerada a melhor universidade do país e da América Latina segundo o Times Higher Education. Fundada em 1888, tinha por objetivo agregar o melhor do ensino superior e técnico com os ensinamentos e doutrinas católicas. Conta com 18 Faculdades distribuídas em 3 campi na capital e um campus ao sul do país. É conhecida especialmente por cursos como medicina, astrofísica e engenharia. Os estudantes de outros países interessados em estudar na Pontifícia Universidade Católica do Chile contam com várias opções de ingresso. Uma delas é o Undergratuade Exchange Program, para alunos de graduação de instituições parceiras da UC. Há também a opção Free Mover, quando o aluno não estuda em uma instituição parceira. Neste caso, ele pode estudar na PUC do Chile por dois semestres.  É necessário comprovar também fluência em espanhol de nível B2 do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas, caso o aluno não seja hispano-americano. Mais informações sobre como ingressar na PUC Chile aqui.

Universidad de Chile

Foi onde o poeta vencedor do Prêmio Nobel Pablo Neruda estudou. Fundada em 1842, foi a primeira universidade republicana do país. Conhecida como a Casa de Bello, em homenagem ao seu primeiro reitor, o humanista venezuelano Andrés Bello, a universidade se define como uma preservadora de uma cultura clássica, humanista e universal.  É responsável por 37% da produção científica chilena e ocupa a 7ª posição no ranking da Times Higher Education de melhores universidades da América Latina em 2019.

O ingresso de estrangeiros na Universidad de Chile pode se dar através de convênios com instituições parceiras ou do Programa de Movilidad Estudiantil (PME), caso a universidade de origem não seja parceira da UC. A instituição exige no mínimo o nível B1 de fluência em espanhol no Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas, caso o estudante não tenha cidadania hispano-americana.

Leia também: Intercâmbio na Colômbia: estude em algumas das universidades mais antigas da América Latina

Pontifícia Universidade Católica de Valparaíso (PUCV)

Fundada em 1928, foi a primeira universidade da região de Valparaíso e a quarta no país. Nos primeiros anos de fundação, a instituição atendia em torno de 250 estudantes. Hoje, são mais de 15 mil — sendo que aproximadamente mil são estrangeiros que vêm, principalmente, da América do Sul, Estados Unidos e Europa. São mais de 100 programas de ensino na graduação, espalhadas por nove faculdades, com destaques para sua faculdade de arquitetura. Destaca-se também a preocupação com formação humana do ensino na instituição. É a terceira melhor universidade do Chile e ocupa o 23º lugar no ranking da Times Higher Education  de melhores universidades da América Latina em 2019.

A PUCV oferece várias opções de intercâmbio para estudantes estrangeiros: desde os tradicionais programas semestrais ou anuais até a cursos de verão ou especializados na área de negócios. Veja aqui todos os programas oferecidos pela PUCV e consulte aqui algumas informações sobre os trâmites migratórios e alojamento na universidade.

 

Visto para intercâmbio no Chile

Brasileiros não precisam de visto para o Chile para estada menor que 90 dias. Além disso, é permitida a entrada de brasileiros apenas com a apresentação da cédula de identidade civil (RG), sem a necessidade da emissão de passaporte. Caso o curso escolhido se estenda por um tempo maior, é necessário pedir um visto de estudante no consulado chileno mais próximo. Mais informações aqui.

por Beatriz Moura

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia