Inicio Startup Pagar.me contrata estudantes internacionais para Estágio de Verão

Startup Pagar.me contrata estudantes internacionais para Estágio de Verão

Startup Pagar.me contrata estudantes internacionais para Estágio de Verão

Passar o summer break – ou férias de verão – envolvido em algum projeto extracurricular ou em estágios é comum entre estudantes de universidades no exterior. Para os brasileiros que querem aproveitar a oportunidade de passar um tempo no país (ou para estrangeiros que querem conhecer), diversas empresas nacionais estão aderindo à prática e oferecendo vagas exclusivas para estudantes “de fora”.

A Fundação Estudar é uma delas, mas as inscrições para a edição 2017 já se encerraram. Outra oportunidade bastante atraente é para quem sempre sonhou em fazer estágio em startup: a Pagar.me, empresa de pagamentos virtuais fundada pelos jovens Pedro Franceschi e Henrique Dubugras, bolsistas da Fundação Estudar.

Os dois tinham menos de 18 anos quando fundaram a empresa. Em 2014, trancaram a matrícula na Universidade de Stanford, onde tinham sido aprovados, para tocar a empresa em São Paulo. O crescimento de 500% no ano de 2016 é um indicativo de que o tradeoff valeu a pena. “Eu não chamaria de desistência, a gente só postergou um pouquinho”, afirmou Henrique.

O summer internship da Pagar.me terá entre 9 e 10 semanas, entre os meses de junho e agosto de 2017, e será realizado na cidade de São Paulo. Podem se candidatar estudantes que estejam cursando graduação ou que já tenham sido aceitos por uma universidade nos Estados Unidos.

A equipe é jovem: atualmente, há três ex-participantes do programa Prep Scholars, da Fundação Estudar, trabalhando na empresa. O estagiário de verão assumirá a responsabilidade por projetos específicos, nas áreas de Análise de Risco, Planejamento Financeiro e Desenvolvimento de Pessoas.

As inscrições devem ser feitas até o dia 14 de abril através do link.

 

* Foto: Pagar.me

 

Leia também:
Estágio de verão no Vale do Silício? Saiba como é a experiência
Tudo sobre estágio no exterior: confira este e-book gratuito

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia