Um Projeto: Fundação Estudar
Erasmus University Rotterdam (1)

Conheça a Erasmus University Rotterdam, referência em negócios na Holanda

Por Priscila Bellini
18.07.2018

Fundada em 1913, a Erasmus University Rotterdam ganhou fama por áreas de negócios, administração e gestão. Oferece, além de boa infraestrutura no campus, diversidade no corpo estudantil. Conheça mais sobre a universidade e veja bolsas de estudo disponíveis por lá!


A Erasmus University Rotterdam, localizada nos Países Baixos, foi fundada em 1913. Como o nome sugere, trata-se de uma homenagem ao humanista holandês Desiderius Erasmus Roterodamus. A instituição logo ganhou fama em áreas como Economia e Gestão, além de pesquisas em áreas médicas. Para ter uma ideia, a universidade alcançou a posição de 30º lugar entre as melhores em Business e Management, pelo ranking QS.

Essa ligação com a área vem desde sua fundação. Afinal, em 1913, foi criada como “Netherlands School of Commerce”, uma iniciativa bancada por empresários da época. Somente em 1973, depois de ganhar departamentos em áreas como Ciências Sociais e História, é que recebeu o nome atual.

Erasmus University Rotterdam em rankings

– 179º lugar no ranking da Quacquarelli Symonds (QS)

– 72º lugar na listagem global do Times Higher Education (THE)

– 73º lugar no Academic Ranking of World University

Graduação e pós-graduação 

A Erasmus University Rotterdam recebe estudantes tanto para cursos de graduação quanto para pós. Os 19 Bachelor Programmes disponíveis incluem formação em campos como Economia, Filosofia e Artes. Há programas ministrados em holandês e também em inglês, distribuídos pelos sete departamentos.

Os alunos internacionais costumam pagar mais caro pelos cursos. O Double Degree em Econometria e Filosofia, sai por 6,4 mil euros para estudantes da Europa. Para ter a mesma formação, entretanto, um candidato brasileiro teria de desembolsar 9 mil euros pela tuition.

Vale lembrar, ainda, que tanto os requisitos de admissão para graduação, quanto os prazos, variam de acordo com o programa. Por isso, a instituição recomenda que os alunos leiam as informações disponibilizadas por cada departamento.

Prédio da Rotterdam School of Management, que integra a Erasmus University Rotterdam.
Prédio da Rotterdam School of Management, que integra a Erasmus University Rotterdam.

 

Já os programas de pós-graduação seguem o modelo tradicional europeu. As inscrições abrem em outubro e os candidatos submetem uma série de documentos padronizados. Por exemplo, é possível que o curso exija uma nota determinada no GMAT. Outros pontos importantes da admissão incluem itens como teste de proficiência e histórico acadêmico.

Novamente, é necessário conferir os requisitos de acordo com o curso desejado e o departamento em que ele se encaixa.

Como é estudar na Erasmus University Rotterdam

O carioca Eduardo Rodrigues embarcou para a Erasmus University Rotterdam em 2005, para fazer um intercâmbio, durante seu mestrado no COPPEAD. Na época, estudava Administração no Brasil e complementaria a formação com cerca de três meses na Holanda. “Na época, eu não tinha tido uma experiência internacional dessas e fazia todo o sentido”, conta ele, que é engenheiro de formação.

Encontrou na instituição um centro consolidado e pautado em inovação. “A impressão que eu tive era que eles eram muito ligados a isso, até porque a Holanda apresenta índices muito altos de empreendedorismo“. Logo, pode fazer uma matéria sobre o tema e somá-la a disciplinas de economia e projetos práticos.

Interior do prédio da Erasmus University Rotterdam. Crédito: Jeroen Musch
Interior do prédio da Erasmus University Rotterdam. Crédito: Jeroen Musch

 

Tais projetos eram desenvolvidos na prática, em empresas com que a universidade tinha parcerias estabelecidas. No caso do trabalho desenvolvido por Eduardo, a parceira foi a consultoria Accenture – justamente onde ele já trabalhava no Brasil, só que no escritório de Amsterdã.

A internacionalização também entra como um dos marcos da Erasmus University Rotterdam. Em uma mesma sala, vários países estão representados. “A gente lida com muitas culturas diferentes em uma mesma sala”, diz Eduardo. Para ele, esse foi um dos pontos que fez a diferença em sua experiência na Holanda.

Apoio financeiro

Há uma grande variedade de bolsas de estudo à disposição na universidade. Primeiro, é necessário checar em quais programas o aluno se encaixa. Por exemplo, há iniciativas focadas em nacionalidades específicas, em departamentos ou exclusivas para pós-graduação.

#1 Dreilinden

A Dreilinden, do International Institute for Social Studies (ISS), cobre custos de anuidade e manutenção no país, para alunos de mestrado. Há, ainda, mais especificidades para concorrer à bolsa: o estudante deve ter trabalhado com direitos humanos focados na população LGBTQ. Como benefício, os selecionados pelo programa recebem também passagens aéreas e cobertura de todos os custos do curso.

#2 Erasmus Education Fund (EEF)

Nesse caso, a bolsa EEF tem valor de 3 mil euros e está disponível para qualquer nacionalidade. Para concorrer, é necessário ter excelente desempenho acadêmico e se comprometer a divulgar as oportunidades da Erasmus University Rotterdam.

#3 Erasmus Trustfonds Scholarship

Os estudantes de qualquer nacionalidade, aceitos em programas específicos, podem concorrer à bolsa. O valor é de 14.250 euros, que servem para cobrir gastos com anuidade, acomodação e manutenção no país.

#4 Orange Tulip Scholarship 

O programa já é conhecido pelos brasileiros e abre inscrições todos os anos. Os candidatos brasileiros podem receber apoio financeiro para diversos cursos de mestrado e recebem um desconto na anuidade.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d