Um projeto: Fundação Estudar

Pós Graduação

O que você precisa saber para cursar uma pós-graduação fora do Brasil

02.09.13

Dominando o GMAT: Redação Analítica e Raciocínio Integrado

Dominando o GMAT: Redação Analítica e Raciocínio Integrado

Confira o texto do Colunista Paulo César sobre os desafios desta seção, como a prova funciona e como se preparar

Por Paulo César Moraes – sócio fundador da Philadelphia Consulting

A seção de redação analítica
Discursar sobre um tema sob pressão de tempo pode ser desafiador, mas o GMAT está muito mais preocupado em detectar sua estruturação de raciocínio durante a escrita, vis-à-vis o possível conteúdo que pode ser gerado em 30 minutos. Na realidade, a previsibilidade da seção de redação em termos estruturais capacita o aluno a se preparar de antemão de maneira eficaz.

Leia mais: O que é o GMAT?

O que esta seção mede?
A seção de redação analítica mede a habilidade do candidato de criticar um argumento de forma estruturada, apontando falhas e minando as premissas. O maior desafio é escrever um texto crítico, preciso e estruturado, com aproximadamente 450 palavras em 30 minutos. De acordo com o GMAC, a nota da redação vai de 0 a 6, e é corrigida pelo computador e por um leitor.

Na Prática:
– Considere que o enunciado pede explicitamente sua análise do argumento.
– Detecte conclusão durante a leitura inicial e as premissas que a suportam. Note que a lógica usada para suporte de conclusão é questionável.
– Assuma que a conclusão não está propriamente embasada pelas premissas e critique cada premissa; possíveis ataques incluem falhas de lógica na analogia, na relação causa e efeito, na relevância estatística, na amostragem, etc.
– Desenvolva uma redação com 5 parágrafos:
• Introdução – resuma a ideia principal do argumento e conclua que o mesmo não é coerente.
• 3 parágrafos – critique as premissas separadamente nos respectivos parágrafos, explicando, e, possivelmente, exemplificando sua lógica para cada uma delas.
• Conclusão – resuma as críticas e traga 2 ou 3 maneiras de aprimorar o argumento
– Tenha como objetivo escrever pelos menos 450 palavras.
– Reserve pelos menos 2 minutos para reler todo o texto e fazer possíveis aprimoramentos.

Como se preparar:
– Estude os inúmeros exemplos encontrados em vários livros.
– Verifique sua necessidade de praticar com um template (estrutura pré-organizada) para facilitar sua adaptação à estrutura desejada.
– Pratique com os temas disponíveis no guia oficial do GMAT ou no site do GMAC.
– Durante as práticas completas, não negligencie a redação, pois o fator “cansaço” na prova como um todo deve ser dominado.
– Automatize o processo para que não haja desgaste excessivo com este primeiro item da prova, pois ainda há um bom caminho a percorrer.

Como buscar um melhor desempenho na Seção de Redação Analítica
A prática com devolutiva de temas discursados ajudará o aluno a dominar a estrutura dentro do tempo proposto.

Leia mais: Dominando o GMAT: Desmistifique o exame!

A seção de Raciocínio Integrado
Precisão de discernimento frente a informações apresentadas de diversas maneiras, como gráficos, tabelas, etc., é vital no mundo dos negócios. Durante o seu curso de MBA, já na sala de aula, este desempenho é cobrado e é, sem dúvida, um fator diferenciador entre os alunos. Treinamento neste processo é fundamental, pois você não nasce um avaliador de informações múltiplas nato – aqui, prática faz a perfeição!

O que esta seção mede?
A seção de raciocínio integrado mede a habilidade do aluno de sintetizar, combinar, organizar, e avaliar informações de várias fontes, tais como gráficos, tabelas e textos, demonstrando raciocínio treinado para discernir informações e chegar a conclusões no mundo de negócios de hoje. O maior desafio é ser versado em absorver informações apresentadas em formatos inusitados e em aplicar bom senso na avaliação de informações múltiplas. De acordo com o GMAC, a nota da seção de Raciocínio Integrado é independente da nota geral da prova, e varia de 0 a 8; a seção não é adaptativa, e nas questões com múltiplas partes, o ponto pela questão só é obtido quando o aluno acerta todas as partes.

Na Prática:
– Familiarize-se com os tipos de questões:
• Raciocinando sobre informações múltiplas – acesse 2 ou 3 abas de informações e as use para responder as perguntas.
• Analisando tabelas – acesse as várias informações dentro da tabela para responder as perguntas.
• Interpretando gráficos – interprete gráficos ou outras possíveis figuras.
• Selecionando dados de duas fontes – selecione os dados apropriados e resolva a questão.
– Para as questões que requeiram cálculos, use a calculadora fornecida no próprio computador.

Como se preparar:
– Estude e familiarize-se com questões no site oficial.
– Pratique com exercícios encontrados nos diversos livros de apoio e nos sites.
– Faça a auto-correção e busque entender seus erros.

Como buscar um melhor desempenho na Seção de Raciocínio Integrado
Além de familiarizar-se totalmente com os tipos de questões, a prática intensa ajudará o aluno a dominar os tipos de questões. Embora esta seção forneça uma nota independente, que não impacta na nota (de 200 a 800) gerada pelas seções quantitativas e de verbal, é vital que se pratique uma série de simulados completos, sem negligenciar esta parte da prova, para aprender a dominar o cansaço.
_____________________________________________________________________

Paulo César Moraes – Colunista sobre GMAT e orientação para MBA no exterior 

Paulo CesarDr. Paulo César Moraes Oliveira é sócio fundador da Philadelphia Consulting, empresa que desenvolveu uma metodologia específica para treinar e maximizar alunos brasileiros nas provas de TOEFL e GMAT, e que atua nessa área desde 1996. Dr. Paulo César é também membro da AIGAC, instituição internacional que regula e aprimora o trabalho de consultores em pós-graduação, e, juntamente com seu time de editores, orienta no processo de MBA Admissions das principais escolas internacionais. Ele residiu nos Estados Unidos por nove anos,  estudando na Bob Jones University, onde obteve os graus de mestre e doutorado em educação  e trabalhou no BJU Testing Center. Sua dissertação de doutorado, publicada no ERIC Educational Journal, foi  sobre o desenvolvimento do raciocínio lógico. É casado com Neusa Maria, sua sócia na consultoria, e tem dois filhos, Felipe Eugênio e Stephanie Eugênia, ambos universitários nos Estados Unidos. Conheça mais da Philadelphia Consulting AQUI.

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

estagiários da Microsoft comemorando
impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT