Inicio Mulheres e pós-graduação: conheça o currículo da advogada aprovada em 5 programas de mestrados internacionais

Mulheres e pós-graduação: conheça o currículo da advogada aprovada em 5 programas de mestrados internacionais

Mulheres e pós-graduação: conheça o currículo da advogada aprovada em 5 programas de mestrados internacionais

Para te ajudar a se candidatar para uma vaga em uma universidade estrangeira de excelência, o Estudar Fora publica perfis completos de mulheres aprovadas em programas de mestrados e MBAs de renomadas instituições de ensino internacionais. Dessa forma, você pode entrar em contato com os detalhes dos processos seletivos e ter referências na hora de realizar sua candidatura

No perfil de hoje, conheça uma advogada que estudou em instituições de elite durante boa parte da vida graças a bolsas de estudo conquistadas por mérito. No entanto, ela sempre realizou atividades extracurriculares em instituições públicas. Por isso, conviveu por um longo período com essa disparidade (colegas de escola abastados versus crianças que dependiam da merenda escolar para comer).

Leia também: As Melhores Bolsas de Estudo com Inscrições Abertas

Ao entrar no ensino superior, escolheu o caminho do Direito munida de ambição para ajudar a mudar a dura realidade do país. Durante a universidade, dedicou-se a um projeto paralelo voluntário, oferecendo serviços jurídicos à população de baixa renda de São Paulo.

O contato próximo com instituições governamentais a fez perceber o imenso potencial dos órgãos públicos. Paralelamente, pôde notar a grande ineficiência de algumas políticas públicas afetadas muitas vezes pela ineficaz comunicação entre as instituições envolvidas.

Nesse contexto, dedicou-se a pesquisar sobre o tema até que se viu frustrada com o sistema e voltou a carreira para apoiar ONGs especializadas em direitos sociais e individuais, especialmente na área da saúde. Por sua vez, esse trabalho a colocou na liderança de uma estratégia executiva nacional para promover negócios com impacto social no Brasil.

Leia também: MBA no exterior: como tornar seu perfil competitivo

Tal experiência a fez entender a importância do setor privado como catalizador de mudanças sociais estruturais, mas fortaleceu sua visão de que o estado é um promotor de igualdade poderoso, capaz de causar mudanças profundas e sustentáveis. O conjunto de experiências profissionais e extracurriculares citadas acima, entre outras, levou a candidata a valorizar as políticas públicas como mecanismo de reduzir a desigualdade socioeconômica e a se interessar pelo mestrado internacional na área. Acompanhe, a seguir, detalhes do currículo da nossa perfilada. 

Vale salientar que estes perfis são apenas exemplos e, apesar de reais, não cobrem a diversidade de indivíduos que alcançam sucesso no processo seletivo. Não há um perfil “padrão” ou uma receita de bolo a ser seguida para ser aprovada. Ao analisar suas chances em um programa, considere o seu perfil específico, salientando pontos fortes, compensando pontos fracos, contando sua história de maneira genuína e impactante e deixando suas ambições de carreira claras e bem fundamentadas.

  • Programa almejado: Master in Public Administration (MPA) / Master in Public Policy (MPP)
  • Idade: 27 anos 
  • GPA (média global da graduação): 8.7 de 10
  • GRE: 323 | TOEFL: 112
  • Outras línguas, além de Português e Inglês: Espanhol, Alemão

Características pessoais

Comprometimento com causas sociais, diligência, iniciativa (por exemplo, implementou parceria pro bono e se engajou para melhorar a política de licença maternidade no escritório em que trabalhava), capacidade de manejar conflitos, empatia, resolução de problemas.

Ensino superior

Graduação em Direito em Universidade Estadual de ponta no Brasil. Aluna especial de programa de pós-graduação stricto sensu. Engajada com monitorias e grupo de estudos sobre o sistema prisional brasileiro, que incluía visitas semanais a prisões, discussões e atividades com colegas e a comunidade. Bolsa de estudos para participar de um programa de tutoria que rendeu uma publicação e atividades abertas ao público (para 50-100 pessoas). Bolsa de estudos para cursar um programa de pós-graduação lato sensu em “Litígio estratégico de interesse público”. Projeto de conclusão aprovado com distinção. Selecionada para participar de uma ONG focada no estudo, pesquisa e inovações em direito público. 

Trajetória profissional

Trabalhou em escritório de advocacia de renome, especializado em direito administrativo e público, focado em clientes com intenso relacionamento com instituições governamentais, como empresas públicas e ONGs que atuam com políticas públicas. Cresceu rapidamente de estagiária para associate, e se envolveu constantemente em atividades além de suas obrigações, como mentoria de advogados menos experientes. 

Experiência internacional: 

  • Viagens de estudo e lazer.

Experiência comunitária: 

  • Membro de grupo encarregado de encontrar meios para favorecer o ambiente legal no Brasil para negócios com impacto social;
  • Secretária Geral de Comissão Estadual da Jovem Advocacia;
  • Atleta em time de futebol da universidade;
  • Professora voluntária de português e matemática para alunos de escolas públicas;
  • Menção honrosa e prêmio em simulação da ONU.

Hobbies

Interesse em livros, viagens, arte de maquiagem. 

Objetivos de carreira

Trabalhar na administração federal para conceber e implementar canais de comunicação institucionalizados entre os três poderes: judiciário, executivo e legislativo, com o intuito de melhorar o design, a implementação e a avaliação de políticas públicas. 

Justificativa para o MPA

Aperfeiçoar sua capacidade analítica e habilidade para navegar entre estruturas legais e a criação, a execução e a análise de políticas públicas. 

Recomendadores

Supervisora direta com quem interagiu nos últimos quatro anos; Professor de pós-graduação que, posteriormente, virou mentor de carreira.  

Destacar pontos fortes e mitigar pontos fracos resultam em sucesso! Por que funcionou?

  • Coerência no interesse pela área: A história pessoal complementa muito bem a história profissional. Ter crescido com exposição à pobreza do país moldou seus valores, e nos essays a candidata demonstra claramente como tal experiência pessoal a motivou a realizar escolhas de vida e de carreira de maneira coerente com sua ambição de diminuir a desigualdade.     
  • Potencial acadêmico comprovado + engajamento comunitário: Notas excelentes; envolvimento em inúmeras atividades extracurriculares enquanto mantinha o nível acadêmico; selecionada a participar de cursos concorridos; convidada a participar de grupos de estudo e de influência prática, comprovando que possui excelentes habilidades técnicas e interpessoais e capacidade de networking. Esse tipo de evidência é uma “prova” de que a candidata não terá dificuldade, ou ao menos se esforçará para manter um excelente desempenho acadêmico ao mesmo tempo em que se envolve com a comunidade da escola (participando de clubes, ajudando a organizar eventos, contribuindo com sua expertise e inspirando colegas com sua história de vida). 
  • Carreira de sucesso + engajamento extracurricular: Ótimo desempenho profissional, atestado por meio do currículo e pelas cartas de recomendação. Engajamento com instituições, pessoas e grupos da área de interesse dentro e fora do escritório, com resultados e impacto tangível.  
  • Ponto fraco mitigado: Ciência do pouco treinamento quantitativo durante a universidade. Apesar de ter tido contato com macroeconomia e finanças em cursos eletivos na graduação (o que também mostra iniciativa e interesse na área), a candidata reconhece que seu treinamento foi insuficiente – o que inclusive justifica o MPA/MPP na sua carreira. Entretanto, ela reafirma sua capacidade analítica pela ótima nota no GRE, sua participação em atividades acadêmicas e extracurriculares passadas que envolviam matérias quantitativas, e sua atuação no trabalho em questões que englobavam números (também reiteradas nas cartas de recomendação). 

Onde foi aceita?

Programas de MPA: London School of Economics (LSE), Columbia SIPA, UPenn Fels Institute e NYU Wagner

Programa de MPP: Harvard Kennedy School (HKS)

Trecho de um de seus essays

[…]“When I was a kid, my parents enrolled me in a public art school. There, I discovered that other children spent hours in public transportation and depended on fundraising to ensure their daily meals. At the height of my nine years of age, I thought such disparity was unacceptable. 

Later on, volunteering in educational programs generated a growing awareness on additional causes I wanted to act upon: racism, chauvinism, social prejudice and homophobia. 

[…]

While working closely with government agencies, I saw their potential – massive budget and operational scale – undermined by ineffective policies that suffered from the miscommunication between the institutions involved. 

Most policies are created in the executive or legislative branches, oftentimes independently and with minimum debate with the affected population. The judiciary is frequently summoned to act on interest group disputes, in a fragmented manner that disregards the bigger picture but affects the policy as a whole. This miscommunication generates a waste of public resources, and can even decrease the quality of the services offered. The mayhem caused in the public healthcare system – my current line of research – is astonishing. 

In the long run, I envision working inside Brazil’s federal administration to conceive and implement productive channels of communication between government branches. By facilitating a constructive multidisciplinary, inter-institutional dialogue, I aim to replace the current overlap of misaligned and fragmented decisions from different public actors with a collective, cohesive development and improvement of social public policies.” 

*Salientamos que não há uma receita de bolo ou perfil padrão exigido ou mais valorizado pelas universidades. Cada história é única e deve ser contada de uma maneira impactante, em que se aflora o autoconhecimento, o impacto do programa em sua vida e carreira, e os objetivos profissionais em curto e longo prazo, entre outros. 

Sobre a autora

Daiana Stolf é cientista por formação e escritora e coach por paixão. De mestre pela Universidade de Toronto (Canadá) a aluna de Gestão Estratégica na Universidade de Harvard (EUA), passando por cientista-doutoranda da EPFL (Suíça), em 2011 descobriu o prazer de guiar brasileiros curiosos e determinados a expandir seus horizontes através de cursos de pós-graduação nas melhores universidades do mundo. Ela é co-fundadora da TopMBA Coaching.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia