Um projeto: Fundação Estudar

Graduação

O que você precisa saber para cursar uma graduação fora do Brasil

19.11.15

Saiba como é estudar em um Liberal Arts College dos EUA

Saiba como é estudar em um Liberal Arts College dos EUA

"Tenho apenas 3 aulas de 70 minutos cada por semana, mas tenho que estudar muito por conta própria", conta aluno do Carleton College. Confira!

Por Pedro Girardi

Olá pessoal. Gostaria de compartilhar com vocês um pouco da minha rotina no Carleton College, aqui nos Estados Unidos, e o que torna a experiência aqui tão especial.

Estava a fim de começar algo totalmente diferente e acabei entrando no clube de Tae Kwon Do

O primeiro aspecto é que, em Carleton, quase todos os alunos moram no campus. Isso cria uma comunidade bastante unida, e fez com que eu, em menos de três meses, conhecesse uma parcela considerável dos estudantes. Isso é facilmente explicável se compararmos com a realidade das grandes universidades públicas brasileiras: enquanto nelas você fica pouco tempo no campus e não interage muito com seus colegas, aqui você passa todo o seu tempo no campus e participa de muitas atividades. Eu, por exemplo, estava a fim de começar algo totalmente diferente e acabei entrando no clube de Tae Kwon Do. Ainda não descobri o Bruce Lee dentro de mim, mas o clube me ajudou a desenvolver novas habilidades, sair da zona de conforto e conhecer muita gente bacana. Essa oportunidade de tentar o novo e se desenvolver em várias áreas é extremamente incentivada aqui.

O fato de Carleton ter mais de duzentos clubes e organizações torna a experiência de estudar aqui ainda mais completa, e cria uma comunidade muito integrada.

Eu tenho três aulas de 70 minutos por semana em cada curso, bem menos do que eu teria no Brasil. Porém, os professores exigem muito trabalho fora da sala de aula

Estudar em um Liberal Arts College é bem diferente de uma universidade brasileira. Nesse trimestre, por exemplo, eu me matriculei em três cursos: Cálculo 2, Introdução à Microeconomia e Utopias. Eu tenho três aulas de 70 minutos por semana em cada curso, bem menos do que eu teria no Brasil. Porém, os professores exigem muito trabalho fora da sala de aula: eles querem que os alunos não apenas reproduzam o que viram em aula em temas e trabalhos, mas consigam aprender sozinhos como resolver problemas mais complicados.

Contudo, não há como ficar desamparado ao ter dificuldade em algum tópico: a universidade faz questão que você tenha a quem pedir ajuda quando precisar. Os professores passam boa parte da semana trabalhando no seu escritório, de portas abertas para ajudar quem precisar. Além disso, minhas aulas de economia e filosofia tem teacher assistants (estudantes que já cursaram a disciplina e tiveram destaque) que estão sempre disponíveis para ajudar. Em suma, eu tenho que aprender muito e de maneira autônoma, mas eu sempre terei a quem recorrer, em caso de dificuldade. Além disso, todos os meus professores conhecem os alunos pelo nome, e trazem questões a serem debatidas em aula, o que torna a experiência muito mais interessante e motivadora.

Enfim, a minha experiência aqui tem sido bastante enriquecedora tanto no aspecto acadêmico quanto no aspecto pessoal. Nós próximos meses, trarei mais novidades sobre a minha vida em Carleton. Espero com isso incentivar mais jovens a estudarem aqui!

_____________________________________________________________________

Sobre o autor

Pedro Girardi é aluno de graduação do Carleton College, nos Estados Unidos, onde pretende se formar economia e política. Durante o ensino médio, envolveu-se em diversos projetos nessas áreas, sendo seu preferido a participação em Simulações das Nações Unidas. Por meio de atividades extracurriculares, descobriu que adora lidar com pessoas e ajudá-las a desenvolver suas habilidades. Quer ser professor e pesquisador.

Leia também:
Guia gratuito para quem sonha com a graduação no exterior
Entenda o que são e como funcionam os Liberal Arts Colleges dos EUA
Quer graduar-se em química e teatro? Em um Liberal Arts College você pode!

Conecte-se ao Estudar Fora

http://promo.estudarfora.org.br/07de78d376d72cb1d7d3

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas