Um Projeto: Fundação Estudar
Rainha do Reino Unido, Elizabeth II

Preparação para estudar no Reino Unido (em 4 passos)

Por Colunista do Estudar Fora

Por LoveUK

O loveUK, iniciativa do Instituto Global Attitude, lançou uma série de artigos com instruções para a preparação para estudar no Reino Unido. A série #PassoAPassoloveUK explica as etapas de preparação, desde a decisão de estudar fora até o momento de se tornar um estudante internacional na terra da rainha.

Com este passo a passo, o processo (que parece longo e complexo) fica muito mais palpável. Confira abaixo um compilado da série, com as etapas mais importantes deste processo. O material completo pode ser conferido no site do loveUK.

Passo 1: Conhecer

O primeiro passo da sua jornada é CONHECER. É essencial que você conheça o seu perfil e objetivos e os alinhe às propostas oferecidas pelas instituições. Confira as dicas abaixo para ajudá-lo neste primeiro momento:

#1 Estabeleça as suas prioridades

Antes de buscar as oportunidades disponíveis nas universidades é importante estabelecer quais são as suas prioridades como estudante, como:

– Posição da universidade/curso em rankings;
– Local onde a universidade está situada;
– Valor do curso/oportunidades de bolsa;
– Custo de vida;
– Oportunidades de imersão na cultura através de atividades esportivas, culturais, viagens, etc.

#2 Pesquise!

Colete o máximo de informações possíveis para conhecer as oportunidades que as universidades britânicas oferecem. 

– Website da Universidade:

Esta é a maneira mais rápida de encontrar as informações. Você pode buscar o curso específico que você tem interesse ou até conhecer mais sobre os cursos oferecidos de acordo com a área de seu interesse, além de ter acesso aos requisitos para ingresso (entry requirements), como realizar a sua candidatura (how to apply) e as informações relacionadas ao seu país (local representatives, specific requirements, etc.);

– Redes Sociais:

Você já segue a página das universidades que você tem interesse nas redes sociais? Esta é uma ótima forma de acompanhar as atividades e oportunidades oferecidas. Muitas instituições têm grupos específicos para regiões ou países e para alunos que pretendem aplicar em um ano específico;

– British Council: 

Organização internacional do Reino Unido para as relações culturais e educacionais. Através do BC você pode entender como funciona o sistema de ensino britânico e onde encontrar oportunidades de bolsas e eventos de promoção das universidades.

#3 Decida

Após analisar as informações e alinhá-las com os seus objetivos, é hora de filtrar e decidir para quais universidades você irá realizar a sua candidatura. Para graduação, sugerimos que escolha até cinco instituições para fazer o application, já para pós-graduação o ideal são três e cursos de mestrado ou acima disso escolha até duas. Seguindo estes conselhos você pode se preparar da melhor forma e maximizar as suas chances de ser aceito e, quem sabe, conseguir uma bolsa de estudos.

Passo 2: Preparar

Após conhecer e selecionar os cursos para os quais você quer se inscrever, está na hora de organizar os seus documentos e preparar as cartas exigidas nos requisitos (as Entry Requirements).

Os processos de admissão nas universidades levarão em consideração três fatores principais:

#1 Proficiência no Idioma

Você precisará comprovar que está apto a se comunicar de forma pessoal e acadêmica. Esta comprovação poderá ser feita por meio dos exames de proficiência oficiais aceitos pela universidade ou por outras formas disponibilizadas. Estas informações estão descritas na página dos cursos, fique atento!

#2 Desempenho Acadêmico

Este requisito será comprovado por meio da sua documentação escolar, seja do Ensino Médio brasileiro ou estrangeiro, da sua Graduação, Pós-Graduação, etc. Cada curso exige uma nota mínima para admissão, por isso, fique atento aos requisitos da universidade que escolheu.

Os principais documentos exigidos para comprovação do desempenho acadêmico são o Histórico Escolar e o Diploma oficial emitidos pela sua instituição.

#3 Experiência Profissional /Atividades Extracurriculares

Dentre os requisitos, este é o que engloba a maior parte dos documentos, pois trata-se, muitas vezes, de um critério subjetivo, ou seja, lhe dá a chance de argumentar e pleitear a sua vaga na universidade que deseja estudar.

É importante demonstrar para a universidade que você é um bom candidato ao curso e que será um ótimo aluno, além de expor os seus planos de carreira e de que forma este programa de estudos está alinhado a ele.

Os documentos que fazem parte deste requisito são: Personal Statement, Cartas de Referência, currículo, portfólio, certificados de premiações, projetos de pesquisa, etc. Além disso, você precisará fornecer informações pessoais e enviar uma cópia do seu passaporte, o qual precisa estar válido e não expirar nos meses que sucedem a sua chegada no Reino Unido.

Passo 3: Iniciar o Application

application dá a impressão de ser um procedimento mecânico, que envolve apenas o preenchimento de formulários e o envio de documentos. Mas esta é uma das etapas mais importantes do processo de candidatura à tão almejada vaga nas universidades britânicas.

Um perito nos processos de admissão poderá dar dicas valiosas para maximizar as suas chances de ser aceito, desde que você cumpra os requisitos mínimos exigidos pela universidade, claro. O loveUK é especialista em processos de admissão para universidades britânicas e pode ajudá-lo gratuitamente.

E já que estamos aqui para o seu auxílio, confira as nossas orientações abaixo, indispensáveis a toda candidatura que busca se destacar:

#1 Muita atenção aos detalhes

Algumas universidades aceitam candidaturas com certos documentos pendentes, como por exemplo o resultado do exame de proficiência, assim você pode aplicar o quanto antes e garantir sua aprovação.

#2 Saiba qual a sua plataforma de inscrição

Caso você esteja buscando vaga para um curso de Graduação, toda a atenção deve ser redobrada, pois você certamente precisará fazer o application no portal UCAS (Universities and Colleges Admissions Service), uma organização britânica cujo papel principal é se encarregar do processo de inscrição para as universidades britânicas. Realizado por meio de uma plataforma, o UCAS distribui todas as informações fornecidas pelo estudante às instituições que escolheu se candidatar.

Já para quem se prepara para fazer um curso de Pós-Graduação (Especialização, Mestrado, MBA, Doutorado ou Pós-Doutorado) deve-se estar atento à página do curso escolhido, pois lá estarão as informações sobre o processo de application, o qual poderá ser realizado por meio de uma plataforma própria da universidade, formulários manuais ou até mesmo por portais como o UCAS.

#3 Organize seu bolso

A maioria das universidades cobra uma taxa para a realização do seu application (o chamado application fee), este valor pode variar de 13 a 150 libras (o equivalente a algo entre R$56 e R$651). Programe-se para arcar com estes custos, pois a sua candidatura não será processada e analisada até a finalização desta etapa.

#4 Saiba quando aplicar

O período de candidaturas para as universidades britânicas varia de acordo com o programa e com as universidades, por exemplo:

  • Graduação: Pelo portal UCAS, as candidaturas para qualquer curso nas universidades de Oxford e Cambridge ou para a maioria dos cursos de Medicina, Medicina Veterinária e Odontologia foram realizados até às 18h (no fuso do Reino Unido) de 15 de outubro. As candidaturas para os demais cursos e universidades poderão ser enviados até às 18h (fuso do Reino Unido) de 15 de janeiro de 2018, com poucas exceções.

  • Pós-Graduação: A maioria dos cursos de Especialização, Mestrado e MBA oferecem entrada em setembro e outubro, esta é a mesma época em que são abertas as inscrições para o ano seguinte, portanto você deve estar atento aos prazos estabelecidos pelas instituições para as quais você pretende aplicar. Recomendamos que aplique o quanto antes, principalmente para as universidades e cursos mais concorridos. Para os cursos de Doutorado e Pós-doutorado há oportunidades de ingresso durante todo o ano e o processo de admissão é um pouco diferente, assim, é importante entrar em contato com o loveUK para compreender as melhores oportunidades e não perder os prazos.

Passo 4: Segurar a ansiedade

Muitos dirão que a parte mais difícil para estudar no Reino Unido já passou, mas, acredite, ela iniciou quando você clicou em “submit application”. Não é nada fácil lidar com a ansiedade de receber o tão esperado SIM da universidade dos sonhos, afinal há muitos fatores em jogo: o seu futuro é um deles, por exemplo. A quarta e última etapa do Passo a Passo loveUK envolve alguns processos que demandam muita atenção e paciência e estamos aqui para tirar estas dúvidas.

Em geral, surgem muitas perguntas logo após o envio do application, por isso, confira abaixo as respostas às principais dúvidas que vemos por aí:

#1 Devo mandar e-mail para a universidade perguntando se receberam o meu application e se está tudo certo?

NÃO. Você não precisa enviar nenhum e-mail para a universidade no intuito de confirmar se realmente receberam o seu application, pois ao finalizá-lo certamente o próprio sistema envia uma mensagem informando que sua inscrição foi recebida e que será analisada. Para acompanhar o seu processo, acesse a plataforma de candidatura da universidade que escolheu, lá haverá um espaço específico indicando o status do seu application.

#2 Quanto tempo leva para a universidade analisar minha inscrição e dar uma resposta?

O tempo de resposta de cada universidade varia bastante. Fatores como a quantidade de candidaturas recebidas, o período no qual você finalizou o seu application e o próprio tempo de resposta das instituições influenciam neste prazo. Em geral, a resposta sobre sua candidatura pode demorar de 10 a 90 dias e, neste período, você pode ser convidado a uma entrevista virtual.

#dicaloveUK
Procure finalizar a sua candidatura com antecedência, pois ela será analisada mais rápido e você terá mais tempo para tomar uma decisão, caso pretenda aplicar para bolsas de estudos ou esteja aguardando o resultado de outros processos seletivos.

#3 Como virá a resposta da universidade?

As universidades britânicas podem responder à sua candidatura de três formas:

  • Informando que você não foi aprovado

Calma! Não é o fim do mundo. Caso você não seja aprovado, a instituição irá explicar o motivo e você poderá aplicar novamente no futuro. O principal motivo de uma recusa é o não cumprimento de algum dos requisitos de entrada (entry requirements).

  • Oferta Condicional (Conditional Offer)

Boas notícias! Isto significa que você já está com um pé no Reino Unido. Uma oferta condicional indica que a universidade precisa que você cumpra algum requisito específico para que esta possa lhe oferecer uma vaga. Os requisitos podem estar relacionados a:

  1. Desempenho acadêmico: a universidade pode solicitar documentos que comprovem que você possui a média exigida para ingressar no curso escolhido, ou que você melhore o resultado em exames específicos. Algumas instituições aceitam que o candidato inclua experiência profissional para complementar a documentação acadêmica, comprovando que o mesmo possui conhecimento na área.

  2. Exame de proficiência (IELTS, por exemplo): caso você não tenha atingido o nível de proficiência exigido pelo programa, será dado um prazo para que você envie um novo resultado ou registre-se nos programas de inglês disponíveis para alunos que irão ingressar em cursos de Graduação ou Pós-Graduação (Pre-Sessional English) Algumas universidades aceitam candidaturas sem que seja incluído o resultado do exame de proficiência em inglês, portanto o candidato receberá uma oferta incondicional até que comprove o nível exigido pelo curso.

  3. Documentação: algumas universidades exigirão que você certifique os seus documentos (histórico escolar e diploma) em algum dos centros indicados por eles.

  4. Pagamento do depósito: há universidades que determinam o pagamento de um depósito (entre GBP500 e GBP2000) para que eles possam garantir a sua vaga e enviar a sua oferta incondicional.

  • Oferta Incondicional (Unconditional Offer)

Essa é a notícia mais esperada, o SIM! Receber uma Oferta Incondicional significa que a universidade analisou a sua documentação e aprovou a sua solicitação, portanto eles desejam oferecer uma vaga para você. A universidade determinará um prazo de resposta, o qual deve ser respeitado para que você não perca esta oportunidade. Você precisará aceitar a oferta formalmente por e-mail ou através da plataforma de candidatura.

Após este procedimento, você receberá as instruções para realizar o pagamento de um depósito no intuito de garantir a sua vaga (a partir de GPB1000 – o equivalente a R$4.400) e informações muito importantes sobre os próximos passos.

#4 Já aceitei a minha Unconditional Offer, e agora, quais são os próximos passos?

Esta é a hora de focar nos preparativos para a sua viagem. Podemos, enfim, dizer que “o pior já passou”, pois você está muito próximo de realizar o sonho de estudar no Reino Unido. Aqui vão alguns passos principais dos preparativos:

  1. Acomodação: a universidade irá enviar as opções de acomodação, os valores e os prazos para solicitar uma vaga, seja dentro ou fora do Campus Universitário;

  2. Visto: você precisará solicitar o visto Tier4;

  3. Passagem aérea: recomendamos que você adquira a sua passagem aérea apenas após receber o resultado positivo da sua solicitação de visto;

Feito isso, arrume as malas, prepare a despedida e boa viagem!

No fim…

Sabemos que este é um processo longo e cheio de detalhes, mas também sabemos que todo o esforço vale a pena, afinal trata-se de uma experiência que irá mudar a sua vida, melhorar a sua compreensão de mundo, conectá-lo a pessoas das mais diversas culturas, proporcionar visitas em lugares fantásticos e um ambiente de excelência acadêmica.

Para acessar o passo a passo completo do loveUK, clique aqui. Além disso, a organização oferece um serviço de assessoria gratuito e personalizado para a candidatura a mais de 30 universidades britânicas. Confira mais detalhes através do site ou envie suas dúvidas para  contato@loveuk.org.br

 

* Foto: Rainha Elizabeth II / Crédito: Defence Images CC BY NC-2.0

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d