Um projeto: Fundação Estudar

Graduação

O que você precisa saber para cursar uma graduação fora do Brasil

10.09.15

Os prós e contras de estudar no Canadá

Os prós e contras de estudar no Canadá

Matheus Sampaio, estudante de graduação da Universidade da Colúmbia Britânica, fala das vantagens e desvantagens de estudar no Canadá em relação aos EUA

Por Matheus Carioca Sampaio

Quando comecei a pesquisar sobre como estudar no exterior, via muitos artigos sobre como estudar nos Estados Unidos e sobre famosas universidades como Harvard, Stanford e MIT. À medida que eu estudava mais sobre o assunto, conhecia outros países, outras incríveis universidades, seus pontos fracos e pontos fortes e assim criei a minha “college list” – a lista das universidades para as quais eu iria me candidatar.

Inicialmente minha lista continha mais de 20 universidades de vários países como EUA, Canadá, Inglaterra, Cingapura, Austrália, China, Arábia Saudita e até Japão. Depois de muita pesquisa, acabei vendo alguns problemas envolvendo dinheiro, bolsas, visto, taxa de aceitação de alunos internacionais, disponibilidade de dormitórios…E desisti de aplicar para alguns países.

Ao final do processo, acabei me candidatando apenas a universidades dos EUA e Canadá. No Canadá, apliquei para Universidade da Colúmbia Britânica (University of British Columbia – UBC).

Após ser aprovado em universidades nos EUA, Canadá e Brasil, tive que tomar a difícil decisão de escolher onde iria viver meus próximos 4 anos. Optei pelo Canadá e hoje sou aluno da UBC.

A seguir, escrevo sobre os prós e contras na minha opinião de estudar no Canadá em vez de nos Estados Unidos:

Prós

Facilidade para vistos. É bem mais fácil conseguir todos os tipos de visto no Canadá do que nos Estados Unidos. Acredito que o visto de estudante não seja o maior dos problemas nos EUA e sim o de trabalho, pois conheço muita gente que não consegue o visto após se formar ou acaba tendo de esperar muito tempo para conseguir o visto americano. Isso pode ser um grande problema para aqueles que desejam formar, primeiramente, um currículo forte de trabalho no exterior para depois voltar ao Brasil.

População gentil com imigrantes. Os canadenses são super gentis e acolhedores. O porquê disso, acredito, está na enorme demanda de trabalho e na pequena população canadense. Por causa dessas condições é que o Canadá, de um modo geral, ama imigrantes. Um exemplo muito bom seria o de Vancouver (minha cidade) em que mais da metade da sua população é formada por imigrantes.

Altíssima qualidade de vida. O seguro saúde é feito pelo governo canadense e é muito barato e eficiente. Cidades canadenses são bastante seguras (Vancouver é a quinta cidade mais segura do mundo). O salário mínimo muito alto – cerca de 7 vezes o brasileiro. O transporte público é muito bom e de graça para universitários. Todos esses fatores fazem com que o Canadá seja um dos países com maior qualidade de vida. Vancouver é a terceira melhor cidade para se viver no mundo.

Bons preços. Graças ao NAFTA, que é o bloco econômico dos países da américa do norte, a conexão de produtos, tecnologia e pessoas entre os EUA e o Canadá é muito fácil e rápida. No Canadá você vai encontrar os mesmos produtos e preços que você iria encontrar nos EUA, que são conhecidos por alta qualidade e baixos preços.

Contras

Polo industrial não tão desenvolvido quanto o dos EUA. Na verdade, nenhum país do mundo consegue se comparar aos EUA quando se fala em polo industrial, entretanto muitas empresas americanas vão recrutar alunos em universidades canadenses e o desemprego no Canadá é menor, ou seja, menos concorrência para grandes cargos.

Frio. Todas as cidades canadenses têm clima gelado. Uma das cidades mais quentes do Canadá é Vancouver, em que a temperatura varia de 0 a 20 graus Celsius.

Processo de candidatura

A candidatura a universidades canadenses é similar a de instituições americanas. A UBC utiliza sua própria plataforma de application e a Universidade de Toronto, que é outra grande universidade no Canadá, utiliza uma plataforma geral para todas as universidades de Ontário, que é parecida com o Common App.

O Canadá não liga tanto para o SAT, eles pedem sua nota do ENEM. Outra vantagem é que enquanto a maioria das universidades dos EUA destinam apenas 10% das suas vagas para alunos internacionais, a minha escola de business separa quase 50% das vagas para alunos internacionais.

No próximo texto falarei mais sobre a Universidade da Colúmbia Britânica e alguns programas dentro da universidade que são únicos da universidade ou únicos do Canadá.

_____________________________________________________________________

Matheus Carioca Sampaio é estudante de graduação na Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá.

*Foto: Universidade da Colúmbia Britânica / Crédito: divulgação

Leia também:
Canadá oferece bolsas para pesquisa
Guia gratuito para quem sonha com a graduação no exterior

Conecte-se ao Estudar Fora

http://promo.estudarfora.org.br/07de78d376d72cb1d7d3

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas