Inicio Qual é o verdadeiro papel das essays na sua candidatura?

Qual é o verdadeiro papel das essays na sua candidatura?

Qual é o verdadeiro papel das essays na sua candidatura?

“É através das essays que as universidades mais aprendem sobre você”, explica Enzo Tessaro, colunista do Estudar Fora que está nos Estados Unidos se preparando para o application. No vídeo abaixo, ele fala sobre a sua experiência e compartilha dicas importantes para estas redações que podem ser determinantes entre um “sim” e um “não” da universidade dos sonhos.

O papel das essays é dar insights às instituições sobre sua personalidade – detalhes que não estão nas notas e nem no seu histórico. É a oportunidade ideal para falar sobre seus interesses, experiências marcantes e planos para o futuro.

A primeira dica de Enzo, portanto, é que o estudante deve fazer esta reflexão com cuidado e se conhecer bem antes de começar a escrever. A segunda dica é entender qual é a melhor forma de contar a sua história.

Para ajudar neste processo, ele dá exemplos de “prompts” – ou perguntas que as universidades estabelecem para serem respondidas – e temas que são recorrentes nas candidaturas. Além disso, ele compartilha os assuntos que optou por abordar na sua candidatura e dá uma dica imperdível de livro para quem quer procurar inspiração.

Quer saber mais sobre o papel das essays na candidatura? Confira o vídeo de Enzo e prepare-se para contar a sua história:

 

 

Sobre Enzo

Enzo Tessaro é um estudante apaixonado por aprender coisas novas e enfrentar novos desafios. Fez intercâmbio nos Estados Unidos e decidiu ficar por lá para se dedicar ao seu sonho de fazer universidade fora do Brasil. Procura sempre ajudar as pessoas da forma que pode e compartilhar o que sabe. Atualmente está cursando o último ano do Ensino Médio em Denver, no Colorado.

 

Leia também:
Confira a redação que levou jovem de Rondônia à Pensilvânia
Três perguntas para você descobrir se está preparado para o intercâmbio
Confira a redação que levou este jovem a ser aceito por Stanford

 

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia