Um Projeto: Fundação Estudar
heavy metal

Dia Mundial do Rock: conheça o curso gratuito do MIT sobre heavy metal

Por Priscila Bellini
13.07.2018

O Massachusetts Institute of Technology (MIT) é bastante reconhecido ao redor do mundo pelo destaque em engenharia e tecnologia. Mas não faltam matérias curiosas no currículo dos alunos. Saiba o que os estudantes aprendem na disciplina Heavy Metal 101!


O Massachusetts Institute of Technology (MIT) é uma figura carimbada em rankings universitários. Conhecido pela excelência em áreas da engenharia e da tecnologia, o instituto também apresenta uma variedade de matérias em outras áreas. E não só – afinal, os alunos podem optar por majors como “Música e Teatro” por lá. Desde 2006, entretanto, a escola passou a ter aulas de um gênero em particular, o heavy metal.

A ideia de ministrar aulas sobre o assunto veio de Jeffrey Pearlin, que trabalhava no setor de TI da escola. O curso passou a integrar o chamado Independent Activities Period, que vai do começo de janeiro ao início de fevereiro. Nesse período, funcionários, estudantes, ex-alunos e pesquisadores do MIT ministram aulas sobre temas que dominam. Normalmente, os seminários realizados dividem-se em quatro semanas de atividades.

Foi assim, portanto, que Pearlin teve a chance de passar adiante seus conhecimentos sobre heavy metal. Não só por meio do “crash course“, mas de aulas especiais para as quais era convidado no MIT. Por exemplo, para fazer uma análise sobre a leitura de Moby Dick em um dos álbuns da banda americana Mastodon.

O professor também destaca, no site oficial do curso, indicativos da importância do gênero. Por exemplo, 70% dos países do mundo têm registro de, ao menos, uma banda de heavy metal. A Encyclopaedia Metallum lista, ainda, mais de 90 mil bandas ao longo da história que se encaixam no estilo.

Como funcionam as aulas sobre heavy metal

O curso ministrado no MIT serve para todos os públicos – não só os que já estão familiarizados com o gênero. Primeiro, os alunos aprendem o beabá da musicologia e analisam o heavy metal por essa lente. Também na aula introdutória, é a vez de aprender sobre a cultura que envolve o estilo e conhecer bandas de destaque, como Judas Priest e Black Sabbath.

Os aspectos históricos também são incluídos no currículo. Para começar, detalhes sobre os primórdios do gênero, na década de 60, e os aspectos que o diferenciaram do rock. É a chance de os alunos estudarem, por exemplo, a New Wave of British Heavy Metal e vertentes como o thrash metal. A aula seguinte dá conta dos desdobramentos na década de 90 até a atualidade, incluindo tópicos ligados ao death e ao black metal.

Além das análises, os alunos têm acesso a palestras com instrumentistas. Nessa parte do seminário, profissionais demonstram aspectos técnicos para tocar guitarra, baixo e bateria, assim como exemplos de músicas emblemáticas.

Quem pode fazer as aulas

As aulas são abertas ao público e gratuitas, mas presenciais. Ainda não há, portanto, uma versão online à distância para os apaixonados pelo assunto. Por outro lado, o site do curso disponibiliza uma série de materiais usados em aula.

É possível checar uma lista, por exemplo, de bandas e álbuns essenciais para cada vertente. E, também, conhecer uma série de veículos de mídia especializados, bem como livros sobre o tema. Tudo testado e aprovado pelos experts do MIT.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d