Um projeto: Fundação Estudar

Pós Graduação

O que você precisa saber para cursar uma pós-graduação fora do Brasil

04.02.15

Como se preparar para a entrevista de admissão do MBA no exterior

perguntas que universidades fazem

Especialista explica como se sair bem e aponta as perguntas mais frequentes. "Pratique. Você nunca terá uma segunda chance de causar aquela 1ª impressão"

Após receberem os applications (candidaturas), a maioria das universidades estrangeiras faz uma avaliação do pacote enviado pelo candidato (notas de GMAT/GRE, TOEFL, essays, cartas de recomendação, histórico escolar) e já determina sua elegibilidade para continuar no processo.

Nesta avaliação, você concorre consigo mesmo. Isto é, será que você realmente possui o perfil da escola (como exemplificado no seu pacote) e os pré-requisitos mínimos para admissão?

Desta avaliação, muitos candidatos já recebem a negativa do seu processo, conhecido como o famoso “dinged” (congado), ou são convocados para a entrevista. Escolas como a Harvard Business School, por exemplo, dada a sua altíssima competitividade, cortam um grande número de candidatos antes mesmo da entrevista. Outras escolas, tais como Chicago e Wharton, chamam um grande número de brasileiros para entrevista. Kellogg, por sua vez, entrevista todos os candidatos.

No relatório final o entrevistador normalmente opta por um dos 4 resultados: 1) highly recommend, 2) recommend, 3) recommend with reservation, 4) do not recommend

Logo após as entrevistas, os entrevistadores enviam relatórios aos comitês de admissões e cada candidato é então submetido a uma avaliação final que pode resultar em sua aprovação, alocação a uma lista de espera ou rejeição.

Tipos de entrevistas e entrevistadores

Há duas grandes modalidades de entrevista: comportamentais ou informativas. Nas entrevistas comportamentais, o entrevistador leu todo o seu application e busca confirmar detalhes da sua história profissional e pessoal, além de indagar sobre experiências novas. Nas entrevistas informativas, o entrevistador não leu o application e busca conhecê-lo na íntegra. Nos dois casos, ele possui um roteiro pré-determinado de perguntas e gera, ao final, um relatório para o comitê de avaliação tomar a decisão final.

Neste relatório, o entrevistador normalmente opta por um dos 4 possíveis resultados: highly recommend, recommend, recommend with reservation, do not recommend.

A maioria das escolas usa sua rede de alumni (ex e atuais alunos) para conduzir as entrevistas; outras deslocam seu time de admissions para as principais cidades no mundo todo, para fazerem essas conversas; algumas poucas escolas ainda oferecem a oportunidade de você ir até a universidade para realizar a entrevista – o que, ao contrário do que pensam alguns candidatos – não causa nenhum tipo de impacto em relação à admissão.

Outras escolas oferecem entrevistas por telefone ou Skype, modalidade pouco recomendada por limitar a interação do aluno com o entrevistador.

É extremamente importante que você, candidato, se familiarize com as modalidades de entrevistas das universidades às quais está concorrendo, bem como com suas datas de realizações. É essencial também se atentar de que as entrevistas são realizadas totalmente em inglês.

Como se preparar

Postura

– Vista-se profissionalmente, a menos que o convite designe que o traje para tal entrevista é “casual dressing”;
– Cumprimente o entrevistador com um firme aperto de mão, como daqueles que sabem o que querem!
– Mantenha um contato olho-a-olho durante todo o tempo da entrevista;
– Exiba confiança e assertividade como meios de validar sua história e perfil;
– Demonstre entusiasmo e energia, qualidades esperadas dos que buscam impactar aqueles ao seu redor.

Preparação Preliminar

– Conheça seu entrevistador de antemão – Google-o;
– Delineie seu perfil;
– Consolide seu conhecimento sobre a respectiva escola e tenha os pontos de “fit” estabelecidos de forma clara;
– Converse e colha informações de ex-alunos da escola antes da entrevista;
– Não esqueça de levar seu resume e business card no dia da entrevista;
– Pratique a narrativa de toda sua vida profissional e pessoal, em inglês, para estar afiadíssimo no dia da entrevista, planejando para estar apto a condensar sua história no tempo de 30 minutos;

Deixe claro o seu ‘fit’ e total interesse pela escola. É importante que entrevistador compre sua causa e queira você como um colega no futuro

Veja a seguir as principais perguntas (em inglês) para as quais você deve estar preparado: 

1. Describe your career progression (take from 7 to 10 minutes).
2. Why an MBA (or desired degree)? Why now?
3. Why this School?
4. What are your strengths and what will be your contributions to the school?
5. What are the weaknesses you want to address with the program?
6. What are your career goals (Short/Mid/Long-Term objectives)?
7. What are your main leadership experiences?
8. What are your main teamwork experiences?
9. Describe a challenging Interaction.
10. Describe an ethical dilemma you have experienced.
11. Describe your academic, professional and cultural experiences abroad.
12. Describe your community work involvement.
14. Describe your extracurricular engagement.
15. Describe your hobbies and/or interests.
16. Do you have any questions? (prepare a set of questions to be asked)

Propósitos do entrevistador

1.  Confirmar o seu “fit” com a escola e o programa e avaliar seu potencial de contribuir com a escola posteriormente, propagando-a em seu meio;
2. Verificar se você é realmente o candidato por trás do application;
3. Confirmar a robustez de sua vida profissional e sua maturidade pessoal;
4. Averiguar se o seu interesse pela escola é autêntico e se ela não é uma segunda opção sua;
5. Por fim, ver  sua comunicação em Inglês.

Objetivos do entrevistado

1. Você, como o entrevistado, quer estabelecer um rapport com o entrevistador, durante e depois da entrevista. Agradeça-o, por e-mail, o tempo despendido;
2. Transmita sucintamente, mas na íntegra sua vida profissional e pessoal e seus diferenciais como candidato;
3. Deixe claro o seu “fit” e total interesse pela escola;
4. Faça com que o entrevistador compre sua causa e queira você como um colega no futuro.

Praticar a entrevista com os amigos é fundamental para que sua história saia de maneira natural e impactante

Prática e coaching

Praticar a entrevista com os amigos é fundamental para que sua história saia de maneira natural e impactante. Pode ser importante também a contratação de um coaching de entrevistas, como oferecido pela Philadelphia e outras consultorias, para que ele possa avaliar sua postura, conteúdo, e impacto e sugerir ajustes antes da entrevista final.

Blogs e manuais

Blogs e sites como os do ClearAdmit, Accepted.com  e Stacy Blackman dispõem de manuais específicos de entrevistas por escola e as perguntas frequentes trazidas por candidatos entrevistados recentemente.

Faça sua parte! Enquanto você espera sua chamada para entrevista, pratique! O sucesso depende só de você! E lembre-se que você nunca terá uma segunda chance de causar aquela primeira impressão!

_____________________________________________________________________

Paulo César Moraes 

Paulo CesarPaulo César Moraes Oliveira é sócio fundador da Philadelphia Consulting, empresa que desenvolveu uma metodologia específica para treinar e maximizar alunos brasileiros nas provas de TOEFL e GMAT, e que atua nessa área desde 1996. Paulo orienta no processo de admissão das principais escolas internacionais. Ele residiu nos Estados Unidos por nove anos,  estudando na Bob Jones University, onde obteve os graus de mestre e doutor em Educação,  e trabalhou no BJU Testing Center. Conheça mais da Philadelphia Consulting
Leia também:
Mestrado sem GRE e MBA sem GMAT? Sim, é possível!
Especial: Pós-graduação no exterior

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas