Um projeto: Fundação Estudar

Graduação

O que você precisa saber para cursar uma graduação fora do Brasil

01.06.15

Entenda o processo de transferência para universidades dos EUA

Entenda o processo de transferência para universidades dos EUA

Já está fazendo a graduação no Brasil, mas quer estudar em uma das melhores universidades do mundo? É possível! Especialista explica como. Veja!

Por Carolina Campos

Já imaginou fazer o Enem, passar em uma universidade brasileira, cursar algumas disciplinas e depois se transferir para uma universidade norte-americana? Sim, isso é possível! Para te ajudar a entender melhor como funciona este processo, o Estudar Fora conversou com Marta Bidoli, Coordenadora Geral do EducationUSA no Brasil. Na entrevista a seguir, Marta explica como funciona o processo de transferência:

O processo de transferência é parecido com o de candidatura (application) para alunos que estão saindo do ensino médio. O estudante tem que enviar históricos traduzidos, resultados do TOEFL e redações (essays). Algumas universidades exigem também cartas de recomendação e o SAT

Estudar Fora: Como funciona o processo de transferência para universidades americanas?

Marta: Em linhas gerais, o processo de transferência é parecido com o de candidatura (application) para alunos que estão saindo do ensino médio. O estudante tem que enviar históricos traduzidos (do ensino médio e da graduação até último período cursado), resultados do TOEFL e redações (essays). Algumas universidades exigem também cartas de recomendação e SAT (exame que mede raciocínio lógico e verbal). Sempre que for procurar informações sobre transferência, busque na seção International Transfer.

EF: E quanto às Ivy Leagues? É possível conseguir transferência para alguma das universidades mais famosas do mundo?

Marta: O processo de transferência para algumas Ivy Leagues existe, mas nem todas aceitam alunos vindos de outras instituições. Isso depende da disponibilidade de vagas, e normalmente é muito mais concorrido do que ser admitido no 1º ano. Mas há muitas universidades boas, famosas ou não, que conseguem acomodar um número maior de alunos transferidos.

EF: Quais são os requisitos para a transferência?

Marta: Apesar do processo ser bastante parecido com o de candidatura convecional, há alguns requisitos que podem variar de uma universidade para outra. Entre nos sites de cada uma das escolas que você tem como alvo e veja as exigências. É bom também ficar atento/a aos seguintes detalhes:
– as universidades podem ter diferentes definições do que é um aluno considerado “transfer“, e isso pode afetar a exigência ou não de provas como SAT/ACT;
– os prazos tradicionalmente são em outubro pra quem quer começar em janeiro; e em março para quem quer começar em setembro;
– Alguns formulários terão que ser preenchidos por sua universidade aqui no Brasil. Por isso, não deixe tudo para a última

As bolsas para transferência são mais raras, apesar de não serem impossíveis

EF: Alunos transferidos podem conseguir bolsas de estudo?

As bolsas para transferência são mais raras, apesar de não serem impossíveis.

Exigências – O Estudar Fora também foi em busca de compreender o processo de transferência para algumas instituições de excelência nos EUA. A seguir, entenda os processos de admissão para:

Columbia University: para um aluno internacional ser aceito como transferido, a instituição exige que a universidade de origem cumpra alguns requisitos, tais como: ter cursos semestrais ou por “terms”; notas a cada semestre ou “term”; histórico de notas que possa ser traduzido para o inglês, contendo as disciplinas cursadas e as notas obtidas. Além disso, o aluno deverá realizar o TOELF ou o IELTS, a fim de demonstrar sua proficiência na língua inglesa, bem como apresentar as redações (essays) obter uma nota competitiva no SAT, ter 3 cartas de recomendação e fazer o processo de candidatura via “Common Application”. Outro ponto importante: a instituição não assegura aproveitamento de disciplinas cursadas anteriormente, o que faz com que o processo de transferência se torne bastante parecido com o candidatura para alunos do 1º ano.

Boston University (BU): alunos provenientes de outros países que desejem se transferir para a BU devem ter cursado, no mínimo, um semestre na instituição de origem (ou equivalente a 12 créditos). A instituição também exige que o candidato tenha notas altas tanto no ensino médio quanto na universidade. Essays, testes de proficiência em inglês e carta do banco informando que o candidato possui fundos suficientes para se manter durante o primeiro ano também são exigidos. A universidade não exige que alunos internacionais em processo de transferência façam o SAT ou ACT.

New York University (NYU): o processo de transferência da NYU é rígido e não há a possibilidade do aluno obter bolsas de estudo. A universidade exige testes de proficiência em inglês, SAT/ACT, essays, cartas de recomendação e carta do banco atestando que o candidato possui fundos para se manter durante os 4 anos.

Leia também:
Conheça 8 brasileiros que estudam em Harvard
Os prós de estudar em um community college dos EUA
Especial: bolsas de estudos no exterior

Conecte-se ao Estudar Fora

http://promo.estudarfora.org.br/07de78d376d72cb1d7d3

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas