Um Projeto: Fundação Estudar
Dicas para o IELTS

Diretora do IELTS no Brasil dá dicas para ir bem na prova

Por Gustavo Sumares
18.04.2019

Adriana Colossio, diretora de exames da British Council no Brasil, dá dicas para o IELTS para quem quer tirar o certificado para estudar fora. Confira!


Se você pretende estudar fora, vai precisar comprovar proficiência em inglês. E uma das maneiras mais reconhecidas de comprovar que você sabe inglês é por meio do IELTS, ou International English Language Testing System, um certificado oferecido pelo British Council a alunos que realizam a prova de mesmo nome. Por isso, vamos oferecer a seguir algumas dicas para o IELTS!

De acordo com Adriana Colossio, diretora de avaliação do British Council no Brasil, o IELTS é aceito como comprovação de proficiência em inglês em mais de 9.000 instituições de ensino no mundo todo. E cerca de 3.400 dessas instituições são nos Estados Unidos. Trata-se, portanto, de um exame capaz de abrir muitas portas.

O que diferencia o IELTS de outros exames?

Segundo Adriana,o IELTS, assim como outros certificados de inglês, busca avaliar a proficiência do candidato na língua nas quatro habilidades: compreensão e produção oral e escrita (ou, como são conhecidas em inglês: reading, writing, listening e speaking).

No entanto, uma das maneiras como o IELTS se destaca das demais é que a prova busca avaliar cada uma dessas competências isoladamente. Ou seja: na prova de writing, avalia-se exclusivamente a capacidade de escrita em inglês do candidato. “Se eu tenho dificuldade de leitura e eu tenho que ler um texto para produzir outro, isso pode afetar a minha produção”, explica Adriana.

Leia mais: O Guia Definitivo de Preparação para o IELTS

Fora isso, a parte de speaking do IELTS (na qual o candidato precisa falar inglês) é feita sempre de modo pessoal e individual. Ou seja: o candidato fala com um examinador que está na sua frente (e não com um sistema ou entrevistador remoto), e o faz de maneira individual (e não ao lado de outro candidato, como acontece no CPE).

Ainda segundo Adriana, o IELTS é um high stakes exam, ou “exame de alto risco”, por causa de toda a infraestrutura de sigilo e segurança que ele envolve. “Por exemplo, quando o IELTS é feito para se obter o visto de outros países, ele é filmado. Toda a equipe e o candidato são filmados, o material tem que ser guargado por três anos, e as autoridades dos países podem solicitar o material”, conta Adriana.

Dicas para o IELTS

Mesmo com essas diferenças, o IELTS tem uma semelhança com outros exames: se você quiser ir bem, precisa estudar! Mas não é só enfiar a cara nos livros e esperar que tudo dê certo: é preciso saber como se preparar para a prova para tirar a melhor nota. Confira a seguir algumas dicas para o IELTS:

1. Devore o material de estudo!

Assim como qualquer avaliação, o IELTS exige estudo e dedicação de quem pretende tirar uma boa nota. E, felizmente, há muito material gratuito de alta qualidade no próprio site do British Council para quem deseja se preparar para o exame. “Tem curso preparatório de 30 horas, 9 tutoriais, mais de 100 atividades interativas, simulados para as 4 habilidades, apps para estudar em qualquer lugar”, lista Adriana.

Os candidatos que se inscrevem para o IELTS ganham acesso ao curso de 30 horas, chamado Road to IELTS. Fora isso, a plataforma Future Learn oferece cursos gratuitos para a prova, e o site do British Council tem vídeos, aplicativos e outros recursos para quem quer se preparar.

2. Garanta que você já está no nível certo

Adriana reforça que a prova do IELTS tem a função de comprovar o nível de inglês do candidato. Ou seja: a ideia não é que você faça a prova como um meio de aprender inglês, mas sim para ter um documento que prove que você já fala. E a prova avalia níveis de proficiência intermediários ou avançados.

Leia mais: IELTS: como é a prova e como se inscrever?

“Se o candidato tem um nível básico, a prova sequer consegue avaliá-lo”, conta Adriana. Na hora de estudar para o IELTS, portanto, você deve estudar para se preparar para a prova; se a matéria for incompreensível para você, é sinal de que você ainda precisa treinar mais inglês antes tirar o certificado.

3. Entenda a estrutura da prova

Além de ter um nível intermediário ou avançado de inglês, o candidato já precisa ter uma ideia do que esperar da prova para ir bem. Se não, pode acabar perdendo muito tempo tentando entender o que cada exercício exige dele. Por isso, uma das principais dicas para o IELTS é conhecer a estrutura da prova.

A parte escrita do IELTS (que inclui as seções de reading, writing e listening) dura 2 horas e 45 minutos; o speaking, por sua vez, dura outros 15 minutos, e pode ser realizado em uma data diferente da prova escrita. “O candidato tem que desenvolver técnicas e saber o que vai ser exigido em cada parte”, diz Adriana.

4. Estude com cronômetro

Não basta dar as respostas certas a cada pergunta para ir bem no IELTS: é necessário fazer isso dentro do tempo adequado! Não adianta dominar plenamente o conteúdo exigido na prova se você não conseguir preencher o gabarito antes de que o tempo acabe. “Já vi gente perder nota porque não conseguiu terminar no tempo”, conta Adriana.

Leia mais: As 10 dúvidas mais comuns de quem vai fazer o IELTS

Por isso, é importante prestar atenção no tempo enquanto estuda para a prova. A melhor maneira de fazer isso é ter um cronômetro do lado durante os estudos. Assim, o candidato consegue saber quais tarefas estão exigindo mais do seu tempo, e como se planejar adequadamente para cada seção da prova.

5. Faça simulados

Gastar R$ 840 reais para fazer o IELTS e descobrir, só na hora da prova, que precisava ter estudado mais é uma situação pela qual ninguém precisa passar. O jeito mais fácil de evitar isso é estudando para a prova por meio de simulados. Eles não só ajudam a ter uma ideia do que esperar, como também permitem que você avalie como está indo (e quanto tempo está levando) em cada parte da prova.

O próprio site do British Council oferece dicas para o IELTS e simulados de todas as partes da prova. Nas partes dissertativas, eles permitem que você compare suas respostas com algumas respostas modelo, para saber o que os corretores esperam dos candidatos. Os simulados podem ser acessados aqui.

Segundo Adriana, o simulado também te dá ideia do que esperar do seu desempenho na prova. “Se você precisa de 7 e tira 5, tá longe ainda. Esses dois pontos podem exigir mais um ano de curso regular de inglês”, comenta. Por outro lado, se você precisa de um ponto ou meio ponto além do que tirou no simulado, estudar por conta própria ou fazer um curso preparatório podem ser suficientes. Afinal, não há dicas para o IELTS que consigam contornar a necessidade de mais estudos

6. Não pode fazer aula? Não tem problema!

Segundo Adriana, não é essencial fazer aulas para se preparar para o IELTS. “Hoje em dia, o material de self study é muito rico”, avalia. Naturalmente, alguns candidatos podem achar interessante fazer aulas mais focadas para ajudar na disciplina de estudos ou reforçar essa ou aquela habilidade. Mas ela também considera que, se o candidato sentir necessidade de muitas aulas antes de fazer a prova, pode ser sinal de que ele precisa se preparar melhor antes de tirar o certificado.

Leia mais: IELTS: nove dicas para melhorar o seu desempenho

7. Incorpore o inglês à sua rotina

Estudar por meio de exercícios e simulados é bom. Mas há outras maneiras de estudar também: mudando a língua padrão das suas redes sociais para inglês, por exemplo. Ou se esforçando para assistir a filmes em inglês sem o auxílio de legendas. Incorporar o inglês ao seu dia-a-dia é uma das melhores dicas para o IELTS – e para qualquer outra prova que avalie sua habilidade na língua.

Adriana também sugere ler matérias e notícias em sites em inglês, para aumentar seu vocabulário, ou procurar pelas versões originais de livros escritos em inglês em vez de recorrer a traduções.

8. Faça a prova descansado

Vale lembrar: o IELTS é uma prova desafiadora, com quase três horas de duração, cujo resultado pode ter impactos profundos na sua trajetória profissional, acadêmica e pessoal. Ou seja: é importante estar descansado e preparado para ela.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d