Um projeto: Fundação Estudar

Graduação

O que você precisa saber para cursar uma graduação fora do Brasil

22.08.14

Conheça a ETH Zurique, a universidade que formou Albert Einstein

Conheça a ETH Zurique, a universidade que formou Albert Einstein

Instituição suíça foi fundada em 1855 e hoje possui mais de 18.000 estudantes provenientes de 110 países. Além de aluno, Einstein também foi professor. Veja!

Nem chocolate, nem alpes suíços: o Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH) é o que a Suíça pode oferecer de melhor. Fundada em 1855, a universidade se destaca nas áreas de Ciências Naturais, Engenharia e Matemática e conta atualmente com mais de 18.000 estudantes provenientes de 110 países. Entre seus ilustres ex-alunos, o mais famoso é o cientista alemão Albert Einstein, que frequentou a instituição entre 1896 e 1900. Ele graduou-se em Matemática e Ciências Naturais. Anos depois, em 1912, já reconhecido mundialmente, Einstein retornou ao ETH como professor e ficou por lá até 1914 ensinando teorias físicas.

Mas o alemão não foi o único gênio a passar pelo ETH. Vinte e um ganhadores do prêmio Nobel estudaram, lecionaram ou conduziram pesquisas na universidade, que é hoje considerada uma das 20 melhores do mundo, de acordo com os rankings da publicação britânica Times Higher Education (THE) e do grupo Quacquarelli Symonds (QS).

Localização

Rämistrasse 101
8092 Zurich
Switzerland

Cursos 

Graduação

Os vinte e três cursos de graduação oferecidos pelo ETH duram, em média, 3 anos. No entanto, é possível que o aluno leve até 5 anos para se formar. Além disso, para conseguir o diploma é necessário completar 180 créditos, sendo que cada crédito equivale a 30 horas de trabalho, aproximadamente.

No primeiro ano, os alunos têm contato com disciplinas básicas como matemática, física, química e biologia, mas também precisam cursar matérias relacionadas ao major pretendido, ou seja, à área na qual desejam trabalhar no futuro (ex.: engenharia química ou engenharia civil).

No segundo e terceiro ano, os alunos devem se focar nas disciplinas de seu major e também em matérias de metodologia e de pesquisa de campo, para que estejam aptos a apresentar um trabalho ao final do curso.

No ETH, todos os cursos são ministrados em alemão, mas partir do segundo ou terceiro ano é possível que algumas aulas sejam dadas em inglês. Ao se formarem, os alunos recebem um diploma de Bachelor of  Science ETH, se o major teve como foco matérias de ciências ou tecnologia. Caso o major tenha sido na área de humanas ou de artes, o diploma oferecido é o de Bachelor of Arts ETH.

Mestrados 

Finalizada a graduação, os alunos do ETH são encaminhados automaticamente a um programa chamado Consecutive Master’s Degree Program. Para entrar, eles não precisam se submeter à um novo processo de seleção, já que o objetivo é fazer uma transição tranquila da graduação para o mestrado e permitir  que o aluno dê continuidade a seus estudos. Para obter o título de mestre no ETH, é preciso cursar entre 90 e 120 créditos ao longo de 3 ou 4 semestres.

Para alunos que não fizeram a graduação no ETH, há o chamado Specialized Master’s Degree Program, em que, para ingresso, há um criterioso processo de seleção. As exigências básicas para se obter o diploma no Specialized Master são as mesmas do Consecutive Master, ou seja, cursar de 90 a 120 créditos em 3 ou 4 semestres. Em ambos os casos, os diplomas expedidos são de Master of Science ETH ou Master of Arts ETH, dependendo da área de estudo.

Um ponto interessante dos mestrados no ETH é que os alunos são encorajados a passar um ano em alguma instituição filiada à universidade, como é o caso da Universidade de Lausanne (EPF Lausanne), na França. Isso também vale para alunos estrangeiros selecionados para um mestrado de dois anos. Neste caso, o aluno poderá passar um ano no ETH e outro numa instituição conveniada.

vista area eth_manfred richter

Doutorado 

Os doutorados no ETH levam de 3 a 4 anos para serem concluídos, e é comum que os alunos sejam contratados como pesquisadores assistentes dentro do próprio Instituto durante o curso.

Esta possibilidade de contratação tem dois pontos positivos: (1) o aluno é pago para pesquisar e para aprender, e (2) o dinheiro ajuda o aluno a sobreviver e a custear seus estudos.

Cursos de curta duração 

Além da graduação e dos cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado), o ETH Zurique também oferece cursos de curta duração. São os chamados cursos non-degree, assim referidos porque os alunos não recebem um diploma, mas apenas um certificado de participação. Veja as modalidades:

Student exchange and visiting studies: intercâmbio entre alunos de outras instituições. Ideal para quem pretende fazer um doutorado sanduíche, por exemplo.

Summer schools: cursos de curta duração, ideais para alunos da graduação ou pós-graduação. Indicado para quem pretende “turbinar” o currículo com um curso no exterior.

Auditors: alunos ouvintes que apenas frequentam as aulas, mas não obtém nenhum certificado de participação ou presença.

Processo seletivo 

Os programas do ETH, assim como outros programas europeus, seguem o chamado processo de Bologna, no qual os 29 países signatários do acordo se comprometeram a estabelecer um sistema de créditos transferíveis e acumuláveis (ECTS), comum aos países europeus. Este compromisso tem como objetivo promover um maior intercâmbio de estudantes entre as diversas universidades europeias.

Alunos internacionais que não possuem os ECTS, devem submeter informações específicas em seus processos de candidatura, e mais detalhes podem ser obtidos AQUI.

Importante observar que o ETH exige domínio do alemão em nível C1. O Instituto não exige que o candidato tenha sido submetido ao teste de proficiência, mas recomenda fortemente que o aluno tenha conhecimento avançado do idioma. Mais informações podem ser obtidas junto ao Instituto Goethe.

Custos

O custo de vida na Suíça é alto, sobretudo em Zurique. De acordo com autoridades do Departamento de Imigração, estima-se que uma pessoa gaste por mês, algo em torno de R$ 4.300,00, incluindo valores de aluguel, transporte, seguro saúde e alimentação. Mas dificuldades financeiras não devem impedi-lo de ir atrás de seus sonhos. Por isso, veja a seguir possibilidades de bolsas de estudo oferecidas tanto pelo governo do Brasil quanto da Suíça.

Ajuda financeira 

O governo federal da Suiça oferece bolsas de estudo específicas para brasileiros que estejam cursando doutorado, pós doutorado ou fazendo pesquisa no país. Mais informações podem ser obtidas AQUI. Infelizmente,  o governo não concede bolsas para graduação e mestrado.

No entanto, o programa Ciência sem Fronteiras (CsF), do governo federal brasileiro, conta com vagas para graduação e pós graduação. Isso, sem falar nas bolsas da CAPES, do CNPq e da FAPESP, que também atendem alunos que estejam matriculados em cursos de mestrado, doutorado, pós doutorado ou estejam realizando pesquisa.

Curiosidades

Albert Einstein formou-se no ETH Zurique em 1900.

O ETH Zurique possui atualmente mais de 3.900 estudantes de doutorado.

O Instituto possui um centro de pesquisa em Cingapura.

Este ano, pesquisadores do ETH Zurique conseguiram curar artrite em ratos. Os estudos seguem para que seja possível utilizar o medicamento em humanos.

Conheça mais um pouco sobre a ETH Zurique no vídeo a seguir (em inglês):

Leia também:
As 10 melhores universidades do mundo
Conheça a Universidade Columbia: a melhor parte da Big Apple!
Quiz: descubra a sua faculdade ideal

Conecte-se ao Estudar Fora

http://promo.estudarfora.org.br/07de78d376d72cb1d7d3

Leia Mais

estagiários da Microsoft comemorando
impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT