Um Projeto: Fundação Estudar
Washington State Community College

Community college nos Estados Unidos: o que é, como funciona e como fazer

Por Gustavo Sumares
14.06.2019

Se você já ouviu falar em community colleges mas não sabe exatamente o que eles são ou o que podem oferecer, confira aqui tudo que você precisa saber sobre eles e descubra se eles são a escolha certa para você!


Você já deve ter ouvido falar nos community colleges dos Estados Unidos. De vez em quando eles são mencionados em filmes e séries de lá, e em geral num tom não muito elogioso. Mas a verdade é que um community college pode ser uma ótima oportunidade para quem quer estudar fora, se você souber com precisão o que eles podem te oferecer e o que eles não podem.

O que são community colleges?

Os community colleges são instituições públicas que oferecem cursos de dois anos de duração em diversas áreas. Os cursos que eles oferecem são chamados de “associate degrees”, e não têm o mesmo reconhecimento de um bacharelado no Brasil ou de um undergraduate degree nos EUA. Mas eles teêm uma série de vantagens também.

A primeira delas é o fato de o processo de admissão ser bem menos concorrido do que o das universidades, especialmente as mais famosas do país. E os custos de tuition também são bem menores! Segundo a American Association of Community Colleges, estudar em um community college é mais de 60% mais barato do que num college tradicional.

E a grande sacada é que depois de terminar o seu associate degree você pode pedir transferência para uma universidade ou faculdade tradicional dos Estados Unidos. Nesse caso, as matérias que você fez no seu associate degree já contam como créditos na sua faculdade. E assim, você só precisa estudar (e pagar) mais dois ou três anos numa instituição tradicional para concluir a graduação.

Do community college à universidade

Essa transferência de um community college para uma universidade tradicional não é incomum. Alguns community colleges têm até mesmo acordos com universidades e faculdades que oferecem cursos de quatro anos de duração. Por meio desses acordos, o processo de application para elas depois de concluir um associate degree fica mais simples.

E as notas que você teve durante seus estudos no community college são avaliadas nesse processo. O que significa que se você for um bom aluno durante o associate degree, suas chances de entrar numa faculdade renomada aumentam. Talvez você não consiga entrar numa universidade da Ivy League, mas muitas universidades boas aceitam alunos de community colleges com frequência. Até mesmo famosos como Walt Disney, George Lucas, Halle Berry e Tom Hanks estudaram nessas instituições.

Leia também: 7 países em que é possível estudar de graça – ou quase

Por isso, os community colleges são uma boa opção para alguns perfis de estudantes. Se você não tem como arcar com os custos de quatro anos de estudo numa universidade tradicional, ou se acha que não tem um perfil competitivo para se candidatar a elas porque não teve boas notas no ensino médio, elas podem ser uma boa escolha.

O que é o associate degree?

Muita gente acha que o associate degree é equivalente a um curso tecnólogo, mas é importante ter claro que isso não é verdade! Não existe no Brasil um grau equivalente ao associate degree. E isso significa que você não vai conseguir validar seu diploma ao voltar para cá. Então se você está entre fazer um curso tecnólogo aqui e um associate degree lá fora, é bom ter isso em mente.

Mesmo assim, o associate degree pode ser interessante. Por exemplo: segundo dados do Escritório de estatística do Trabalho dos Estados Unidos, quem tem um associate degree ganha em média quase 20% a mais por ano do que quem só tem ensino médio. E isso sem falar nas vantagens que ele dá para quem quer seguir os estudos depois desses dois anos.

Leia também: Curso de preparação para estudar fora tem bolsa para jovens de baixa renda

Outro ponto notável é que o perfil dos estudantes dos community colleges é bem diferente do de quem estuda em instituições como Harvard ou Stanford. A maioria dos alunos dos community colleges concilia os estudos com algum tipo de trabalho, mesmo nos cursos em duração integral. E a diversidade de gêneros e etnias nessas instituições de ensino também costuma ser um pouco maior.

Conclusão

Talvez pelo fato de muitos dos alunos trabalharem junto com os estudos, os community colleges acabam não sendo tão considerados quanto as universidades tradicionais. E embora seja verdade que as universidades ficam bem à frente no quesito pesquisa, há community colleges nos quais a porcentagens de professores com doutorado é tão alta quanto em boas universidades.

Por isso, se você pensa em fazer graduação nos Estados Unidos mas fica com um pé atrás por causa dos custos ou de não ter notas tão boas, vale a pena pensar nessas instituições com carinho. De repente, elas podem ser o degrau que faltava na sua escalada rumo a uma graduação no exterior.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d