Inicio Canais do YouTube para estudar fora sem sair de casa

Canais do YouTube para estudar fora sem sair de casa

0
Canais do YouTube para estudar fora sem sair de casa

Estudar fora permite ter acesso direto ao conhecimento produzido pelas melhores universidades do mundo. Mas realizar esse sonho exige muito tempo e planejamento. Felizmente, você ainda consegue acessar esse conhecimento — ainda que de maneira menos direta — por meio de canais do YouTube! E é sobre canais do YouTube focados em ciência e conhecimento que vamos falar a seguir.

Montamos abaixo uma lista com canais do YouTube dedicados a compartilhar ao menos um pouco do conhecimento produzido em instituições de ensino superior de ponta. Além de divulgação científica, esses canais também falam, em alguns casos, sobre a experiência de estudar no exterior, e ajudam a imaginar como é a experiência de um aluno de algumas das universidades mais prestigiosas do planeta.

Um ponto importante é que quem sonha em estudar fora provavelmente vai precisar lidar com a língua inglesa em algum momento. E, de fato, vários canais que listamos abaixo estão nesse idioma. Mas eles também trazem legendas para facilitar o entendimento, e podem ser uma boa maneira para você ampliar seu vocabulário!

Leia também: 10 ferramentas para estudar inglês de graça

Então se você quer aprender algo novo, quer saber como é estudar no exterior ou quer passar o tempo de uma maneira construtiva, esses canais são ótimas opções. Confira!

Canais do YouTube para estudar fora sem sair de casa

Estudar Fora

Lógico que a gente não poderia deixar de recomendar o nosso próprio canal! Se você pensa em estudar fora no futuro, com certeza ele vai ter algo que te interessa. Há vídeos focados em te auxiliar em cada passo do processo, desde o planejamento, a escolha de universidades, as redações, dicas para te ajudar a melhorar o seu inglês e mais!

Além disso, nosso canla também tem uma série de depoimentos de brasileiros que estudam (ou estudaram) em diversas da melhores universidades do mundo. Quer saber como entrar em Harvard? Temos vídeo de um brasileiro que estudou em escola pública contando como ele fez! Mestrado no MIT? Temos um depoimento também. E todo mês fazemos uma seleção com as melhores bolsas com inscrições abertas!

 

Numberphile

Para quem gosta de matemática, o Numberphile é um prato cheio. E mesmo quem não gosta pode se surpreender! Em princípio, ele é um canal que entrevista alguns dos acadêmicos mais proeminentes da matemática para falar sobre suas pesquisas. Mas graças às intervenções oportunas do entrevistador e divulgador científico Brady Haran, os vídeos são surpreendentemente acessíveis e interessantes.

Por exemplo, há um vídeo com a professora Hannah Fry, PhD pelo University College London, sobre a matemática por trás de sorteios de amigo secreto. Em outro, o professor Tadashi Tokieda, de Stanford, usa fitas de Möbius para fazer uma forma surpreendente (que você pode fazer em casa). Há também uma entrevista com o ganhador da medalha Fields, Terrence Tao, professor da UCLA e o “melhor matemático do mundo“. E há o vídeo acima, que mostra uma forma matematicamente ideal para cortar bolos.

Leia também: Viaje sem sair de casa: canais do YouTube para conhecer o mundo

 

Science Magazine

A Science Magazine é um dos maiores periódicos científicos que existem, e o canal da revista no YouTube é um meio bem interessante de ter contato com um pouco da pesquisa que é publicada por lá. Usando uma linguagem relativamente simples e imagens interessantes, eles conseguem tratar desde temas sofisticados até assuntos mais simples — como uma pesquisa que analisa por que os barbeadores perdem o fio com o uso — em vídeos que raramente passam dos 5 minutos de duração.

Naturalmente, a pandemia da COVID-19 fez com que muita pesquisa fosse publicada sobre esse tema. E o canal do periódico não ficou atrás, fazendo vídeos sobre as possíveis vacinas, os impactos que a pandemia pode ter sobre as crianças e até um estudo de caso sobre a cidade de Nova York. Mas o canal também aborda outros temas bem diferentes, como musicologia e tubarões bioluminescentes.

 

Smithsonian Channel

Smithsonia Channel é o canal no YouTube da Smithsonian Institution, um dos maiores complexos de pesquisa do mundo, com 19 museus, 21 bibliotecas, 9 centros de investigação científica e mais de 154 milhões de itens catalogados. Sim, tem muita coisa interessante por lá, e o canal deles é um dos meios pelos quais você pode ter acesso a essa imensa quantidade de informação e conhecimento.

A maioria dos vídeos tem entre 3 e 4 minutos de duração, e abordam uma variedade de temas. Biologia, geologia e história são alguns dos tópicos mais comuns dos vídeos, que incluem uma visão detalhada de como uma cobra consegue se deslocar a quase 30 quilômetros por hora, uma análise geológica do vulcão de Yellowstone e uma demonstração da técnica de espada usada pelos samurais antigos.

 

Tempero Drag

No fim, sentimos que a nossa lista tinha poucos canais do YouTube em português e poucos canais dedicado a humanidades. O Tempero Drag, no entanto, tem essas duas características! Nesse canal, a drag queen Rita Von Hunty explica as ideias de conceitos de uma série de pensadores que praticamente qualquer pessoa que for fazer qualquer curso de humanas vai precisar estudar.

Entre eles, há vídeos sobre o conceito de “indústria cultural” de Theodor Adorno, e o conceito de “ideologia” analisado sob diversas abordagens. Também há vídeos rigorosamente embasados falando sobre temas como gênero, fascismo, rascismo e guerra às drogas. Outro destaque é uma playlist com vídeos dedicados a mulheres que tiveram um impacto profundo na história do ocidente.

Leia também: O Ciência sem Fronteiras acabou? Saiba qual é a atual situação do programa

 

Tibees

Tibees é o apelido de Toby Hendy, uma moça neozelandesa que até ano passado era estudante de PhD da Australian National University (ela deixou o doutorado de lado para se concentrar em divulgação científica). Desde a graduação, porém, ela faz vídeos sobre temas interessantes da ciência que ela estuda, bem como alguns vídeos dedicados a explicar de maneira mais simples conceitos complicados de física e matemática.

Entre outros temas, ela já fez vídeos mostrando as teses de doutorado de personalidades da ciência, como Albert Einstein e Marie Sklodowska-Curie, e falando sobre provas de diferentes cursos e universidades. Por exemplo, uma prova de psicologia do MIT, ou uma prova de astrofísica da mesma instituição. Há até um vídeo dedicado a uma prova para astronautas da NASA!

 

Two-Minute Papers

É possível explicar em dois minutos um artigo científico sobre um tema complexo de ciência da computação? Bem, é isso que o divulgador científico Károli Zsolnai-Fehér tenta fazer várias vezes no seu canal do YouTube chamado Two Minute Papers. Nem sempre ele consegue: muitos dos vídeos do canal ultrapassam os dois minutos de duração, mas o que importa é que você sempre termina de vê-los com um entendimento melhor do assunto do que tinha antes de dar play.

Ciência da computação é de fato o foco do canal, em especial as possibilidades cada vez mais interessantes da inteligência artificial e do aprendizado de máquina. Há, por exemplo, um vídeo interessante sobre inteligências artificiais que aprenderam a brincar de esconde-esconde, uma simulação de física em quatro dimensões e uma técnica para restaurar cor a vídeos antigos. Tudo isso explicado em detalhes e baseado em artigos de pesquisa recentes, linkados nas descrições dos vídeos.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia