Bolsas integrais para mestrado em biodiversidade e ecossistemas em 3 países

Pessoa com mochila numa floresta tropical - bolsas integrais para mestrado em biodiversidade

Estão abertas as inscrições para o programa de mestrado Tropimundo, um curso de mestrado Erasmus Mundus focado em biodiversidade e ecossistemas tropicais. O mestrado é realizado em três universidades diferentes dentre doze possíveis, incluindo oito instituições europeias e quatro parceiras em regiões tropicais. E o Erasmus Mundus também oferece bolsas integrais para mestrado em biodiversidade. As inscrições vão até 30 de novembro.

Como funcionam o programa e as bolsas?

Ao longo do mestrado, os alunos estudam botânica, zoologia e ecologia de ecossistemas tropicais, como florestas, selvas e zonas costeiras. Para isso, fazem o primeiro semestre em uma universidade europeia (na Bélgica, França ou Itália), depois se deslocam a uma universidade em uma região tropical (Malásia, Sri Lanka, Guiana Francesa, Madagascar ou Camarões) para o segundo semestre. No terceiro, voltam à Europa, em uma universidade diferente da que começaram, para seguir seus estudos. E no quarto, voltam à universidade em que começaram para concluir suas teses. Mais informações sobre o curso podem ser vistas aqui.

As bolsas integrais para mestrado em biodiversidade oferecidas pelo Erasmus Mundus cobrem integralmente os custos de tuition do programa, que são de 18 mil euros ao todo. Além disso, cobrem passagens aéreas e oferecem um auxílio-instalação de mil euros para o estudante no primeiro mês de estudos. Também incluem uma mesada de mil euros para auxiliar com os custos de vida.

Como se candidatar às bolsas integrais para mestrado em biodiversidade

O processo de candidatura é feito online, por meio deste link. Como parte dele, será necessário enviar cópias digitais de documentos como diploma da graduação e histórico acadêmico. Também será preciso produzir uma carta de motivação explicando por que você deseja participar do programa e por que precisa das bolsas.

Finalmente, será necessário enviar o contato de três pessoas que poderão escrever uma carta de recomendação. Elas receberão, por e-mail, um link por meio do qual poderão preencher um formulário de recomendação sobre o candidato. Todos esses procedimentos devem ser feitos até o dia 30 de novembro.

Os candidatos escolhidos serão anunciados entre fevereiro e março de 2020, e já poderão iniciar os procedimentos de matrícula e emissão de visto nos meses seguintes.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: