Universidade da ONU tem bolsas de €1.650 por mês para estudar economia

bolsas na Universidade da ONU

O Instituto Mundial de Pesquisa em Economia do Desenvolvimento, da Universidade das Nações Unidas (UNU-WIDER), está recebendo candidaturas para seu programa de bolsas. O UNU-WIDER Visiting PhD Fellowship Programme oferece bolsas na Universidade da ONU a estudantes do nível de doutorado nas áreas de economia e ciências sociais. As inscrições vão até 31 de março.

Os bolsistas passam cerca de três meses no instituto, localizado em Helsinque (na Finlândia), realizando sua pesquisa e preparando um ou mais artigos. Ao fim do período, tipicamente apresentam seu trabalho em um seminário, e têm a oportunidade de publicar sua produção nos periódicos do instituto. As bolsas cobrem as despesas de passagem aérea, seguro de saúde e um auxílio financeiro de 1.650 euros por mês (cerca de R$ 8.700) para cobrir os custos de vida em Helsinque.

Como se candidatar às bolsas na Universidade da ONU

Para poder concorrer às bolsas, é necessário estar matriculado em um programa de doutorado e ter demonstrado capacidade de pesquisar sobre economia do desenvolvimento e países em desenvolvimento. Embora estudantes das ciências sociais também possam concorrer, é importante ter em mente que o instituto é focado em economia. Também é preciso ser proficiente em inglês.

A candidatura é feita online, por meio deste link. Como parte do processo, é necessário enviar seu CV atualizado e preencher um formulário com informações de contato e dados sobre a sua trajetória acadêmica (incluindo informações sobre sua tese de mestrado). Também é preciso enviar uma proposta de pesquisa para as bolsas na universidade da ONU.

Além disso, o candidato também precisará providenciar uma carta de recomendação de seu atual orientador do doutorado. A carta também será usada para comprovar que o aluno está matriculado regularmente. A carta deverá ser enviada para o endereço phdreference@wider.unu.edu.

Os procedimentos devem ser realizados até o dia 31 de março. De acordo com o edital do programa, “candidaturas de pesquisadoras qualificadas no início de suas carreiras, e de pesquisdores de países em desenvolvimento, são particularmente incentivadas”. Os bolsistas escolhidos serão notificados até quatro semanas após o fim do prazo, e deverão viajar a Helsinque entre setembro e novembro de 2020.

 

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: