Um Projeto: Fundação Estudar
IWMF oferece bolsa para programa de jornalismo na África

Inscrições abertas para bolsas para projeto de jornalismo na África

Por Lecticia Maggi

Um projeto organizado pela International Women’s Media Foundaton (IWMF) levará jornalistas mulheres do mundo todo para viver uma experiência de reportagem na República Democrática do Congo e em Ruanda. Na programação do projeto de jornalismo, estão previstos encontros com jornalistas locais, ativistas e fontes.

No Congo, serão abordados temas relacionados ao engajamento cívico da população; já em Ruanda, as jornalistas cobrirão histórias relacionadas às mudanças climáticas e à agricultura. A viagem acontece em maio deste ano e tem duas semanas de duração, do dia 2 ao dia 18.

Leia mais: SOAS University of London: a universidade que estuda Ásia e África

A IWMF organiza as viagens e a logística no país para todas as selecionadas. O apoio financeiro oferecido pela instituição cobre todas as despesas relacionadas ao programa, incluindo visto, passagens aéreas, alojamento, refeições e intérpretes.

Quem pode se candidatar ao projeto de jornalismo

Podem se inscrever jornalistas com ao menos três anos de experiência profissional (sem contar períodos de estágio) e inglês fluente.

As candidatas devem escolher para qual país desejam ir: das 12 selecionadas, seis irão para o Ruanda e seis para a República Democrática do Congo. Ambos os grupos passarão por um treinamento de segurança em Nairóbi, no Quênia, do dia 3 ao dia 6 de maio. As inscrições para a iniciativa em jornalismo vão somente até 19 de fevereiro por meio do site da Fundação.

Leia masi: O que você deve fazer HOJE para conseguir estudar no exterior AMANHÃ

A região dos Grandes Lagos Africanos é, em geral, pouco retratada pela mídia internacional e, quando o é, aparece sempre como foco em instabilidade política, crises humanitárias ou conflitos armados. Neste sentido, o programa tem por objetivo incentivar a produção de reportagens que fujam do lugar-comum.

As reportagens feitas durante o programa de jornalismo já foram publicadas em veículos como Al Jazeera AmericaTIMESouth Africa’s Mail & Guardian. “O melhor da experiência foi poder ver a África em uma luz completamente diferente… De certa forma, associar vozes e rostos humanos àquilo que geralmente pensamos ao dizer ‘Africa'”, comentou a americana Irene Noguchi, selecionada para as viagens em 2015.

Leia mais: 10 destinos fora do comum para fazer intercâmbio

Foto: Edição 2015 do IWMF / Crédito: divulgação

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d