Um Projeto: Fundação Estudar
como aproveitar as férias para quem quer estudar fora

5 formas de aproveitar as férias para quem deseja estudar fora

Por Colunista do Estudar Fora
31.12.2018

Universidades estrangeiras analisam o engajamento do candidato durante as férias como parte do processo seletivo. Responder que saiu com amigos ou ficou em casa descansando não é suficiente!


Candidatar-se para cursos de graduação em grandes universidades internacionais exige comprometimento e dedicação – inclusive durante as férias de julho. Por isso, alunos de ensino médio que querem estudar fora podem aproveitar as férias para reforçar seus currículos e explorar novas atividades extracurriculares, aumentando as conquistas e gerando mais impacto.

As universidades analisam o engajamento do candidato durante as férias como parte do processo seletivo. Stanford, por exemplo, pede para os alunos detalharem, em 50 palavras, o que fizeram nas últimas férias. Responder que saiu com amigos, ficou em casa descansando ou viajou não é suficiente!

Laila Parada-Worby, americana, ex-aluna de Harvard e gerente da Crimson Education, consultoria que prepara  alunos para o processo de admissão nas melhores universidades dos Estados Unidos e do Reino Unido, oferece 5 dicas sobre como você pode aproveitar as suas férias para turbinar o seu application:

#1 Investir em projetos independentes 

Segundo Laila, liderança, garra, comprometimento e independência são características muito valorizadas pelas universidades dos EUA e dos Reino Unido. Ao desenvolver sua própria iniciativa, o aluno demonstra todas essas qualidades, seja organizando uma campanha de arrecadação, programando seu próprio site ou aplicativo ou iniciando um experimento científico. “Aproveite as férias para dar início a aquele projeto que você sempre pensou em fazer, mais nunca teve tempo para começar!” disse Laila. Dando esse impulso inicial nas férias, você pode dar continuidade ao seu projeto durante o ano letivo e alcançar resultados cada vez maiores.

#2 Preparar-se academicamente para o semestre que vem 

Com tantas matérias e provas na escola, além de outros compromissos, é um desafio para muitos alunos manter a matéria em dia. Porém, para quem deseja estudar em uma universidade internacional, as notas no boletim são um dos critérios mais importantes. Desse modo, aproveitar as férias para repassar matérias antigas que você não assimilou bem ou adiantar conteúdo e trabalhos do próximo semestre pode te ajudar a melhorar seu desempenho acadêmico e ser um diferencial na sua aprovação. Segundo Laila: “Garantir que você tenha uma excelente base te prepara para dominar tópicos mais avançados, e as férias são um ótimo momento para correr atrás disso”.

#3 Explorar novos assuntos acadêmicos

Paixão pelo aprendizado e curiosidade intelectual são duas outras qualidades que as universidades internacionais mais competitivas buscam nos candidatos. “Não há melhor forma de demonstrar isso do que dedicando tempo nas férias à exploração de novos temas ou aprofundando o seu conhecimento em algum tópico de interesse”, destaca Laila. Aproveitar as férias para buscar cursos presenciais em universidades ou institutos ou cursos online em plataformas como Coursera, EdX e Khan Academy mostra iniciativa em assimilar conteúdo avançado. Ademais, pode ajudar o estudante a confirmar o seu curso universitários pretendidos!

#4 Estudar para as provas padronizadas

Um dos principais desafios do brasileiro que busca uma aprovação em uma universidade internacional são as provas exigidas: o SAT, ACT, TOEFL, IELTs ou provas específicas das universidades britânicas como o PAT de Oxford ou BMAT de Cambridge. As férias são um momento ideal para realizar simulados, montar um plano de estudos baseado em seus pontos fracos e estudar diariamente. Pedro Paulino, carioca aprovado em Harvard e tutor da Crimson Education, dá a seguinte dica: “Aproveite o tempo livre para realizar um estudo mais intenso: duas horas diárias, sendo 30 minutos dedicados a conteúdo e o restante à realização de simulados, replicando as condições reais de prova.”

#5 Pesquisar universidades e cursos

Somente nos Estados Unidos, existem mais de 4.000 universidades e cada uma tem as suas próprias características. “Faça uma auto-reflexão para definir as características mais importantes para você em uma universidade e realize uma busca ampla para achar universidades que se encaixam no seu perfil”, sugere Laila. Use ferramentas de busca online como o College Search do College Board ou os rankings e listas da US News and World Report para criar uma lista preliminar de universidades de interesse. Em seguida, consulte o site, redessociais das suas instituições de preferência e procure também conversar com atuais e ex-alunos dessas universidades. Só de aproveitar as férias dessa forma, você já terá uma lista pronta e estará um passo mais próximo da concretização do seu sonho!

 

Como ficou claro, as férias não representam um momento de descanso para os alunos que buscam uma aprovação nas melhores universidades internacionais. Por isso, se esse é seu objetivo escolha uma ou mais das atividades sugeridas e faça suas férias renderem, fortalecendo seu perfil ou adiantando passos importantes no processo seletivo das suas universidades pretendidas. “Férias bem planejadas com certeza vão contribuir positivamente com seu processo de application”, conclui Laila.

Sobre a Crimson Education

Crimson Education é uma consultoria educacional e internacional que oferece suporte especializado na preparação de alunos para que sejam aceitos nas melhores universidades dos EUA e Reino Unido. Desde 2013, os seus alunos conquistaram 133 aprovações em universidades da Ivy League, 39 em Oxford e Cambridge e mais de 460 aprovações nas top 50 universidades dos rankings mundiais. Além disso, os alunos da Crimson já obtiveram o equivalente a USD$ 45.7 milhões em bolsas de estudos. Ficou interessado? Agende uma conversa hoje: www.crimsoneducation.org.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d