Um Projeto: Fundação Estudar
estudar na Romênia

Governo romeno abre inscrições para bolsas de graduação e pós

Por Gustavo Sumares
16.01.2019

São 85 bolsas para graduandos, mestrandos e doutorandos que queiram realizar seu curso em instituições de ensino superior na Romênia.


O governo romeno está oferecendo 85 bolsas de estudo para alunos de graduação e pós-graduação que queiram estudar na Romênia. As bolsas têm duração de um ano e meio a seis anos, e podem ser solicitadas por alunos de qualquer país do mundo (exceto países membros da União Europeia) que não tenham cidadania romena.

Como parte da bolsa, os estudantes escolhidos poderão estudar gratuitamente nas instituições de ensino superior de sua escolha. Além disso, a bolsa também cobre acomodação, conforme as capacidades de cada universidade. Os alunos escolhidos também receberão uma ajuda de custo mensal em moeda romena, num valor equivalente a 65 euros (para graduandos), 75 euros (para mestrandos) ou 85 euros (para doutorandos).

O valor pode parecer pequeno, mas o custo de vida na Romênia é mais barato do que em outros países europeus, de forma que os valores acabam sendo maiores do que parecem inicialmente. A bolsa não cobre os custos de deslocamento ou demais despesas.

Leia mais: Site calcula custo de vida pelo mundo

Requisitos

Um dos objetivos do governo romeno ao oferecer essas bolsas é o de “promover a língua e a cultura romenas entre cidadãos estrangeiros”. Devido a isso, a bolsa só contempla alunos que pretendam estudar em romeno. Mas se você não sabe falar romeno, não tem problema: candidatos que não conheçam a língua e forem selecionados para a bolsa terão um ano para se preparar para seus estudos no exterior.

Podem se candidatar à bolsa estudantes interessados nas seguintes áreas (de acordo com o Ministério de Assuntos Estrangeiros): “arquitetura, artes visuais, cultura e civilização romena, jornalismo, ciências políticas e administrativas, ciências da educação, ciências sociais e humanas, estudos técnicos, petróleo e gás, ciências agrônomas, medicina veterinária”. Os campos de medicina e farmácia não são contemplados pela bolsa.

Inscrições

O processo de candidatura à bolsa precisa ser feito por meio de missões diplomáticas, ou seja, órgãos diplomáticos romenos no Brasil (embaixadas ou consulados, por exemplo). O estudante precisa providenciar cópias de seu diploma de grau mais elevado, tanto em português quanto traduzido para inglês, francês, ou romeno, bem como cópias de sua certidão de nascimento, das três primeiras páginas de seu passaporte, CV, duas fotos 3×4 recentes e um atestado médico comprovando que ele ou ela não tem doenças contagiosas.

Finalmente, são necessários também dois formulários, que podem ser encontrados no site do governo romeno (ou por meio destes dois links: um e dois). As inscrições devem ser feitas até o dia 15 de março de 2019, e os resultados serão anunciados às missões diplomáticas romenas até o dia 17 de junho de 2019.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d