Um projeto: Fundação Estudar

Pós Graduação

O que você precisa saber para cursar uma pós-graduação fora do Brasil

23.08.13

Quando fazer um MBA fora?

bolsas de estudo para MBA

Idade, momento profissional e família são pontos que os candidatos a MBA no exterior devem considerar

O momento certo para fazer um MBA fora é uma das principais dúvidas que os candidatos a estudar no exterior têm. E para te ajudar a decidir que fatores levar em conta na escolha, o Estudar Fora ouviu o especialista em preparação para MBAs e sócio-diretor da MBA Empresarial, Ricardo Betti. Confira as dicas: 

Sempre vale a pena!

Já tendo preparado mais de 1500 brasileiros aprovados em MBAs no exterior, o especialista Ricardo Betti afirma que, com o que viu na sua experiência, é muito raro o MBA fora não valer a pena. “O retorno é garantido. O salário desses profissionais no retorno aumenta muito, e, para mim, sempre vale a pena estudar em uma das melhores universidades do mundo”, afirma Betti. Mas para que todo o investimento de tempo e dinheiro realmente dê retorno, Betti indica os candidatos buscarem orientação. “A escolha da universidade tem que ser muito consciente, para que o match do candidato com a instituição seja assertivo”, aconselha.

Leia mais: Descubra o curso de MBA que mais combina com você 

Segundo Betti, idade e posição profissional são os principais pontos que o candidato a um MBA fora deve levar em conta. O ideal é não deixar passar muitos anos da sua graduação. “A média da idade dos candidatos para um MBA fora fica entre 24 a 34 anos”, comenta. Os momentos profissionais mais indicados segundo o especialista são três: quando o profissional deseja fazer uma mudança de carreira, quando quer uma aceleração no seu crescimento profissional ou quando sente que chegou a um estado de estagnação na profissão.

fundacao-7911

Para especialista, retorno é garantido. Mas ele alerta: orientação no processo de preparação é essencial para que a escolha da universidade seja assertiva

 

Para profissionais que já estão em cargos de liderança e tem entre 10 a 15 anos de carreira, o especialista recomenda os programas SLOAN. Desenhados especificamente para esse público, esses programas são mais curtos que os MBAs em geral, com a duração de um ano. Stanford possui o Stanford Master of Science in Management for Experienced Leaders, e o MIT o MIT Sloan School of Management. “O programa ensina mais estratégia, e o aluno não terá muitas aulas básicas. Eles também não exigirão notas tão altas no GMAT. É um MBA mais prático, para líderes”, analisa Betti. Outra universidade de excelência que oferta um programa desse estilo é a London Business School, com o programa Sloan Master in Leadearship and Strategy.

Família

Além do momento profissional, outra grande dúvida dos candidatos a MBA é como lidar com a família. Segundo Betti, o MBA fora acaba se tornando um projeto familiar e todos saem ganhando. O próprio especialista foi para os EUA fazer MBA em Harvard, casado e com dois filhos pequenos. “A experiência é muito rica para toda a família. Se você tiver filhos pequenos, a aquisição de um novo idioma é muito mais fácil para eles. Além disso, as universidades possuem uma tremenda infraestrutura, com alojamentos adaptados e playground”, comenta.

Leia mais: Conheça o programa Yale World Fellows

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

estagiários da Microsoft comemorando
impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT