Um projeto: Fundação Estudar

Graduação

O que você precisa saber para cursar uma graduação fora do Brasil

10.10.13

O que mudou no Common App em 2013?

O que mudou no Common App em 2013?

Tem coluna nova no Estudar Fora! Agora as especialistas do Dux Institute, Annie e Nicole, vão escrever aqui sobre preparação para o application

Por Annie Kim Podlubny e Nicole Merrullo Frutuoso, consultoras educacionais na área de preparação para exames de admissão em instituições de ensino nos EUA e outros países no exterior 

No dia 1 de agosto 2013, o Common Application, conhecido como “Common App”, lançou a sua nova versão para os mais de 720.000 estudantes que usam a plataforma enviarem as mais de 3 milhões  de applications online.  O Common App é a primeira etapa da sua application para cursos de graduação nos EUA.  Mais de 500 instituições nos EUA, e até na Europa, aceitam as applications pelo Common App.

Há duas mudanças significantes em 2013, e elas aumentam a importância das redações no processo.  A primeira mudança está na redação pessoal, ou  “Personal Statement”, que teve um aumento na quantidade máxima de palavras. Outra mudança foi no limite de palavras, que agora é fixo.  Enquanto em versões anteriores o limite era de 500 palavras e os candidatos tinham que fazer um upload da redação em Word ou PDF, permitindo alguns usarem sua criatividade com margens, fontes e rodapés para extrapolar o limite. Agora com a nova versão do Common App, não tem como fugir do limite oficial de 650 palavras, e o aluno terá que digitar o texto direitamente no site, que irá contar as palavras e proibir qualquer palavra a mais.

A segunda mudança significativa do Common App foi que ele eliminou a opção de inventar seu próprio tópico no Personal Statement,   o chamado “topic of your choice”.  Agora existem 5 opções de temas para a redação pessoal, que foram desenvolvidas para ajudar o aluno a comunicar melhor suas experiências pessoais. E o aluno deve escolher entre uma dessas opções e não pode mais sugerir o seu próprio tema como antes.

Muito diferente do sistema de vestibulares do Brasil e do SISU, o processo de application nos EUA é mais subjetivo, então os resultados nas provas não são os únicos fatores para garantir uma vaga.  As universidades querem criar comunidades universitárias interessantes e cheias de diversidade. Para esse fim,  as redações deram uma perspectiva pessoal para conhecer melhor o aluno fora do que está preenchido no formulário da application.

Todo candidato deve procurar conhecer e avaliar as 5 opções o mais cedo possível para decidir qual delas será a melhor delas para comunicar sobre si mesmo. Confira algumas dicas nossas para a sua escolha: 

A redações no application revelam a sua capacidade de escrever de forma clara e concisa sobre o tópico escolhido e ajudam você a se destacar com sua própria voz. Pense no que você quer que os leitores da sua application conheçam sobre você além do seu histórico escolar, suas notas e seus resultados dos exames?  Depois escolha um tópico você acredite que ajuda a responder a esta pergunta e componha uma redação de até 650 palavras, utilizando este tópico para inspirar e estruturar a sua resposta.  Lembre-se: 650 palavras são o limite e não o objetivo do seu texto.  Utilize até o máximo se precisar, mas lembre-se que você não tem a obrigação de usar todas as palavras. E também lembre-se que a application não vai aceitar uma resposta com menos que 250 palavras. 

DICAS

1. Alguns alunos possuem uma experiência ou história tão marcante para a sua identidade, que eles acreditam que a sua application ficará incompleta sem ela. Se isso parece seu caso, não deixe de contá-la!

2. Lembre-se de uma história ou época que você tenha falhado. Como esta experiência te afetou? E quais lições você aprendeu com isso?

3. Pensei em um momento quando você defendeu uma ideia ou opinião. O que te inspirou para construir seus argumentos? Você tomaria a mesma decisão novamente?

4. Descreva um lugar ou ambiente aonde você esteja perfeitamente contente. O que você faz lá ? E porque esse lugar é tão importante para você?

5. Discuta um sucesso ou evento, formal ou informal, que marcou a sua transição da infância para se tornar adulto no contexto da sua cultura, comunidade ou família.

Reflita: Qual é a história que você queria contar?  É importante escolher o tópico que melhor representa a você, e não escolher o que você acha que o comitê de admissões quer ler.

A segunda mudança significativa é a exclusão da redação de Atividades Extracurriculares (que era 150 palavras).  Agora as universidades podem optar para pedir isso nos “Supplements” assim como outras redações ou informações.  Esta mudança significa que o aluno deve preencher a parte de Atividades Extracurriculares da application  com mais cuidado para priorizar as atividades mais importantes. Não basta listar qualquer atividade na qual você participa,  você deve escolher as atividades mais significantes, que irão revelar uma participação consistente, além de características como liderança, inovação, trabalho em equipe e criatividade.

Preencher o Common App usando a sua própria voz é um exercício que revela a filosofia da experiencia universitária nos EUA: É uma oportunidade de se descobrir,  se experimentar e se desenvolver!  Ser introspectivo e refletir sobre quem você é para completar as redações faz parte da sua caminhada. Boa sorte!

_____________________________________________________________________

Annie Kim Podlubny e Nicole Merrullo Frutuoso – Colunistas sobre a preparação para o application para graduação nos EUA 

dux3Annie Kim Podlubny e Nicole Merrullo Frutuoso são fundadoras do Dux Institute, instituição que, a partir de anos de experiência no mercado educacional do Brasil e dos EUA, oferece soluções especializadas para candidatos brasileiros na admissão em instituições de ensino estrangeiras. Entre os serviços oferecidos, estão os cursos preparatórios para exames exigidos (SAT, SSAT, GRE, GMAT, TOEFL, entre outros) e consultorias para ajudar estudantes na jornada pelo processo de application  para programas de graduação e pós-graduação no exterior, garantido o melhor resultado possível para cada aluno. Annie graduou-se na Universidade de Maryland e cursou um MBA na Wharton School of Business da Universidade da Pensilvânia. Nicole se formou na Universidade de Washington and Lee, na qual estudou com bolsa integral por mérito, antes de passar uma temporada na reitoria da Berklee College of Music e outra no Departamento de Admissões do MIT. O Dux Institute empenha-se em ajudar brasileiros a atingir seu potencial através da educação superior.

Conecte-se ao Estudar Fora

http://promo.estudarfora.org.br/07de78d376d72cb1d7d3

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas