Um Projeto: Fundação Estudar

O dia em que Obama visitou Kellogg

Por Lecticia Maggi

Olá pessoal,

Nas últimas semanas, o principal assunto em Kellogg foi uma aula mais que inusitada: o presidente norte-americano, Barack Obama, falou durante uma hora a mil pessoas, entre alunos e professores, no início do mês. Soubemos da visita apenas um dia antes e os convidados foram sorteados. Infelizmente, não ganhei o convite, mas muitos dos meus amigos foram e acompanhei tudo virtualmente.

A diferença entre cursar MBA no Brasil e no exterior

No seu discurso, o presidente agradeceu a reitora da universidade, Sally Blount, pela contribuição dos professores e pela diversidade no corpo estudantil. O presidente também disse que não escolheu uma turma de MBA como audiência por acaso: “Há uma razão pela qual vim a uma escola de negócios ao invés de uma escola de política. Eu realmente acredito que o capitalismo é a maior força da prosperidade e oportunidade que o mundo já viu. E eu acredito nas companhias privadas. Não é o governo, mas sim os inovadores, os tomadores de riscos e os formuladores e executores que lideram a criação de emprego”.

Obama falou o tempo todo sobre economia, mas não foi apenas o teor do discurso o motivo pela escolha da escola. Dois professores de Kellogg já fizeram parte do governo e há ex-alunos que trabalham hoje na Casa Branca. Dentre os professores, está Benjamin Jones, meu professor neste trimestre. Ben Joves serviu como economista senior no Conselho Econômico da Casa Branca entre 2010 e 2011 e, antes disso, no Departamento do Tesouro Americano.

Posições partidárias à parte, é indiscutível que os discursos de Obama são uma aula de como falar bem em público. Entre comentários espirituosos e outros mais sérios, ele arrancou risos e aplausos da plateia. Abaixo, vocês podem assitir a um trecho do discurso, gravado pela minha amiga Paloma Ishii:


Andrea Beer

 

Leia outras colunas da Andréa Beer
As melhores escolas de MBA do mundo

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo