Um Projeto: Fundação Estudar
Manter a motivação estudando inglês

5 dicas para se manter motivado estudando inglês (ou outro idioma)

Por Colunista do Estudar Fora
09.03.2018

Por Alberto Costa, de Cambridge English


O Carnaval acabou há pouco e agora oficialmente o ano inicia para os brasileiros, como diz o ditado popular. As férias chegaram ao fim e aos poucos a rotina do dia a dia passa a ser executada novamente, o que inclui muitas vezes escola ou faculdade, trabalho e cursos extras.

Depois de um tempo de descanso e, em meio ao turbilhão de atividades, é importante se planejar para dar foco naquilo que é prioritário para os objetivos de cada um. Por exemplo, quem deseja estudar no exterior precisa se dedicar ao aprendizado de um novo idioma, o que requer tempo, interesse e dedicação.

Leia também: Como retomar o ritmo depois de um período ocioso

Confira abaixo alguns conselhos para quem está estudando inglês retomar o pique e não perder o ânimo: 

#1  Lembre-se por quê você está estudando inglês

Toda ação, para dar certo e ser bem sucedida, precisa de uma boa motivação, e com o inglês isso não é diferente. Você com certeza teve um bom motivo para investir seu tempo e dinheiro nesse processo de aprendizado, seja pela vontade de conhecer uma nova língua, pelo cargo mais alto que quer conquistar futuramente ou pelo intercâmbio que não vê a hora de começar. Faça uma lista dos motivos pelos quais você precisa aprender inglês. Assim, sempre que bater aquele desânimo e falta de motivação, revisitá-la vai ajudar a te lembrar onde você quer chegar!

#2 Faça desafios a si mesmo

Desafie-se, estipule metas que você deverá cumprir ao longo do tempo. Comece com coisas mais simples, como conversar em inglês todos os dias com alguém por algum tempo, aprender 3 palavras novas todos os dias, ler notícias em inglês e tentar entende-la sem a ajuda de tradutores. Conforme o tempo for passando e essas tarefas se tornarem mais fáceis e simples, vá aumentando o nível e fazendo coisas que te desafiem cada vez mais. Até chegar finalmente a desafios mais oficiais, como alcançar nota máxima na prova do curso e prestar uma certificação internacional de proficiência que valida o seu aprendizado. Ao vê-los sendo vencidos, você se sentirá cada vez mais capaz e sua motivação se renova a cada obstáculo.

Leia também: Como se preparar para conseguir qualquer bolsa

#3 Insira o inglês no dia-a-dia

Colocar o inglês no dia a dia também é uma forma de ter contato constante com a língua e assim ir aprendendo de uma forma mais natural, sem que se torne uma obrigação. Trocar o idioma do celular ou da televisão para o inglês já é um bom começo. Além disso, dependendo do seu nível no idioma, você também pode ouvir podcasts em inglês ou tentar acompanhar uma série que já conheça sem as legendas. Perceber os avanços no idioma em pequenas coisas do cotidiano renova as energias e faz com que você queira cada vez mais aprender e ir além. O sentimento de orgulho quanto as conquistas pode servir de combustível para o caminho restante.

#4 Aprenda com seus erros

Errar é algo totalmente normal e aceitável quando estamos aprendendo algo novo e com o inglês isso não é diferente. Permita-se errar e não perca as esperanças ao ver que a pronúncia de alguma palavra não sai totalmente
perfeita. Aprender inglês é um processo e com os erros também podemos aprender e trabalhar cada vez melhor nas dificuldades. Ao final desse ciclo, perceber que aquela palavra difícil ou regra de gramática complicada foram
superadas renova o ânimo e te mostra que você é capaz sim de chegar onde quiser.

Leia também: Os 10 erros mais comuns de brasileiros falando inglês

#5 Não tenha pressa

Afobar-se pensando que o curso está demorando demais ou que você demora muito pra aprender determinada matéria só te coloca para baixo e faz esquecer o objetivo principal. O aprendizado do inglês não é uma coisa instantânea, não vai acontecer de um dia pro outro. É preciso ter em mente que isso é um processo de evolução, algumas vezes demorado, mas que valerá muito a pena no final.

 

Sobre o Autor

Alberto Costa possui 30 anos de experiência no mercado de educação, tendo atuado como professor de inglês, examinador dos exames de Cambridge English Language Assessment, treinador de professores para as certificações CELTA, ICELT e DELTA. Além disso também esteve à frente de iniciativas de treinamento e formação continuada de professores de inglês e de consultoria acadêmica. Costa possui especialização em treinamento de professores (PRINSELT) do College of St. Mark & St. John em Plymouth, Reino Unido, e é certificado por Cambridge com o diploma Cambridge RSA for Overseas Teachers of English (DOTE). Atualmente ele ocupa a posição de Senior Assessment Manager de Cambridge English no Brasil.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d