Um Projeto: Fundação Estudar

Maioria dos brasileiros faz curso no exterior de olho na carreira

Por Lecticia Maggi

Impulsionar a carreira é o motivo que leva a maioria dos brasileiros a realizar um curso de idiomas no exterior. É o que revela uma pesquisa da escola internacional de inglês Kaplan, que ouviu 900 alunos espalhados pelas 40 unidades da escola, em países como Estados Unidos, Austrália e Canadá.

O conhecimento de outra língua pode aumentar a remuneração em até 51% dos casos

Melhorar a carreira foi citado por 52% dos entrevistados; seguido por busca de conhecimento pessoal (22%) e vontade de conhecer novas culturas (11%). Chama a atenção que mais de 400 alunos disseram que o aprendizado que tiveram durante o intercâmbio permitiu que, na volta ao Brasil, desempenhassem melhor suas funções no mercado de trabalho. Além disso, um em cada quatro disse que recebeu melhores oportunidades de trabalho em menos de um ano.

Guia de cursos de idiomas no exterior

Ainda que falar inglês seja uma exigência cada vez mais comum no mercado de trabalho, poucos brasileiros, de fato, dominam o idioma. Segundo um estudo conduzido pelo Jornal Valor Econômico, o país ocupa a 70ª posição dentre 78 nações avaliadas.

“O conhecimento de outra língua pode aumentar a remuneração em até 51% dos casos. Nesse sentido, uma experiência internacional pode ser determinante, pois desenvolve, além do domínio de um segundo idioma, outras habilidades como a facilidade para trabalhar em grupo, para lidar com perfis diferentes e de resolver problemas”, afirma a Gerente de Produtos da Central de Intercâmbio, Luiza Vianna. “De acordo com o levantamento da Kaplan, aqueles que tiveram a experiência de estudar no exterior são mais bem avaliados por profissionais da área de recursos humanos em 73% dos casos”, completa. 

Leia também:
Pesquisa revela ambições de estudantes da América Latina
Workshops em SP, Rio e BH sobre graduação nos Estados Unidos

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo