Quer fazer a graduação no exterior? Concorra à bolsa Crimson Brasil de preparação!

bolsa Crimson Brasil

Estão abertas até 2 de março as inscrições para a bolsa Crimson Brasil. Criada pela Crimson Education, a iniciativa apoiará um estudante brasileiro no processo de application para graduação no exterior.

Processos do tipo são o foco da consultoria especializada, em especial para universidades americanas e britânicas. Desde 2014, os alunos da Crimson conseguiram mais de 1.000 aprovações entre as 50 melhores instituições de ensino superior do mundo — entre elas, 219 universidades da Ivy League e 92 em Oxford e Cambridge.

Como se candidatar à bolsa Crimson 

Para ser elegível, o estudante deve estar cursando o último ano do Ensino Médio ou ter se formado em dezembro de 2019 e ter interesse em fazer a graduação nos Estados Unidos ou no Reino Unido. Também é necessário apresentar nível avançado ou fluente de inglês, bom desempenho acadêmico, engajamento em atividades extracurriculares e histórico de liderança.

Leia mais: Como se candidatar para estudar nos Estados Unidos

O processo de seleção para a bolsa Crimson exige o preenchimento de um formulário online, com informações pessoais, acadêmicas e extracurriculares – tudo em inglês. Além disso, cabe ao estudante enviar uma redação em língua inglesa, bem como seu histórico escolar do Ensino Médio.

Depois do envio de todos os documentos, os alunos pré-selecionados passarão por uma entrevista por telefone entre os dias 9 e 13 de março. O resultado final será divulgado no dia 02 de abril.

Segundo Gabriel Cunha, que conseguiu a bolsa em 2018, o processo tem a vantagem de ser bem mais direto do que os applications de universidades. “Você mostra seu potencial no formulário, e na entrevista já ‘sela’ a promessa. Eu fiz a entrevista em um dia e tive a resposta no outro”, relata.

De acordo com Guilherme David Santos Silva, que conseguiu a bolsa em 2019, “o processo é relativamente simples”. No entanto, o candidato precisa mostrar que conseguirá “dar conta do recado de passar numa universidade boa”. “O custo para não-bolsistas é comparável ao de um Fiat Palio 2012. Ninguém te daria um Palio de graça só porque você foi presidente do grêmio ou ganhou uma medalha de Física”, comenta.

Quais os benefícios da bolsa Crimson

Entre os benefícios oferecidos pela bolsa Crimson, estão apoio de especialistas para o preparo e o envio de candidaturas para dez universidades nos Estados Unidos e no Reino Unido. A orientação também incluirá informações sobre bolsas por mérito e necessidade financeira, tutoria e aulas online sobre testes padronizados, como TOEFL e SAT.

De acordo com Gabriel, a Crimson tem dois grandes diferenciais: sua abordagem sobre os applications e seus especialistas. “Assim que a gente é aprovado, a gente tem acesso a uma plataforma com uma linha do tempo de todo o nosso application“, diz. Esse recurso ajuda a organizar as etapas da candidatura e a produzir applications mais fortes, segundo ele.

Leia mais: Brasileira aceita em 11 universidades dá dicas sobre application e bolsas

Além disso, há especialistas oferecendo mentoria ao candidato em cada etapa do processo. “Por exemplo: eu tive um consultor específico para o SAT, um para o TOEFL, um para me ajudar com os essays, etc. E cada um é especialista naquele assunto”, conta. Guilherme, por sua vez, considera que “não tem absolutamente nada na application que fuja do escopo deles para te auxiliar”. “Eles têm uma plataforma própria que organiza todo o seu processo de application e até um ‘Netflix’ próprio com conteúdo audiovisual sobre várias universidades”, comenta.

Atualmente, Guilherme está se preparando para um programa de liderança de três meses na Colômbia. Ele considera que o apoio psicológico que a mentoria oferece (“coisa que geralmente não é levada a sério por outras mentorias”) também foi de grande ajuda com suas essays e com o SAT Subjects.

Dicas de candidatura

Gabriel recomenda que quem pretende se candidatar à bolsa que capriche nas essays e “mande bem na entrevista”, já que a seleção para a bolsa é bem direta. 

Guilherme conta que “você não precisa ser perfeito para conseguir a bolsa”, e que ele próprio se sentiu inseguro durante sua candidatura. “Porém, na pergunta: ‘Por que você é um bom candidato para a bolsa?’, ao invés de falar das minhas conquistas, sonhos e aspirações, eu decidi falar das minhas dores com o processo de application e como eu estava motivado a lidar com elas naquele ano”, descreve.

Para saber mais sobre o processo da bolsa Crimson e os benefícios, basta acessar o site oficial da iniciativa.

Quer saber tudo sobre graduação no exterior? Confira o guia gratuito!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: