Um projeto: Fundação Estudar

Intercâmbio

O que você precisa saber para ter uma experiência de estudos em outro país

13.02.15

Estudar fora: nunca um atraso, sempre uma oportunidade!

Estudar fora: nunca um atraso, sempre uma oportunidade!

Algumas pessoas acham que estudar fora pode 'atrasar' a vida. Atrasar a faculdade, a carreira... Elas estão erradas, diz a psicóloga Andrea Tissenbaum. Veja!

É comum deparar-me com pessoas que acham que estduar fora pode atrasar sua vida (ou a de seus filhos). Prejudicar, por exemplo, o ingresso na vida profissional ou o desenvolvimento no trabalho.

Apesar de todos os receios e dúvidas, interromper a faculdade para um intercâmbio ou a vida profissional para uma pós-graduação no exterior é sempre uma oportunidade de crescimento pessoal e desenvolvimento profissional

O receio vem de interromper o que está em curso e “perder” oportunidades que eventualmente poderiam se concretizar. Veja bem, eventualmente. E como se estar presente pudesse garantir o controle da situação….

7 passos para tirar do papel o projeto de estudar fora em 2015

No entanto, interrupções ou desvios de curso não representam parar o que se está fazendo. Na maior parte das vezes, são oportunidades de mudança, de dar continuidade ao nosso desenvolvimento de uma outra forma.

É verdade que quando tudo parece estar estável e sob controle é difícil querer mudar alguma coisa. O que a gente pensa de imediato é: “Pra que mexer? Pra que inventar moda?” Dá um frio na barriga, um nó na garganta.

Mas, acontece que, apesar de todos os receios e dúvidas, interromper a faculdade para um intercâmbio ou a vida profissional para uma pós-graduação no exterior é sempre uma oportunidade de crescimento pessoal e desenvolvimento profissional.

Há muitos anos fui surpreendida com a oportunidade de estudar fora do país. Confesso: fui tomada por todos esses temores. Medo mesmo. Mas, a chance era irrecusável e fui.

Não tenho palavras para descrever o impacto que essa experiência teve na minha vida. No fim, foram seis anos fora do Brasil, estudando, trabalhando e especializando-me na minha área. Seis anos de intensa convivência com pessoas das mais variadas origens, de conquista da fluência em outro idioma, de profundos desafios e aprendizados. Foi um período ao longo do qual entendi o que é tornar-se um cidadão do mundo, multicultural.

Gosto de pensar que a vida não é uma linha reta nem tampouco previsível. Ela está mais para um jogo de ligar os pontos no qual o desafio é a habilidade de ser criativo, flexível e empreendedor nos caminhos que a gente escolhe. Por isso, acredito que estudar fora nunca atrasa a vida de ninguém.Ao contrário, é sempre uma oportunidade de crescimento!

_____________________________________________________________________

andrea 2Andrea Tissenbaum é formada em História e Psicologia pela PUC-RJ. Concluiu o mestrado e o doutorado na California School of Professional Psychology, em San Diego, nos Estados Unidos, onde viveu por seis anos. Já coordenou a área de Relações Internacionais do Insper, em São Paulo, e viajou o mundo para conhecer e fazer parcerias com instituições de ensino internacionais. Nos últimos dois anos, desenvolveu trabalhos de pesquisa sobre oportunidades internacionais para profissionais das áreas de  comunicação e entretenimento. Orienta alunos em suas escolhas e decisões de estudar fora do Brasil e é autora do Blog da Tissen.

Leia também:
Não pode fazer intercâmbio? Seja um cidadão do mundo sem sair do Brasil!
Prepare-se: estudar fora vai te transformar para sempre

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas