Um Projeto: Fundação Estudar
economizar dinheiro com viagens

7 dicas para economizar dinheiro com viagens durante o intercâmbio

Por Colunista do Estudar Fora

Está fazendo intercâmbio e quer aproveitar para viajar? Confira dicas de uma estudante brasileira sobre como economizar!

Durante o intercâmbio, muitas pessoas aproveitam que já estão em outro país e visitam cidades vizinhas ou até mesmo países próximos (tem que aproveitar mesmo!). Por isso, separei dicas de como utilizar melhor seu dinheiro durante estas viagens, para que você possa conhecer mais lugares!

Faça passeios de graça

É possível fazer ótimos passeios gastando quase nada. Faça uma pesquisa de locais em que não seja necessário pagar entrada (ou em que se pague quase nada) como parques ecológicos, bairros históricos, mirantes, feiras de artesanato, feira de gastronomia, shows, etc.

Você pode buscar esses locais em páginas como o Trip Advisor, o Facebook e até mesmo nos sites de cultura do governo. Além disso, solicite dicas no local de sua hospedagem ou em postos turísticos para saber se há passeios gratuitos. Em alguns lugares, é possível fazer um tour com guia turístico de graça! O tour é feito a pé ou utilizando transporte público, e no final do passeio, você pode dar uma contribuição voluntária para o guia. Em Lima, no Peru, eu fiz esse tour com o grupo Lima By Walking e foi super legal! Pesquise bem. Afinal, nem só de dinheiro vive o homem!

Economize na passagem

Basicamente, é a lei da oferta e da procura que define o preço da passagem. Quanto menos pessoas se interessarem por uma passagem, mais barata ela será. Ótimas dicas para comprar passagens com um preço melhor: compre com antecedência, opte por horários em dias da semana, acompanhe promoções das companhias e evite datas de alta temporada. Para monitorar promoções de passagens, você pode usar sites como Skyscanner, Melhores Destinos e Decolar.

Além disso, quando se trata de passagem aérea, você pode comprar usando pontos dos programas de milhagem das companhias ou obter descontos. Geralmente, o preço é menor quando você compra a passagem diretamente da companhia, ou seja, evite agentes de viagem ou sites intermediários!

Acompanhe os nativos

Nem sempre o restaurante mais famoso é o que tem a melhor comida, e provavelmente vai ter o preço alto. Converse com as pessoas que moram na cidade e pergunte os locais aos quais elas costumam ir para comer, fazer compras e se divertir. Você poderá conhecer lugares incríveis e com preços dentro da realidade das pessoas locais, além de ter um contato muito mais real durante sua viagem.

Hospedagem de graça

Se você quiser experimentar algo diferente, é possível conseguir hospedagem de graça em alguns hostels, que são uma categoria de hospedagem mais barata onde as pessoas compartilham o quarto e o banheiro. Para trabalhar como voluntário, geralmente o período mínimo de permanência é de duas semanas e alguns hostels oferecem alimentação além da acomodação gratuita. No site do WorldPackers você pode buscar vagas de intercâmbio de trabalho, Impacto social e Eco Programas.

Outra opção para conseguir hospedagem de graça é utilizando o site Couchsurfing, onde você se hospeda na casa de um anfitrião (pessoas que abrem espaço em suas casas para receber viajantes), tendo mais contato com a cultura do lugar e a chance de fazer novas amizades. Geralmente o tempo médio de permanência é de no máximo dois dias. Ao buscar por vagas em outras casas, os membros são recomendados a examinar o perfil e checar as referências de outros usuários sobre o anfitrião. No site, você também pode buscar por eventos e outros viajantes que estejam na cidade de destino (o que é uma boa opção para socializar).

Hospedagem mais barata

Compartilhar o quarto e o banheiro com outras pessoas pode ter alguns incômodos, mas se hospedar em um hostel tem vários pontos positivos. Você convive em um ambiente de festa, pode conhecer pessoas do mundo inteiro, praticar outros idiomas, conta com cozinha comum, com recepção 24 horas. Além de ter preços muito menores que os hotéis convencionais, é uma ótima opção para não se sentir entediado ou sozinho! No site do HostelWorld você pode buscar vagas pelos melhores preços, ver fotos e conferir a opinião dos hóspedes.

Outra opção de hospedagem que pode ser mais barata que os hotéis convencionais é o site Airbnb, em que você pode buscar por quartos privados na casa de algum anfitrião ou apartamentos inteiros para alugar. Existem vagas no mundo inteiro e com diversos preços, dependendo do tipo de alojamento e período que você vai se hospedar.

Transporte + saúde

Que tal deixar o táxi de lado? Usar o transporte público, andar de bicicleta e caminhar podem ser ótimas alternativas!

Em Lima, por exemplo, um percurso de 18 km custava R$ 16 reais no Uber, R$ 12 de táxi e R$ 1,50 utilizando o ônibus! Além do transporte público ser muito mais econômico, você tem a oportunidade de conhecer outras rotas, ver como é a rotina das pessoas locais e ainda mapear novos lugares para conhecer.

Pesquise por lugares e aplicativos para locação de bicicletas e economize com o transporte. Além disso, dependendo da duração da sua viagem, você pode comprar uma bicicleta usada para te ajudar a economizar ainda mais no seu dia-a-dia. Você pode encontrar coisas usadas em sites locais como OLX e Mercado Livre, por exemplo.

Uma outra opção é fazer caminhadas. Apenas se lembre de planejar a rota antes e saber se há passagens para pedestres. A pé ou de bicicleta, faça sempre alongamentos, beba bastante água e claro, faça paradas durante o passeio e aproveite a paisagem!

Planejamento é tudo!

Um bom planejamento pode trazer muita economia e menos dor de cabeça. Organize sua viagem com antecedência! Para finalizar, veja dicas simples e importantes para evitar estresse:

– Respeite o peso limite de bagagem que você pode levar no ônibus ou avião, para não pagar excesso de bagagem.
– Confira o horário em que você pode entrar no local de hospedagem, para não perder tempo esperando na recepção.
– Pergunte também se serão oferecidas toalhas, travesseiros, cobertas e produtos de higiene pessoal. Dessa maneira, você evita carregar itens desnecessários em sua bagagem.
– Saiba com antecedência quais são as opções de transporte da rodoviária/ aeroporto até sua acomodação.
– Se você toma algum remédio, sempre leve com você. Ter que comprar outro durante a viagem, além de demandar tempo, faz com que se corra o risco de pagar muito caro ou mesmo de não encontrá-lo.
– Se você costuma esquecer as coisas, sempre faça uma lista de tudo que você tem de levar ou fazer para que sua viagem corra bem.

Essas são as dicas que tenho usado para viajar durante meu intercâmbio, economizar dinheiro e tempo! Espero que seja útil. Até o próximo post!

 

 


Sobre Priscila

Priscila Faria é estudante de graduação em Administração de Empresas na PUC Minas e está fazendo o intercâmbio de um semestre na Universidad del Pacífico, em Lima, no Peru. Com perfil empreendedor e apaixonada por negócios, quer construir uma carreira com propósito, trabalhando em empreendimentos com impacto social pelo mundo.

 

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo