InícioOutrosObras que entraram em domínio público em 2024 —incluindo Mickey Mouse e...

Obras que entraram em domínio público em 2024 —incluindo Mickey Mouse e Agatha Christie

Marcela Marcos - 09/01/2024
Comentários:

Como já é de praxe, anualmente, o dia 1º de janeiro traz uma lista de obras culturais que entram em domínio público, podendo ser utilizados livremente sem a necessidade dos direitos autorais. Em 2024, vários filmes, livros, peças e personagens figuram na listagem. 

A principal entrada em domínio público – bastante aguardada! – é de Plane Crazy, um curta-metragem de 1928 considerado a estreia de Mickey Mouse (e da Minnie) nas telas. A grande expectativa faz todo sentido, já que esta versão do célebre rato deveria ter sido liberada em 2004. Isso porque a legislação dos EUA previa que obras autorais entrassem em domínio público após 75 anos de sua criação, mas a Walt Disney Company pressionou o Congresso americano a ampliar o prazo de proteção.

Agora, veja quais são algumas das principais obras que entraram em domínio público este ano!

Livros que entraram em domínio público em 2024

Dark Princess, de W.E.B Du Bois

Escrito pelo sociólogo e historiador W.E.B. Du Bois, Dark Princess mescla ficção política e romance, debruçando-se sobre temáticas como racismo e luta de classes.

Orlando, de Virgínia Woolf

Romance mais aclamado e conhecido de Virgínia Woolf, Orlando é uma obra semibiográfica inspirada em Vita Sackville-West, a quem a autora britânica dedica o livro. A trama gira em torno de um ser imortal que muda de gênero e atravessa os séculos. 

O mistério do trem azul, de Agatha Christie

Conhecida como “Rainha do Crime”, a escritora britânica tem em O mistério do trem azul um de seus romances policiais mais populares. Na história, o lendário detetive Hercule Poirot investiga um assassinato que se passa em um luxuoso trem na Riviera Francesa.

Leia também: As obras que entraram em domínio público em 2023

O Amante de Lady Chatterley, de D.H. Lawrence

Escrita pelo inglês D. H. Lawrence em 1928, O Amante de Lady Chatterley, a trama gira em torno de uma mulher casada que se apaixona pelo homem que trabalha na propriedade de seu marido. O polêmico livro chegou a ser censurado por conter várias descrições de relações sexuais.

Obra de Graciliano Ramos

Livros como Vidas Secas, S. Bernardo e Angústia, escritas pelo alagoano Graciliano Ramos, podem ser editadas, vendidas e adaptadas livremente a partir de 2024. O autor, que morreu em 1953, é um dos principais nomes da literatura brasileira. Além de romances, deixou crônicas contos e poesias.

Filmes que entraram em domínio público em 2024

O Circo (dirigido por Charlie Chaplin)

Filme que rendeu a Charlie Chaplin o primeiro Oscar de sua carreira em 1929, O Circo mostra Carlitos, personagem do cineasta, sendo confundido com um batedor de carteira, perseguido pela polícia e, finalmente, virando um artista circense.

A Paixão de Joana D’Arc (dirigido por Carl Theodor Dreyer)

A Paixão de Joana D’Arc é um clássico filme mudo francês, de 1928, baseado no registro real do julgamento – e execução – de Santa Joana. É considerada uma obra-prima e um dos longas mais influentes da história do cinema.

Should Married Men Go Home? (dirigido por Leo McCarey e James Parrott)

Traduzido como Maridos devem ficar em casa? é um curta mudo dirigido pela dupla Leo McCarey e James Parrott e estrelado pelos famosos comediantes Laurel & Hardy (conhecidos como “o gordo e o magro”). 

The Cameraman (dirigido por Edward Sedgwick e Buster Keaton)

Primeiro filme que o cineasta americano Buster Keaton dirigiu para a MGM, The Cameraman (de 1928) também marca o período final de sua carreira. Na trama, um fotógrafo de retratos se apaixona por uma secretária, mas tem um cinegrafista como rival.

 

O que você achou desse post?

Sobre o escritor

Marcela Marcos
Marcela Marcos
Marcela Marcos é jornalista e cursa mestrado na linha de Comunicação do programa de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal do ABC. Foi colaboradora do portal Estudar Fora em 2018.

Artigos relacionados