Inicio Conheça os feriados curiosos ao redor do mundo

Conheça os feriados curiosos ao redor do mundo

0
Conheça os feriados curiosos ao redor do mundo

Se observarmos o calendário de feriados em diversos países, não surpreende que a origem dos eventos – e até mesmo a maneira como eles foram se adaptando ao longo da história – seja bem característica da cultura local. O Carnaval, por exemplo, é praticamente um “sinônimo” do Brasil, apesar das festas de rua também acontecerem em outros lugares do globo.  

Nos Estados Unidos, o Dia da Independência, em 4 de julho, é tão simbólico que virou até filme. O Dia da Bastilha (14 de julho) é o maior feriado francês. Já o 2 de novembro – por aqui chamado de Finados – é o Día de Los Muertos no México e nada menos que a celebração mais tradicional dos mexicanos, que expande para o mundo a forma peculiar de se homenagear os antepassados.

 

 

No entanto, por mais que alguns eventos sejam mundialmente famosos, reunimos outros feriados para lá de curiosos (alguns antiquíssimos) em diferentes pontos do planeta. Confira!

Inti Raymi (Festa do Sol) – Peru

Considerada uma das celebrações mais importantes do Peru, o Inti Raymi – que, em português, significa “Festa do Sol” – é comemorado em homenagem a Inti, o Deus-Sol na tradição inca, no dia 24 de junho. A festa, que marca o solstício de inverno do hemisfério sul na região andina acontece em Sacsayhuamán, um sítio arqueológico repleto de mistérios que fica a 2km de Cusco. 

Um cortejo com rituais em homenagem à divindade faz parte do festival, que chegou a ser proibido em 1572 pelo então vice-rei Francisco de Toledo. O monarca considerava Inti Raymi uma festividade pagã, contrária à fé católica. Mesmo com a proibição, os peruanos continuaram comemorando a data de forma clandestina, até que, em 1944, o evento foi oficialmente reconstituído e, desde então, é patrimônio cultural do país andino.

Boxing Day – vários países 

O feriado de 26 de dezembro, o dia seguinte ao Natal é comum em alguns países europeus, principalmente na Inglaterra, e também virou tradição em outros como Austrália e Canadá. É dia de visitar os familiares e amigos com quem não foi possível passar a noite anterior e saborear as refeições que sobraram da ceia. 

Para quem deixou a compra de presentes para a última hora, é a oportunidade derradeira para aproveitar, já que as lojas entram em liquidação. Aliás, o ato de presentear tem tudo a ver com o Boxing Day, já que, embora a origem da celebração não seja tão precisa, acredita-se que tenha surgido a partir das caixinhas (em inglês, boxes, o que explicaria a origem do nome) de presente que eram dadas a comerciantes para agradecer a comerciantes, carteiros e outras categorias pelos serviços prestados durante o ano. A gentileza, portanto, é a principal marca do dia que sucede o Natal. Outra curiosidade sobre 26 de dezembro é que, tradicionalmente, as equipes da liga inglesa de futebol entram em campo para celebrá-lo. 

Australia Day – Austrália

A chegada do primeiro navio britânico à costa australiana – iniciando o processo de colonização do país da Oceania – é o motivo de uma série de comemorações que acontecem em todo dia 26 de janeiro por lá. O “Dia da Austrália”, como a data ficou conhecida, virou um feriado nacional em 1994, apesar de ser celebrado muito antes disso. É uma festança com direito a decoração pelas casas, pessoas vestidas com trajes temáticos da cabeça aos pés, competições aquáticas, queima de fogos e muito mais!

Por outro lado, para os povos aborígenes e seus descendentes, trata-se de um momento de protesto, uma vez que a população nativa já habitava aquelas terras quando os ingleses desembarcaram. Não por acaso, o evento anual é também chamado de Invasion Day (Dia da Invasão) ou Survival Day (Dia da Sobrevivência) por ativistas.

Heritage Day – África do Sul

Entre os sul-africanos, a valorização das origens tem data específica para ser reforçada: 24 de setembro, o Heritage Day, que em português quer dizer “Dia da Herança” ou “Dia do Patrimônio”. Com uma rica diversidade cultural (que inclusive motivou a alcunha de “nação do arco-íris” dada pelo arcebispo e Nobel da Paz Desmond Tutu), a África do Sul reúne uma série de eventos ao redor do país nesse dia. 

Entretanto, uma das tradições que fazem parte dessa herança são os braais, como são chamados os churrascos por lá. Tanto é que o Heritage Day passou a ter como sinônimo “Dia do Braai”, já que a paixão pelas carnes na grelha é considerada o ponto em comum entre tantos hábitos distintos.

Festival do Barco do Dragão – China

Aqui estamos falando de uma celebração milenar que ocorre em todo o dia 5 do quinto mês do calendário lunar da China. O Duanwu no idioma local, ou “Festival do Barco do Dragão” homenageia o oficial e poeta chinês Qu Yuan, que, em 278 antes de Cristo, cometeu suicídio lançando-se ao Miluo River após descobrir a invasão da província em que morava por tropas inimigas.

Como forma de agradecimento por suas contribuições ao povo chinês, tradicionalmente as pessoas navegam pelos rios do país a bordo de barcos de madeira na data comemorativa. Um detalhe que chama a atenção é que os chineses costumam reunir a família para preparar os típicos zongzi, bolinhos de arroz envoltos em folhas de bambu, que são deixados no rio como forma de pedir proteção ao espírito de Qu Yuan.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia