Um Projeto: Fundação Estudar

Graduação em São Francisco, Berlim e + 5 cidades: confira a bolsa da Minerva

Por Nathalia Bustamante
06.12.2016

A Universidade está oferecendo bolsa integral para os 4 anos de graduação, que passa por 7 cidades. Confira a experiência do colunista Danilo, que acabou de se mudar para Berlim!


A Universidade Minervaem parceria com a Fundação Estudar, está oferecendo uma bolsa de estudos integral que cobre os 4 anos do curso de graduação na instituição. A bolsa inclui os custos de anuidade e moradia do estudante, podendo chegar a 40 mil dólares. A candidatura pode ser feita em rounds, e o próximo prazo se encerra no dia 17 de janeiro – como as candidaturas serão processadas à medida que forem recebidas, quem se candidatar mais cedo tem mais chances de ser selecionado para a bolsa da Minerva.

O benefício é destinado a estudantes brasileiros que comprovem que não têm condições de arcar com o valor da anuidade. Então, se você é curioso, domina inglês, possui um bom histórico acadêmico e atividades extracurriculares relevantes, inscreva-se através deste link, que indicará que você conheceu a Minerva através do Estudar Fora.

Sobre a Minerva

Os estudantes da Minerva vivem em uma espécie de campus itinerante, mudando de país a cada semestre. Eles começam as aulas na sede da escola em São Franscisco, nos EUA, mas ao final do curso terão passado por sete cidades. Espera-se que, assim, tenham uma experiência de imersão global e cultural e possam conhecer a fundo a realidade socioeconômica dos países onde morarem. Acesse o site da Minerva.

Agora, o colunista Danilo Vaz acabou de desembarcar em Berlim, onde realizará parte do seu segundo ano de estudos – incluindo a escolha do seu major. Quer saber o que ele conta da experiência? Confira no vídeo abaixo:

 


Cruzando o Oceano (e o Muro)

por Danilo Vaz

Hallo Freunde! É com alegria que hoje começo a reportar sobre a Minerva diretamente de Berlim, a primeira cidade a receber a universidade fora dos Estados Unidos. Agora, com uma turma em São Francisco e a minha turma por aqui, podemos dizer com convicção que somos uma universidade internacional.

Escrever o primeiro post e gravar o primeiro vídeo sobre a experiência em Berlim é bastante desafiador, uma vez que existem muitos aspectos a serem abordados. Mas como tenho que começar de um jeito ou de outro, decidi aproveitar o belo dia de sol no outono europeu para dar um passeio de bicicleta na cidade e falar um pouco sobre as minhas impressões a respeito do que esta experiência tem sido até agora.

Eu aterrissei em Berlim no início de Setembro e uma semana depois já iniciei as minhas atividades. Como todos já sabem, todas as aulas da Minerva são ao vivo, em inglês e no formato de seminário através do Active Learning Forum, uma ferramenta própria para o ensino à distância. Porém, diferentemente do ano anterior, agora estou tendo aulas com foco nos majors que escolhi para a minha graduação. No futuro, farei um vídeo especial sobre a parte acadêmica da Minerva a partir do segundo ano, já que há bastante a ser dito sobre o assunto, mas a minha grade curricular fica de spoiler por enquanto:

quadro de disciplinas de Danilo em seu segundo ano da Minerva

Como eu também mostrei em outros vídeos sobre a minha experiência no ano passado, a Minerva organiza atividades presenciais que garantem a imersão dos estudantes em cada cidade, os Co-Curriculars. Isso não é diferente para este semestre, mas de maneira geral o foco destas atividades por aqui é diferente. Em São Francisco fomos imersos à cena tecnológica que transborda do Vale do Silício; já em Berlim, a cena histórica e cultural é muito mais forte. É não é por acaso, afinal a cidade já foi palco de muitos momentos marcantes na história da humanidade, como a marcha de vitória de Napoleão sobre o Reino Prussiano, os bombardeios durante a segunda guerra mundial, e a construção do muro que dividiu o mundo por quase três décadas e, mais recentemente, a maior onda de refugiados a atingir a Europa.

Todos esses eventos do presente e do passado fazem de Berlim um caldeirão cultural que exala música, arte e diversidade. O movimento techno faz-se presente nas baladas underground da cidade, enquanto os grafites estão por todos os lados (inclusive nos resquícios do muro que hoje são símbolo de união). Nas ruas as pessoas expressam a liberdade que a cidade transmite através da maneira em que elas se vestem e se portam, enquanto os inúmeros restaurantes, museus, cafés e bares mostram que qualquer um pode se divertir por aqui.

Enfim, existe muito a se dizer sobre Berlim e meu semestre por aqui com certeza vai ser curto para retratar tudo (assim como está sendo curto para aprender Alemão). Mas ainda assim eu espero usar esta série de vídeos para descrever com mais detalhe como estou vivendo a capital da Alemanha através da Minerva. Principalmente, quero focar em como as minhas aulas e atividades online se integram com as experiências presenciais proporcionadas pela cidade, de maneira a complementar os meus estudos e a provocar comparações com o meu último ano em São Francisco.

Fiquem atento e Bis bald!

 

DaniloSobre o Autor
Danilo é ex-aluno de Engenharia Mecânica na UNESP e atual membro da Founding Class na Minerva Schools at KGI. Lá, ele integra um grupo de estudantes e educadores que estão repensando a experiência universitária para o Século XXI. Apaixonado por Educação, Danilo já trabalhou em diversas iniciativas na área e participou de cursos sobre o assunto dentro e fora do Brasil. Seu maior objetivo é “contribuir para um mundo com melhores oportunidades educacionais para todos.” Para conhecer mais informações sobre a Minerva e sua experiência universitária, visite a página oficial.

 

Leia também:
“Substituí bandeiras de países por rostos dos meus colegas”
O que aprendi em um ano estudando na Califórnia
Cativante e cosmopolita, conheça o que Berlim oferece de melhor

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d