Um projeto: Fundação Estudar

Pós Graduação

O que você precisa saber para cursar uma pós-graduação fora do Brasil

28.09.15

Os custos de fazer um LL.M. no exterior

Os custos de fazer um LL.M. no exterior

O investimento para fazer um mestrado em Direito nos EUA beira 90 mil dólares, mas o custo financeiro não é o único a ser levado em consideração. Entenda!

Por Michel Haber

Primeiro, as apresentações: sou Michel Haber, bolsista 2015 da Fundação Estudar, doutorando e mestre em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) e atualmente curso o LL.M. na Harvard Law School (HLS). Além disso, sou advogado e professor universitário. Minha área de pesquisa envolve temas relacionados à tributação e às finanças públicas.

É importante que o candidato tenha conhecimento acerca das múltiplas alternativas de financiamento, como empréstimos das próprias universidades e bolsas de estudos

Pretendo com esta coluna falar sobre o Master of Laws (LL.M.) – curso que vem ganhando cada vez mais popularidade no Brasil -, compilando informações sobre o processo de admissão nas melhores escolas de direito americanas, além de passar minhas impressões sobre a vida e o cotidiano de um estudante nessas instituições.

Desde já, queria deixar claro que comentários são muitíssimo bem vindos, já que os textos postados serão curtos e nem sempre cobrirão todas as curiosidades de potenciais candidatos.

Bom, agora vamos ao que interessa. A decisão de fazer um LL.M. demanda sérias reflexões sobre uma infinidade de fatores. Pretendo, nestes primeiros posts, tratar destas variáveis que influenciam a decisão de aplicar para uma pós-graduação em uma universidade estrangeira. Começo falando um pouco sobre um tema que apavora a todos e acaba por desincentivar muitos: os custos que envolvem a realização de um LL.M.

O primeiro deles,  sem sombra de dúvidas, é o financeiro. O investimento é considerável, beirando a cifra de 90 mil dólares.  Com a moeda americana nas alturas, a decisão de aplicar para universidades estrangeiras exige um planejamento financeiro sério. É importante que o candidato tenha conhecimento acerca das múltiplas alternativas de financiamento, como empréstimos das próprias universidades e bolsas de estudos, concedidas tanto pelas instituições de ensino quanto por instituições privadas, como a Fundação Estudar, que financia estudantes brasileiros que sonham grande, pretendem mudar o país e deixar um legado para as gerações futuras.

Vale chamar a atenção dos desavisados para o fato de que o custo financeiro não é o único envolvido. A decisão de cursar o LL.M. implica uma série de custos adicionais que devem ser levados em consideração, dentre os quais, o custo de oportunidade.

O candidato ao LL.M. ficará, necessariamente, um ano fora do mercado. O que para muitos pode ser visto como um ano sabático, para outros pode ser visto como a perda de de oportunidades de progressão na carreira

O candidato ao LL.M. ficará, necessariamente, um ano fora do mercado. O que para muitos pode ser visto como um ano sabático, para outros pode ser visto como a perda de de oportunidades de progressão na carreira. O timing,  portanto, é fundamental, e varia de acordo com a ocupação do candidato e o estágio profissional em que se encontra. Contudo, nunca é demais ressaltar que as experiências adquiridas no exterior, bem como o network e o domínio da língua estrangeira, são sempre vistos como ativos que diferenciam um profissional no mercado de trabalho, servindo como catalisador para promoções profissionais.

O terceiro custo é o sentimental. Algumas pessoas tendem a sentir falta de suas casas e famílias. Esta pode ser uma variável determinante para o sucesso ou fracasso do candidato. Porém, acreditem, não há tanto tempo para pensar em saudade. O curso exige uma dedicação gigantesca e uma carga de leitura que beira a insanidade. Isso sem contar as inúmeras atividades extracurriculares que serão postas à sua disposição. Como se costuma dizer por aqui: é mais fácil você se sentir angustiado por não estar dando conta de participar de todas as atividades extracurriculares que lhe interessam do que por estar longe de casa.

Enfim, essas são algumas considerações iniciais que devem ser objeto de reflexão de candidatos que pretendam se aventurar no mundo das universidades norte-americanas. O que posso adiantar é que os resultados compensam os custos. Vale a pena o esforço! No próximo post tratarei de alguns pontos relacionados ao processo de application (candidatura).

Quer se destacar na área de Direito? Participe da Ene Jurídico! 

A Fundação Estudar realiza no dia 26 de outubro, em São Paulo, sua primeira conferência de carreiras direcionada para a área de Direito. Chamada de Ene Jurídico, a conferência reunirá 250 jovens talentos de todo Brasil em busca de oportunidades de estágio ou emprego. E você pode ser um deles! Para isso, precisa se inscrever até o dia 04 de outubro pelo site Na Prática, o portal de carreiras da Fundação Estudar. Podem se candidatar estudantes de Direito e profissionais com, no máximo, cinco anos de formação. A participação é gratuita.
_____________________________________________________________________

Michel Haber é mestre e doutorando em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) e atualmente faz LL.M. nos EUA.

Leia também:
Tudo o que você precisa saber para estudar Direito no exterior
Conheça a Academia de Direito Internacional de Haia
Saiba em detalhes como funciona o processo de admissão ao LL.M.

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas