Um projeto: Fundação Estudar

Universidades

Perfis, curiosidades e oportunidades das melhores universidades do mundo

05.01.16

King’s College London: referência em negócios e ciência

King's College London: referência em negócios e ciência

Com cinco campi em Londres, o King's College London tem 26.000 alunos e o maior centro de educação para profissionais de saúde da Europa

O King’s College London foi fundado em 1828 por um grupo de importantes políticos e clérigos da capital inglesa. A ideia era ser uma alternativa à Universidade College London (UCL), que era conhecida como “faculdade sem Deus na Rua Gower” e dava arrepios em muitos religiosos. Estes conseguiram um alvará real do Rei Jorge IV para fundar a sua própria instituição.

Conheça as 10 melhores universidades do mundo

O Duque de Wellington, vencedor da Batalha de Waterloo e então primeiro-ministro, comandou a reunião pública que lançou o King’s. Em um dos rodapés mais curiosos da história britânica, o Duque foi desafiado a um duelo pelo Conde de Winchilsea, que discordava de seu apoio simultâneo a instituições anglicanas e católicas. Apesar dos tiros, ninguém se feriu.

A partir dos anos 2000, o King’s passou a investir pesadamente em educação e pesquisa, visando tornar-se referência nas áreas de negócios, ciências e tecnologia. Atualmente, é considera a 8ª melhor universidade da Europa pelo ranking da Times Higher Education.

Com um patrimônio anual de mais de 600 milhões de libras e 12 vencedores do Nobel na estante, o King’s tem mais de 26.000 alunos, sendo 16.000 na graduação e outros 10.400 na pós-graduação. No quadro atual, 5.741 dos alunos vem de fora da União Europeia. Dos candidatos que pleiteiam uma vaga nos cursos de graduação, 13% são admitidos.

Quem estudou por lá pode ter aulas com gente do calibre de Maurice Wilkins, biólogo molecular e instrumental na descoberta da estrutura do DNA, ou James Black, que descobriu os beta-bloqueadores.

Hoje, o King’s se espalha por cinco campi pela cidade e tem o maior centro de educação para profissionais de saúde da Europa – e aquele que formou a célebre Florence Nightingale, pioneira no treinamento de enfermeiras.  Em 2013, a universidade ainda tomou parte em uma das maiores descobertas científicas dos últimos tempos: o bóson de Higgs. Peter Higgs, o cientista por trás da teoria, trouxe de lá seus diplomas de graduação e doutorado.

Famosos que passaram pelo King’s College London:
John Keats, poeta;
Thomas Hodgkin, médico e pioneiro da medicina preventiva;
James Clerk Maxwell, físico;
Florence Nightingale, enfermeira;
Peter Higgs, físico teórico;
Charles Wheatstone, inventor do telégrafo elétrico.

Acesse aqui o site da universidade
Saiba mais sobre o processo seletivo
Saiba mais sobre as bolsas de estudo oferecidas pelo King’s College London

Leia também:
Guia online e gratuito sobre a Ivy League
Conheça as 10 melhores universidades do mundo
6 passos para tirar do papel o sonho de estudar fora em 2016

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas