Um projeto: Fundação Estudar

Intercâmbio

O que você precisa saber para ter uma experiência de estudos em outro país

09.03.15

Intercâmbio: o que fazer quando bate a saudade de casa?

Intercâmbio: o que fazer quando bate a saudade de casa?

"Viaje lembrando que vai voltar e que tudo estará esperando por você", afirma a psicóloga Andréa Tissenbaum. Veja dicas para lidar bem com esse sentimento!

O que é saudade? É um sentimento difícil de colocar em palavras, envolve tanta coisa. Saudade é lembrança, é recordação, é falta. Pode vir acompanhada de tristeza, mas não precisa. Sentir saudade nem sempre é ruim.

Afastar-se temporariamente da família e dos amigos é bom. É um aprendizado!

Quando podemos sentir saudade de alguém ou de alguma coisa, é porque temos a boa fortuna de querermos bem e de sermos queridos.  Para mim, saudade é a lembrança da felicidade e do conforto que sentimos com pessoas queridas, lugares que amamos, dos aromas, do que conhecemos. É por tudo isso que eu vejo a saudade como um sentimento muito positivo.

Para algumas pessoas, a experiência de estudar fora marca o primeiro momento em que elas se afastam da família, dos amigos e da cidade de origem. E, é claro,  ficam receosas das saudades que vão sentir de tudo aquilo que as cerca. Antecipam mesmo esse vazio, já pensando se vão dar conta de ficar sozinhas em um lugar distante e desconhecido.

Mas, afastar-se temporariamente da família e dos amigos é bom. É um aprendizado, um momento de independência no qual ficamos por conta própria para tomar decisões e fazer escolhas.

Hoje em dia existem muitos recursos que estreitam a distância e nos permitem falar com as pessoas, sempre que a vontade vem. Mas essa facilidade pode não ser tão positiva já que pode atrapalhar  o “desligamento” tão necessário quando se está estudando fora. Afinal, não dá para estar em dois lugares ao mesmo tempo.

Viva intensamente o seu tempo de estudar fora, o dia a dia do lugar onde vai ficar. Abra a sua alma para o novo,  permita que as pessoas se aproximem. Observe, aprenda, ensine, troque, cresça

Se ficamos na saudade, perdemos a oportunidade de aproveitar o momento “estudar fora”, conhecer pessoas, mergulhar na experiência de uma nova cultura. Se nos mantemos permanentemente em contato com a família e os amigos fica complicado ir fundo nessa aventura.

A independência é muito valiosa na vida. Saber se virar sozinho e tomar decisões também. É fato que nem sempre podemos compartilhar certas escolhas, daí a importância de aprender a pensar sozinho. Nos tornamos mais capacitados, criativos e flexíveis.

A saudade congela o tempo e a lembrança dos melhores momentos. Essa mesma saudade que sentimos enquanto estamos fora toma conta de nós quando voltamos. Aí, é hora de sentimos saudades do que foi vivido.

Portanto, não tenha medo da saudade.Você vai sobreviver! Viaje lembrando que vai voltar e que tudo estará esperando por você. Viva intensamente o seu tempo de estudar fora, o dia a dia do lugar onde vai ficar. Abra a sua alma para o novo,  permita que as pessoas se aproximem. Observe, aprenda, ensine, troque, cresça.  Quando a saudade bater, você saberá o que fazer.

_____________________________________________________________________

andrea 2Andrea Tissenbaum é formada em História e Psicologia pela PUC-RJ. Concluiu o mestrado e o doutorado na California School of Professional Psychology, em San Diego, nos Estados Unidos, onde viveu por seis anos. Já coordenou a área de Relações Internacionais do Insper, em São Paulo, e viajou o mundo para conhecer e fazer parcerias com instituições de ensino internacionais. Nos últimos dois anos, desenvolveu trabalhos de pesquisa sobre oportunidades internacionais para profissionais das áreas de  comunicação e entretenimento. Orienta alunos em suas escolhas e decisões de estudar fora do Brasil e é autora do Blog da Tissen.

Leia também:
Estudar fora: nunca um atraso, sempre uma oportunidade!
Especial Estudar Fora: Cursos de idiomas no exterior
7 passos para tirar do papel o projeto de estudar fora em 2015

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas