Um Projeto: Fundação Estudar
Lisboa, Portugal

Por que falar português nem sempre é suficiente para estudar em Portugal

Por Colunista do Estudar Fora

Por João Pedro Panagassi

Quando estava procurando um curso de mestrado em Portugal, acreditava que a barreira do idioma seria muito pequena. Afinal, apesar das diferenças que a língua adquiriu nos dois países com o passar dos anos, ainda sim falamos o mesmo idioma. Porém, quando cheguei aqui em Portugal, percebi que estava enganado – não pelo fato de o português não ser parecido, mas por acreditar que eu utilizaria somente minha língua materna no dia-a-dia.

O primeiro impacto que tive foi perceber que nas ruas principais de Lisboa, a capital portuguesa, é extremamente comum ouvir mais outras línguas do que o próprio português. Portugal é um país com turismo extremamente atrativo, fazendo com que receba turistas não somente da Europa, mas de todos os cantos do mundo. Caso pretenda praticar outro idioma, essa é a hora para aproveitar e conhecer pessoas novas.

Leia também: As melhores universidades europeias

Outro ponto interessante é que muitos dos cursos em Portugal são ministrados totalmente em inglês. As universidades estão buscando se internacionalizar cada vez mais, incentivando alunos principalmente de outros países da Europa, a virem estudar em Portugal.  Um destes exemplos são os cursos de MBA em Portugal, que estão sendo cada vez mais visados. Tanto as aulas, como as reuniões, trabalhos, contatos com empresas e com os colegas de sala são todos realizadas em inglês, e por isso é necessária algumas das certificações internacionais para comprovação da fluência em inglês, como o IELTS ou TOEFL para ingressar em um destes cursos.

Escolhendo cursos em português em Portugal

No meu caso, a situação é um pouco mais simples, pois escolhi um curso que seria ministrado todo em português, mas, ainda nestes casos, saber inglês foi um diferencial enorme. Como eu disse acima, as universidades estão buscando se internacionalizar cada vez mais, mesmo em cursos em português em Portugal é comum termos palestras, eventos e algumas aulas com convidados de outros países, que se comunicam, normalmente, em inglês.

Outro ponto importante é que, como por aqui tenho contato com vários pesquisadores de outros países, também tenho interesse em ler suas publicações, linha de pesquisa e enriquecer cada vez mais a minha bibliografia. Além disso, qualquer um que pretenda publicar artigos, em um bom periódico e que tenha um bom alcance, deve ter em mente que publicá-los em inglês é praticamente uma exigência.

Mesmo que eu não necessite de nenhum tipo de certificação que comprove minha fluência em outro idioma para conseguir estudar aqui em Portugal, saber falar inglês foi um diferencial enorme para minha participação no dia-a-dia, tanto nos meus estudos, quanto no meu trabalho por aqui. Portanto, caso seja sua vontade estudar por estas terras, saber outro idioma é um fator muito importante para conseguir aprofundar cada vez mais seus conhecimentos e interação com o local.

Saber inglês é um grande diferencial até nas terras de Cabral.

* Foto: Rua Augusta, Lisboa Portugal | Crédito: Miguel (Own work) CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons

Leia também:
Quanto custa estudar em Portugal?

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo