Inicio E agora? Como ficam meus planos de estudar fora?

E agora? Como ficam meus planos de estudar fora?

0
E agora? Como ficam meus planos de estudar fora?

Com o real desvalorizado diante das outras moedas, estudar fora acabou ficando mais caro em 2020. E ainda pior: a pandemia do coronavírus fez com que muitos países fechassem suas fronteiras, e adotassem medidas de isolamento social. Nessa perspectiva, pode parecer que os planos para estudar fora devem ser abandonados, mas esse não é o caso.

Para falar sobre isso, conversamos com Andrea Tissenbaum, autora do blog da Tissen. Andrea é psicóloga e atende alunos do Brasil inteiro que pretendem estudar no exterior — desde um intercâmbio até graduação e pós-graduação. E a principal recomendação dela é que quem tem planos de estudar fora não cancele seus planos!

 

 

Confira abaixo o bate-papo, transmitido ao vivo em 31 de março de 2020:

“Não é o caso, ainda, de cancelar nenhum plano. É o caso de aguardar, até porque a gente não sabe o que vai acontecer no curto prazo”, comenta Andrea.

Como ela aponta, as universidades estrangeiras tem muitos recursos para receber alunos internacionais. Por isso, ela acredita que as instituições provavelmente darão um jeito de adequar seus calendários a eventuais problemas causados pelo coronavírus para que a experiência dos estudantes seja afetada o mínimo possível.

Bolsas de estudo

Com relação a bolsas de estudo, a situação é difícil de prever, na visão dela. Por um lado, as universidades dependem bastante das anuidades de alunos estrangeiros para sua receita. E a crise do coronavírus, ao dificultar a chegada desses alunos, pode impactar os orçamentos das instituições.

Ao mesmo tempo, Andrea acredita que é justamente em momentos como esse que as pessoas mais se dão conta da importância da ciência. Por isso, é provável que surjam mais iniciativas voltadas para apoiar estudantes de alto potencial que possam contribuir positivamente para problemas globais.

Preparação

Para quem já está com tudo certo para estudar fora, o momento pode ser de incerteza. Mas para quem tem o plano de estudar fora no futuro, Andrea considera que é um bom momento para ir se preparando. “Agora é a hora de aproveitar para se preparar para estudar no exterior, e fazer todo o possível para fazer o melhor application possível”, comenta.

E como aproveitar esse tempo que você tem agora? Para Andrea, a melhor maneira é pesquisando em qual universidade você quer estudar — e isso é tanto uma questão de pesquisa na internet quanto de autoconhecimento. “Essa é uma pesquisa que demora muito tempo, e é importante começar a fazer ela e organizar as informações”, diz.

Isso é o essencial para quem está na fase inicial do planejamento. Para quem Já sabe onde quer estudar e o que precisa fazer, uma boa ideia é estudar para as provas e treinar o inglês. Confira aqui mais dicas para se preparar para estudar fora durante este momento.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia