Um Projeto: Fundação Estudar
Menina com mochila nas costas e fichário e livros nas mãos

Como é fazer ensino médio em vários países? Bolsista da UWC conta

Por Gustavo Sumares
19.06.2019

Augusto Palhares, bolsista da United World Colleges, conta sua experiência no programa que permite fazer ensino médio em várias localidades - 18 ao todo! Confira:


O brasileiro Augusto Palhares, bolsista do programa United World Colleges (UWC), estava estudando na Armênia até pouco tempo. O UWC é uma associação sem fins-lucrativos que permite aos bolsistas fazer ensino médio em vários países, em esolas localizadas em 18 localidades (Estados Unidos, Itália, Canadá, Alemanha, Índia, Noruega, País de Gales, Suazilândia, Hong Kong, Singapura, Holanda, Armênia, Costa Rica e Bósnia-Herzegovina e China).

Todos os anos, são abertos processos seletivos para estudantes do mundo todo que tenham interesse em fazer o Ensino Médio no exterior, e o processo seletivo de 2019 já está aberto! Se você quer saber como é o programa e conferir algumas dicas para fazer a melhor candidatura possível, confira a seguir o vídeo que Augusto gravou a nosso pedido:

Como é o programa da UWC?

A proposta da UWC é usar a educação para unir pessoas, culturas e países com o objetivo de trocar experiências entre elas e fomentar um ambiente que propicie a paz. A parte acadêmica é apenas uma parte desse programa; os bolsistas da UWC também participam de outras atividades, como serviço comunitário e trabalhos voluntários, para se envolver mais com as comunidades e países nos quais estudam.

Essa parte acadêmica, por sua vez, é chamada de “bacharelado internacional”. Ele aborda seis grandes áreas do conhecimento: Literatura e linguagem; Línguas estrangeiras, Humanas, Exatas, Matemática e Artes. Essas disciplinas dividem espaço no cronograma dos alunos com as demais atividades de que eles participam. Na visão de Augusto, trata-se de uma educação “muito mais abrangente” do que a que ele conhecia anteriormente.

O processo de seleção dos bolsistas que vão  fazer ensino médio em vários países também é mais abrangente, e analisa o candidato como um todo. Para Augusto, é um ponto a se prestar atenção, já que ele, como não estava acostumado, considerou a entrevista a parte mais difícil. Mesmo assim, ele considera que a experiência vale a pena, pois graças a ela, ele pode reavaliar sua posição na sociedade.

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d