Inicio Bolsas de Estudo Bolsas integrais de pós-graduação no Japão, mesmo para quem não sabe japonês

Bolsas integrais de pós-graduação no Japão, mesmo para quem não sabe japonês

O Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão (MEXT) está oferecendo bolsas integrais para pesquisa em universidades japonesas. As bolsas são voltadas para estudantes brasileiros que já tenham concluído a graduação. Embora sejam voltadas para pesquisa, as bolsas de pós-graduação do MEXT podem ser prorrogadas para um mestrado ou doutorado. As inscrições vão até 22/09.

Os bolsistas ficarão isentos das taxas escolares do curso escolhido, e receberão uma bolsa mensal de 143 mil a 148 mil ienes. As passagens aéreas de ida e volta para o Japão também são custeadas para os bolsistas. As bolsas de pós-graduação do MEXT também oferecem um curso de japonês aos bolsistas que não dominam a língua durante os 6 primeiros meses da bolsa.

É importante notar que embora as bolsas não exijam que o candidato seja fluente em japonês, é preciso saber pelo menos um pouco. Isso porque durante o processo de seleção será realizada uma prova de japonês, e candidatos que zerarem a prova serão desclassificados.

Além disso, de acordo com o MEXT, a pandemia da COVID-19 pode provocar alterações nas datas descritas abaixo. Por isso, é importante ficar de olho nos canais de comunicação oficiais do Japão no Brasil, como os sites das embaixadas e dos consulados.

Leia também: Bolsas MEXT: tudo sobre o programa do governo japonês para estudar no Japão

 

Como se candidatar às bolsas de pós-graduação do MEXT

Para poder concorrer às bolsas de pós-graduação do MEXT, é preciso ter nacionalidade brasileira e não estar morando no Japão. Os candidatos também devem ter nascido depois de 2 de abril de 1986 e ter concluído o ensino superior, ou concluí-lo até junho de 2021.

Cumprindo esses requisitos, são necessários os seguintes documentos para concorrer às bolsas:

  • Ficha de inscrição preenchida;
  • Cópia autenticada do RG;
  • Duas fotos 3×4 (recentes e iguais);
  • Cópia autenticada do histórico acadêmico (candidatos atualmente cursando mestrado devem mostrar cópias do histórico da graduação e do mestrado);
  • Cópia autenticada do diploma universitário (candidatos que já tenham feito mestrado devem entregar cópias do diploma da graduação e da pós. No caso de formatura prevista até junho de 2020, é preciso entregar um Atestado de Provável Formando que indique a data de conclusão do curso);
  • CV atualizado;
  • Projeto de pesquisa em língua portuguesa;
  • Cópia autenticada do comprovante de proficiência em japonês ou inglês, se houver;
  • Breve portfólio em tamanho A4 ou mídia (para candidatos de Música ou Belas Artes).

O projeto de pesquisa deve seguir especificações listadas nos itens 1.8c e 1.8d desta página. De acordo com a divulgação das bolsas de pós-graduação do MEXT, “os documentos devem ser apresentados na ordem acima, sem grampos e separados por clipes”.

Esses documentos devem ser enviados por correio no Departamento de Assuntos Culturais e de Imprensa do Consulado Geral do Japão em São Paulo. Ele fica na Avenida Paulista, 854, 3º andar, e funciona das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00. As inscrições vão até 22/09!

Fique atento!

Essas informações são referentes apenas a candidatos residentes nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Região do Triângulo Mineiro. Informações para candidatos residentes em outros estados podem ser vistas neste link.

Leia também: Guia para a pós-graduação no exterior

As bolsas são oferecidas para pesquisa, mestrado e doutorado em todas as áreas. No entanto, o candidato é responsável por encontrar instituições de ensino que ofereçam oportunidades na área que ele deseja estudar. Nesta página, no item 1.8a, há uma série de links que auxiliam nessa pesquisa.