InícioConhecimentos geraisPor que o Ano Novo Chinês acontece em outra data e é...

Por que o Ano Novo Chinês acontece em outra data e é considerado a maior migração do mundo

Mariane Roccelo - 21/01/2023
Comentários:

O Ano Novo Lunar, também chamado de Festa da Primavera, ou Ano Novo Chinês no ocidente, é uma das maiores datas festivas do mundo comemorada não só na China, mas também em diversos países do oriente, como a Tailândia, Vietnã, Tibete, Coreia e Japão. Por seguir o calendário lunisolar, a passagem de ano não tem data fixa no nosso calendário, o Gregoriano, e em 2023 é celebrada no dia 22 de janeiro.

A data simboliza não apenas um momento de atrair boa fortuna para o ano que começa mas também um período de reunião familiar, em que muitos chineses retornam para as cidades-natal.

Só nos países do leste asiático, cerca de 3 bilhões de pessoas se deslocam para encontrar com familiares neste período, que dura cerca de 40 dias – é a maior migração humana anual do mundo.

A festa está presente em quase todos os países que possuem forte imigração de asiáticos. No Brasil, o bairro da Liberdade, tradicional região com população sino e nipo brasieira, realiza anualmente as comemorações do ano novo no fim de semana seguinte à passagem de ano.

A seguir, a famosa Dança do Dragão durante as comemorações do Ano Novo Lunar de 2020, realizadas no bairro da Liberdade, em São Paulo:

 

As comemorações do Ano Novo Lunar duram, ao todo, 23 dias. Nos 8 dias anteriores à passagem de ano acontece o chamado “pequeno ano”, que é quando as preparações para a festa principal começam. Em seguida, nos 11 primeiros dias do novo ano lunar inicia o Festival da Primavera com as tradicionais celebrações da virada. A partir do 12º dia do ano começa o Festival das Lanternas, que tem duração de 4 dias.

Festival das Lanternas em Taiwan

Ano do Coelho

O coelho é o quarto do zodíaco chinês e o animal que, segundo as tradições, regerá o ano lunar que inicia em 2023. Ele simboliza a inteligência, fertilidade e harmonia. Neste link (disponível aqui, com texto em inglês), é possível se aprofundar sobre o simbolismo do ano do coelho. Os 12 animais do zodíaco são, em ordem: rato, touro, tigre, coelho, dragão, cobra, cavalo, bode, macaco, galo, cachorro e o porco.

A sequência do zodíaco é acompanhada dos 5 elementos terrestres: metal, água, madeira, fogo e terra. Cada ano regido por um dos animais é acompanhado de um dos elementos, completando, juntos, um ciclo de 60 anos antes de recomeçar a contagem. Neste ano, o elemento que acompanha o coelho é a água, que representa inteligência e sabedoria, suavidade e flexibilidade.

Crianças vestidas de tigres durante as comemorações do ano novo lunar de 2022. Foto: China News Service

Tigre erguido na praça Sanxia, no distrito de Shapingba, China, para comemorar a chegada do ano do tigre, em 2022. Foto: China News Service

12 animais do zodíaco

A sequência de animais do zodíaco está relacionada à lenda chinesa dos 12 animais. Segundo ela, todos os animais foram convidados por Buda para uma festa, entretanto, no dia, apenas 12 apareceram. Cada um que estava no evento recebeu um ano de presente, formando juntos os 12 animais. A ordem de chegada de cada um é a ordem do zodíaco.

Cena com o tigre do zodíaco e a personagem principal da história, Tohru Honda, do anime baseado no mangá Fruits Basket.

Calendário Lunisolar

O Ano Novo Lunar não tem data fixa no nosso calendário tradicional, o Gregoriano, por utilizar outro sistema de medição que considera as posições da lua e do sol. O modelo lunisolar foi adotado por diversas culturas desde a antiguidade, desde civilizações da antiguidade, como os helênicos e babilônicos, até os atuais budistas, hebreus, hindus e curdos. O calendário lunisolar chinês, também chamado de calendário da agricultura, ou ‘Yīnlì’, é um dos mais antigos do mundo. Os primeiros registros datam de entre 1.050 A.C. (Antes de Cristo) e 771 A.C.

A China contemporânea não utiliza mais o calendário lunisolar no dia a dia, mas ainda preserva e celebra as datas comemorativas desse sistema de medição de tempo, incluindo o ano novo e aniversários. Desde 2012, o país, assim como outros do leste asiático, adotaram o modelo gregoriano para acompanhar o sistema internacional.

Dança do Dragão

Foto: Mick Haupt

Uma das comemorações mais tradicionais do Ano Novo Lunar são as famosas Danças do Dragão, em que duas ou mais pessoas dançam manipulando um grande fantoche de dragão enquanto outras pessoas tocam músicas no tambor. O ritual tem como objetivo trazer sorte para as pessoas e, quanto maior e mais longo o dragão, mais sorte ele trará.

 

O que você achou desse post?

Sobre o escritor

Mariane Roccelo
Mariane Roccelo
Jornalista. Formada em Jornalismo e Comunicação Social pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP). Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Meios e Processos Audiovisuais (PPGMPA) e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM), ambos da USP.

Artigos relacionados