Conteúdo Patrocinado

InícioEducaçãoUniversidade de Pécs é a mais tradicional da Hungria; saiba como ganhar...

Universidade de Pécs é a mais tradicional da Hungria; saiba como ganhar uma bolsa!

Marcela Marcos - 21/03/2024
Comentários:

Na Hungria, no coração da Europa, está localizada a Universidade de Pécs (UP), a mais antiga e tradicional do país, criada durante o período medieval. Fundada em 1367, a instituição, localizada na cidade de Pécs, recebe um grande número de estudantes internacionais, sendo que quase 25% do corpo estudantil é formado por alunos de fora do país. 

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

Neste post, falaremos mais sobre a instituição húngara, a partir da experiência de uma brasileira – e com dicas para o programa de bolsas do governo da Hungria.

Uma universidade com foco em internacionalização na Hungria

Uma vantagem para intercambistas é que Pécs tem um foco tradicional na internacionalização do conhecimento superior. Há mais de 30 anos, ela oferece cursos de graduação, mestrado e doutorado com aulas em inglês. Como parte do projeto de internacionalização, a Universidade de Pécs também é uma das universidades que participam do programa Erasmus Mundus. A UP representa valores clássicos, mas ao mesmo tempo se adapta com sucesso aos desafios dos tempos presentes e futuros. 

Buddy Program e Aconselhamento Estudantil na UP

Para Emanuelle Magalhães, estudante de Communication and media science na UP, a instituição “não é apenas um lugar de aprendizado, é um local onde a tradição e a inovação se encontram de maneira única”. Isso se deve, segundo ela, principalmente aos programas acadêmicos oferecidos pela universidade húngara, que abrem um leque de oportunidades educacionais. 

“Vir para Pécs me deu a chance de participar de uma Escola de Verão na Alemanha e isso não teria acontecido se eu fosse estudante de outra universidade da Hungria”, explica a aluna brasileira, em referência ao programa NEWSREEL2 – Novos Campos de Ensino para a Próxima Geração de Jornalistas. “Como alguns dos meus professores são pesquisadores nesse projeto, eu e outros colegas tivemos a chance de unir forças com estudantes de outros países para participar de oficinas e desenvolver projetos em conjunto durante uma semana em Berlim”, complementa Emanuelle. 

Ela se apaixonou por Pécs quando assistiu a vídeos no TikTok de outra brasileira que morava na cidade. “A cidade mistura a beleza da arquitetura histórica com a energia contagiante de uma população estudantil vibrante”, conta. O tamanho relativamente pequeno de Pécs é uma das coisas favoritas da brasileira, já que facilita a familiarização e proporciona uma atmosfera acolhedora: “Isso torna este lugar mais do que um destino acadêmico. É um lar para aqueles que buscam uma experiência única”.

A estudante da UP morou por seis meses no dormitório Boszorkány. Por lá, alguns dos dormitórios disponíveis para estudantes internacionais são o Szántó, o Damjanich e o Balassa. Entretanto, além de oferecer acomodação, a Universidade de Pécs possui parceria com o serviço Student Housing, que auxilia estudantes a encontrarem casas, apartamentos e flats para alugar, buscar companheiros de quarto e agendar consultas com proprietários.

Um dos serviços oferecidos pela instituição húngara para apoiar os alunos é o Buddy Program, que ajuda os recém-chegados a se integrarem ao ambiente universitário e auxilia em questões práticas, como pedir autorização de residência e encontrar um alojamento. Há, ainda, o serviço de aconselhamento estudantil, que inclui apoio à saúde mental dos estudantes, e o serviço de assistência jurídica gratuita.

Na parte social, há diversas organizações estudantis que oferecem mentoria, orientação e vários programas culturais, esportivos, de dança e sociais para melhorar a experiência do aluno. Os esportistas podem participar de atividades pelas aulas eletivas, se unindo a clubes ou usufruindo das instalações, como a pista de atletismo.

Stipendium Hungaricum, bolsa para estudar na Universidade de Pécs

Um brasileiro que deseja estudar na UP tem a vantagem de poder fazê-lo com apoio do Stipendium Hungaricum, o programa de bolsas estabelecido em 2013 pelo governo húngaro para oferecer educação de alta qualidade a estudantes internacionais de mais de 70 países do mundo, incluindo o Brasil. 

O auxílio financeiro cobre integralmente as taxas de matrícula, acomodação e ainda fornece um auxílio mensal para despesas diárias. Inclui, também, seguro saúde e cobre os custos de um curso básico da língua húngara. A bolsa oferece uma ampla variedade de níveis de graduação, do bacharelado ao doutorado. Os estudantes podem escolher entre áreas como saúde, engenharia, ciências naturais, agricultura, negócios, humanidades, ciências sociais, artes etc.

Processo de Inscrição para o Stipendium Hungaricum

Os estudantes brasileiros podem se inscrever ao programa de bolsas do governo húngaro pela própria plataforma oficial, desde que preencham os requisitos necessários. Para a graduação, por exemplo, é preciso ter diploma do ensino médio e certificados de proficiência em inglês, como TOEFL, IELTS ou mesmo Duolingo, dependendo do programa. A lista de documentos exigidos é composta, também, por carta de motivação, currículo, cópia do passaporte e atestado médico.

A carta, segundo Emanuelle, é um dos aspectos mais cruciais da candidatura. “Essa carta é a chance para você mostrar sua paixão pelo campo de estudo escolhido e explicar por que deseja seguir essa área na Hungria. Certifique-se de destacar suas aspirações acadêmicas e pessoais, assim como seu compromisso com o programa escolhido e sua carreira futura. Uma carta de motivação bem elaborada pode aumentar significativamente suas chances de obter a bolsa”, aconselha.

Ao aplicar, também é necessário escolher um dos “sending partners” disponíveis para o Brasil. Portanto, antes de selecionar o programa de estudos, é recomendado verificar quais são oferecidos por cada parceiro. 

As candidaturas para o programa estão fechadas, mas você já pode começar a se preparar para a próxima edição, que deve abrir inscrições no final do ano.

Passo a passo para se candidatar às bolsas do Stipendium Hungaricum

Se você quer se inscrever em um dos programas da universidade com a bolsa Stipendium Hungaricum, é preciso se candidatar pelo sistema de inscrição da Tempus Public Foundation e escolher o programa de estudos desejado na Universidade de Pécs como sua primeira opção. Veja o passo a passo a seguir:

  1. Cadastre-se no sistema fornecendo suas informações pessoais básicas. Certifique-se de preencher corretamente a sua cidadania, pois isso permite que você veja os programas de estudo disponíveis com base no acordo bilateral com o Brasil. Anote seu código de acesso exclusivo de candidato e guarde-o em local seguro;
  2. Faça login no sistema com seu código de acesso exclusivo de candidato;
  3. Escolha o seu programa de estudos na Universidade de Pécs selecionando:
    – Instituição específica: Universidade de Pécs
    – Nível de estudo: bacharelado OU mestrado OU doutorado
    – Modalidades de estudo: estudos completos OU estudos parciais/de intercâmbio
    – Escolha o inglês como seu idioma de estudo
    Você pode escolher no máximo dois programas de estudo (como primeira e segunda opção);
  4. Defina as prioridades dos programas de estudo selecionados (primeira opção e opcionalmente também uma segunda);
  5. Termine de preencher as informações que faltam do formulário de candidatura, carregue os documentos necessários e submeta a sua candidatura até o prazo;
  6. Você também deve ser nomeado pela autoridade responsável do seu país de origem. Entre em contato com os responsáveis para saber mais sobre os requisitos de nomeação. Informações de contato aqui;
  7. As candidaturas nomeadas serão avaliadas pela Universidade de Pécs;
  8. Os candidatos aprovados receberão sua Carta de Admissão e Carta de Prêmio para que possam começar a organizar sua viagem para Pécs!

O que você achou desse post?

Sobre o escritor

Marcela Marcos
Marcela Marcos
Marcela Marcos é jornalista e cursa mestrado na linha de Comunicação do programa de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal do ABC. Foi colaboradora do portal Estudar Fora em 2018.

Artigos relacionados