Um projeto: Fundação Estudar

Intercâmbio

O que você precisa saber para ter uma experiência de estudos em outro país

10.12.15

Irlanda: saiba por que o país foi eleito o preferido dos intercambistas

Irlanda: saiba por que o país foi eleito o preferido dos intercambistas

Belas paisagens, população acolhedora e vida cultural agitada fizeram a Irlanda se destacar em pesquisa. Possibilidade de conciliar estudo e trabalho atrai brasileiros

Por Vivian Carrer Elias

Uma pesquisa feita recentemente pelo site holandês Study Portals revelou que a Irlanda é o destino da Europa onde os estudantes internacionais sentem-se mais satisfeitos. Cerca de 17.000 intercambistas, incluindo brasileiros, foram ouvidos nesse estudo. Não é difícil entender o motivo pelo qual a Irlanda se tornou a queridinha dos alunos estrangeiros.

O país vai muito além da cerveja Guinness e das festas do Dia de St Patrick: possui uma população acolhedora, belas paisagens naturais e históricas, além de cidades universitárias repletas de atividades culturais e sociais.

A capital Dublin é considerada uma das 50 melhores cidades para estudantes pela consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS). O município abriga o Trinity College Dublin, universidade mais bem ranqueada do país e uma das 100 melhores do mundo. A instituição é reconhecida principalmente por seus programas na área de humanas, como o de literatura inglesa. Afinal, foi lá onde estudaram nomes como o dramaturgo Samuel Beckett e o escritor Oscar Wilde.

Irlanda x Reino Unido – Assim como a Inglaterra, a Irlanda é uma opção para estudantes que desejam viver na Europa em uma nação cujo idioma oficial é o inglês. No entanto, em muitos aspectos, a Irlanda é mais vantajosa aos intercambistas do que as cidades britânicas.

Por exemplo, o custo de vida na Irlanda é, em geral, mais baixo. Para se ter uma ideia, segundo o Cost of Living Cities Ranking da Mercer, Dublin é a 49a cidade mais cara do mundo, enquanto Londres é a 12a. Além disso, estudantes que procuram por um país mais acolhedor podem preferir os irlandeses, já que três cidades do país – Galway, Dublin e Cork – estão entre as 5 mais simpáticas do mundo, de acordo com a revista de turismo Travel + Leisure.

É muito fácil viajar dentro da Irlanda. Vale a pena ir para o interior, conhecer castelos, catedrais e visitar os Cliffs of Moher

As leis de imigração da Irlanda também são mais flexíveis. No país, alunos matriculados em qualquer curso, inclusive de idiomas, com duração superior a 25 semanas podem trabalhar meio período (ou em tempo integral nas férias). Já no Reino Unido, apenas estudantes de universidades estão autorizados a trabalhar.

O visto para permanecer na Irlanda pode ser obtido já ao chegar no país. O Stamp 2, por exemplo, é concedido a alunos de cursos com duração maior que 25 semanas. Esse visto é válido por 8 meses e permite que o estudante trabalhe. Para obtê-lo, é preciso apresentar documentos como carta de matrícula da escola e ao menos EUR 3.000 em uma conta bancária irlandesa (para permanecer mais de 6 meses no país). Para mais informações sobre vistos, clique aqui.

O custo de vida mais baixo em comparação com a Inglaterra e a possibilidade de estudar e trabalhar na Europa fizeram com que o estudante de jornalismo Gustavo Duarte, de 22 anos, escolhesse a Irlanda como destino de seu intercâmbio. Ele está na cidade de Cork desde agosto para estudar inglês por 6 meses. “Optei por viver em Cork porque é um lugar com menos brasileiros do que Dublin, mas não é uma cidade tão pequena, já que é a 2a maior do país.”

Segundo Gustavo, a fama de os irlandeses serem um povo simpático é verdadeira. “Eles são extremamente simpáticos, solícitos e educados”, afirma. Para o estudante, outros pontos positivos do país são as suas paisagens. “É muito fácil viajar dentro da Irlanda. Vale a pena ir para o interior, conhecer castelos, catedrais e visitar os Cliffs of Moher, um dos lugares mais bonitos da Europa”.

A Irlanda, porém, tem uma característica que, para muitos, pode ser um defeito: o clima chuvoso. “O estudante precisa vir preparado para pegar dias frios e nublados aqui, porque isso é algo que não podemos mudar. É preciso acostumar-se”, ressalta.

Custos e bolsas

O custo médio de uma pós-graduação na Irlanda fica entre EUR 10.000 a 30.000 para estudantes não europeus, mas há várias oportunidades de bolsas de estudo no país. Para ter acesso à lista completa, clique aqui. Um dos programas, financiado pelo Ministério da Educação do país, por exemplo, dá 15 bolsas de graduação, mestrado e doutorado para brasileiros.

*Na foto, Gustavo Duarte no Cliffs of Moher, uma das paisagens que julga mais bonitas da Irlanda

Saiba mais:
Irlanda muda as regras para intercâmbio
Conheça as melhores universidades da Europa
12 dicas para você estudar fora em tempos de crise econômica

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

estagiários da Microsoft comemorando
impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT