Um projeto: Fundação Estudar

Intercâmbio

O que você precisa saber para ter uma experiência de estudos em outro país

15.06.13

Os primeiros passos para o seu intercâmbio

Os primeiros passos para o seu intercâmbio

Confira o as dicas que o Estudar Fora levantou para você começar a se preparar para o seu intercâmbio

Estudar no exterior é um sonho da maioria dos jovens brasileiros, e uma experiência que, segundo os especialistas, torna-se cada vez mais importante para o currículo. Um intercâmbio pode significar um salto na sua futura carreira, pois com ele você irá desenvolver competências profissionais, aprimorar um idioma, fazer networking internacional e crescer pessoalmente. Se você tem o sonho de Estudar Fora, confira quais são os primeiros passos que especialistas indicam para você começar a se preparar para chegar lá.

1. Defina o foco do seu intercâmbio
Segundo a diretora regional da agência World Study, Marina Bertoldi, a primeira coisa que você precisa fazer é refletir sobre o que realmente quer da sua experiência de intercâmbio. “Se você quer alguma experiência ou conhecimento diferente, ou se quer o nome de uma faculdade do exterior no currículo”, explica. Isso irá ajudá-lo a definir qual tipo de intercâmbio pretende fazer (por exemplo, um semestre em outra faculdade ou um curso de idioma), para que instituição de ensino, quanto tempo quer ficar, e que outras atividades quer fazer quando estiver lá.

2. Treine o idioma
O idioma é hoje uma das principais barreiras para que o Brasil envie mais estudantes para o exterior. Segundo um índice de nível de proficiência em inglês elaborado pela Education First (EF), o Brasil está no 46º lugar entre 52 países, atrás de Equador e Kuwait. Achar que o seu inglês básico vai dar conta do recado pode ser perigoso. “As universidades vão cobrar um nível mínimo do idioma para que você consiga acompanhar as aulas”, alerta Marina. A dica é: assim que você definir para que país quer ir, comece a treinar mais.

3. Pesquise, pesquise e pesquise…
Para o especialista em educação intercultural da AFS, Lucas Hackradt, um dos primeiros passos é a pesquisa. Segundo ele, apesar de parecer uma dica óbvia, a pesquisa é frequentemente ignorada pelos estudantes. “Entre em muitos sites, faça uma pesquisa bem completa sobre o país de destino, procure entender bem a universidade que você quer estudar, e também a organização pela qual você está indo. Tem gente que vai só pelo o que ouviu falar e se decepciona”, recomenda.

4. Decida o formato do seu intercâmbio
Existem diferentes organizações que podem facilitar a sua experiência de Estudar Fora, como agências de intercâmbio, algumas ONGs e a própria faculdade de destino. Entender qual organização será esse ponto de apoio é importante, pois fatores como preços, etapas da seleção e documentos exigidos variam em cada uma. Outra decisão importante é a do destino. “É interessante escolher primeiro a faculdade mais adequada, e depois pensar no destino. Uma dica é pesquisar onde as pessoas mais influentes na sua área de atuação estudaram, e considerar essas universidades” recomenda Marina, da World Study.

5. Se prepare para os desafios
Os desafios culturais quando você está estudando em outro país são muitos. E é preciso se preparar para eles, para que a sua experiência fora não seja prejudicada. “Você pode deixar de aprender muita coisa se não tiver um preparo correto, porque você corre o risco de entrar num choque cultural e permanecer muito tempo nele. É importante procurar um coaching ou um mentor que possam te ajudar com essas questões, além de conversar com outros brasileiros que já estiveram na região e que podem te antecipar o que você irá encontrar”, orienta Lucas, da AFS.

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

estagiários da Microsoft comemorando
impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT