Um Projeto: Fundação Estudar
dicionário estudar fora

Entenda os termos relacionados à candidatura para universidades fora

Por Nathalia Bustamante

Major, Minor, Essays, Early Action… Nem sempre é fácil entender o que cada termo significa no processo de admissão em uma universidade no exterior. Para te ajudar, o Estudar Fora preparou uma lista com os principais termos que você precisa entender para se candidatar para estudar no exterior.

1. College: Nos EUA, o College é o que é chamado no Brasil de “faculdade”, ou seja, uma instituição educacional ou parte de uma universidade que oferta cursos de graduação.

2. University: A universidade é uma instituição de ensino superior que oferece diferentes tipos de cursos, como os de graduação e pós-graduação, como mestrado e doutorado. Em geral, as universidades têm um foco maior em pesquisa acadêmica.

3. Institutes of Technology ou Polytechnics: O sistema de ensino de alguns países também oferece as chamadas “Politécnicas” – instituições de ensino que são equivalentes às universidades (com relação ao nível de estudo), mas que têm foco maior em inserção no mercado de trabalho, através de cursos mais práticos.

4. Tuition fee: É o valor cobrado pela instituição dos alunos matriculados em determinado programa de ensino. Em geral, são anuidades, mas também podem ser semestralidades ou mensalidades, como no Brasil. Em muitas universidades americanas, também estão incluídos neste valor alojamento e alimentação no campus.

5. Academic Major (ou concentration): O “major” é o principal curso que um aluno pode estudar em uma faculdade ou universidade nos Estados Unidos. Basicamente, é a sua graduação principal. Muitas faculdades e universidades oferecem a opção de escolher mais de um major para realizar durante os seus estudos.

6. Academic Minor (ou secondary field): O “minor”, ou campo secundário, refere-se aos cursos secundários ou adicionais que um aluno pode fazer, juntamente com o seu major. Geralmente, os minors possuem menos requisitos quando comparados aos majors.

7. Application: O termo Application refere-se a todos os documentos, formulários, resultados nos testes e redações que você vai apresentar como parte da sua candidatura no processo de admissão em uma universidade fora do Brasil. A Application irá documentar sua trajetória acadêmica, extracurricular e pessoal durante o ensino médio e é, em resumo, um conjunto de documentos que compõe a avaliação de cada candidato na admissão em uma universidade fora. A Application pode ser feita diretamente para a instituição de ensino escolhida ou através de plataformas unificadas, como é o caso do Common Ap (para os Estados Unidos) ou o UCAS (para o Reino Unido).

8. Admissions Office: O Admissions office é o setor específico dedicado à avaliação dos candidatos para a graduação em uma faculdade ou universidade. Geralmente o Admission office possui um time de analistas de admissão que são os responsáveis pela análise da candidatura.

9. Counselor (Conselheiro): Nas escolas americanas, durante o ensino médio, o “conselheiro” é um profissional que, entre outras coisas, ajuda os alunos a elaborarem suas applications. Eles também são responsáveis por fornecer todos os documentos oficiais da parte da escola aluno deve apresentar como histórico escolar. Em uma escola brasileira, o equivalente ao conselheiro normalmente seria um orientador ou Coordenador.

10. Regular Decision (Decisão regular): A regular decision, ou decisão regular, refere-se ao calendário regular em que a maioria dos alunos se candidatam às universidades nos EUA. Em geral, se você se candidatar como regular decision irá submeter a sua application em dezembro/janeiro, e receberá o resultado, se foi aprovado ou não, em março/abril.

11. Early Decision (Decisão Antecipada): Se candidatar a uma universidade nos EUA por “Early Decision” significa que você irá fazer o seu processo de application em um calendário antecipado, que geralmente ocorre em novembro, com resultados até a metade de dezembro. Entretanto, se você optar por este formato de candidatura, poderá concorrer a uma vaga em somente uma faculdade ou universidade, e além disso, deverá assinar um contrato dizendo que caso seja admitido, se compromete a se matricular nessa universidade, o que é comumente chamado de “binding process”.

12. Early Action: Assim como ocorre com o “Early Decision”, ao se candidatar a uma universidade americana por “Early Action” você deverá seguir um calendário antecipado no processo de admissão. A diferença é que, caso você seja admitido, você não é obrigado a estudar naquela universidade. Você terá que decidir se irá ou não para tal universidade até maio, e poderá se candidatar a outras por meio da decisão regular.

13. Essay: Os Essays, ou Ensaios, são redações e todas as respostas escritas que você terá produzir como parte da sua application. Isso inclui o seu Personal Statement, sobre você, os Supplementary Essays, que são complementos dos essays e alguns temas específicos, como “Por que você está interessado em fazer esta faculdade?” ou “Como você poderá contribuir para esta universidade?”. Existem também os supplementary essays, ou ensaios complementares, que você escreve para complementar o seu personal statement.

14. Personal Statement: O Personal Statement, ou ensaio pessoal, é o principal essay que você deverá fazer em sua application. Nele, você se apresenta para o comitê de admissão, demonstrando seus interesses e motivações que não são identificáveis através do currículo ou histórico.

15. Transcript: O Transcript é o que chamamos no Brasil de Histórico Escolar. É o registro das suas notas durante o Ensino Médio.

16. Extracurricular Activity: Uma extracurricular activity é qualquer atividade extracurricular – que você realiza fora da sala de aula – seja na própria escola ou fora dela. Esportes, voluntariado, monitorias na escola, participação em olimpíadas científicas e participação em peças de teatro, por exemplo, se configuram como atividades extracurriculares.

17. Recommendation letter (or Letter of Recommendation): A recommendation letter é uma carta de recomendação, geralmente escrita por um professor, representante da escola, diretor ou um outro profissional envolvido (seu treinador, coordenador de atividade extracurricular). Nesta carta, o profissional irá descrever você em seu contexto acadêmico, comentar sobre as suas qualidades pessoais e competências que te posicionam como um aluno preparado para estudar em uma universidade em outro país. Estas cartas podem ser escritas em português por eles, mas precisam ser traduzidas para serem enviadas juntamente a sua application.

18. Standardized Tests: Os Standardized Tests, ou exames padronizados, são testes que as universidades poderão pedir a você a fim de complementar a análise da sua candidatura. Nos EUA, estes testes geralmente são os: SAT Reasoning Test ou ACT Test, SAT Subject Tests, e os testes de proficiência no idioma, como o TOELF ou o IELTS.

19. SAT: O Scholastic Aptitude Test, ou como é mais conhecido, SAT ou SAT 1, é um dos testes de admissão mais comuns dos EUA, e é administrado pelo College Board. O exame tem o objetivo de avaliar os conhecimentos e habilidades de raciocínio crítico do aluno através de três áreas: Math (matemática), Critical Reading (linguagem e interpretação de textos) e Writing (escrita). Uma das principais características da prova é a sua rapidez. Você terá apenas 25 minutos para escrever uma redação de uma página, por exemplo. Existe também o SAT Subject Test, ou SAT II, que avalia conhecimentos em uma área específica. Os SAT II são complementares ao SAT I, e podem te ajudar a mostrar para a universidade em quais matérias você é muito bom, além dos conhecimentos gerais avaliados pelo SAT. Você pode fazer o SAT II em 20 áreas diferentes como Literatura, História Geral, História dos EUA, Matemática 1 e 2, Biologia, Química, Francês, Alemão, Espanhol, entre outros. Geralmente, as universidades mais disputadas pedem entre dois e três SAT Subjects, além do SAT 1.

20. ACT: O ACT é um teste de admissão que é aceito no lugar do SAT na maioria das universidades dos EUA. Ele é administrado pelo ACT, Inc. A prova é composta por quatro seções: Inglês, Matemática, Interpretação de Texto e Raciocínio Científico (Science Reasoning). O exame também contém uma seção optativa, de Escrita, no qual os estudantes redigem um essay.

21. TOEFL: O TOEFL (Test Of English as a Foreign Language) é um teste padronizado que mede a capacidade de um aluno de usar e entender inglês em um contexto acadêmico. O exame é administrado pelo ETS e é exigido por muitas faculdades e universidades nos EUA e em outros países. A prova tem quatro seções: Leitura (Reading), Escuta (Listening), Fala (Speaking) e Escrita (Writing), cada um com uma pontuação máxima de 30 pontos. O exame tem pontuação total máxima de 120 pontos. As faculdades e universidades no exterior mais competitivas geralmente exigem que os alunos obtenham uma pontuação acima de 100.

22. IELTS: Assim como o TOEFL, o IELTS (International English Language Testing System), é um teste padronizado que mede o nível de inglês de uma pessoa. O exame é administrado pela Universidade de Cambridge, British Council e IDP Education Pty Ltd. O IELTS tem duas versões: a versão acadêmica (Academic Version), para quem pretende se matricular em uma universidade da língua inglesa; e a versão General Training Version, para quem pretende utilizar o teste para experiências de trabalho ou em formações não acadêmicas. A prova tem quatro seções: Listening, Reading, Writing, and Speaking. A pontuação máxima no IELTS é de 9 pontos, e as universidades de fora mais competitivas geralmente requerem um score de 7 ou 8 no teste.

23. Financial Aid: O Financial Aid é uma ajuda financeira que você pode receber da universidade ou de alguma outra instituição que apoia estudantes para ajudar a pagar os custos da sua formação e das despesas.

24. Need-based Aid: O Need-based financial aid é uma ajuda financeira que é oferecida de acordo com a renda da sua família. As universidades americanas mais disputadas, como Harvard e Stanford, são todas need-based financial aid.

25. Merit-based Aid: O Merit based financial aid é uma ajuda financeira que é oferecida baseada em mérito, no reconhecimento de um talento ou uma realização específica do aluno. Você pode ganhar este tipo de bolsa por meio de um excelente desempenho acadêmico no ensino médio, uma pontuação alta nos testes padronizados, ou por se destacar em atividades artísticas, esportivas, ou em um campo específico da ciência.

26. Need-aware College ou University: Se a universidade que você está se candidatando é “need aware”, isso significa que o comitê avaliador poderá considerar a sua necessidade financeira no seu processo de admissão. Isso ocorre porque estas instituições precisam saber se o valor que tem para disponível para auxílio financeiro será suficiente para auxiliar os seus alunos.

27. Need-blind college or university: Se a universidade para a qual você está se candidatando é “need blind” para candidatos internacionais, isso significa que a universidade irá analisar a sua candidatura sem considerar a sua necessidade financeira. Geralmente, estas universidades possuem grandes fundos de investimento, que permitem eles a oferecer bolsas generosas aos seus alunos.

29. Common Application (ou Common Ap) e UCAS:  Tanto o Common App como o UCAS são plataformas unificadas para candidatura a diversas universidades ao mesmo tempo – sendo que o Common App é voltado a universidades dos Estados Unidos e o UCAS, do Reino Unido. Através deste sistema online, o estudante pode submeter os seus documentos para mais de uma universidade. Outros países também adotam sistemas semelhantes, mas menos conhecidos, como o Admissions.SE , da Suécia.

 

* Esta matéria foi produzida pelo Estudar Fora em parceria com o Guia do Estudante.

 

Leia também:
Saiba quais são as dificuldades dos brasileiros na candidatura
Como se candidatar para estudar no Reino Unido?

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo