Um Projeto: Fundação Estudar

5 dicas de preparação para a entrevista de admissão ao MBA

Por Colunista do Estudar Fora

Por Fernanda Thees

Se você está lendo este texto, é muito provável que tenha interesse em fazer um MBA, ou que já tenha iniciado seu processo de application. Neste segundo caso, em breve terá uma resposta sobre quais escolas o convidarão para a (em geral) última etapa: a entrevista de admissão ao MBA.

Muitas pessoas não dão muita atenção para esta etapa, por já ser a última de um longo e cansativo processo. Porém, ela tem tido cada vez mais importância. Faço preparação de candidatos para entrevistas em MBAs internacionais desde 2009, e vejo que houve uma leve transformação – de entrevista de “checagem” para realmente mais uma etapa de seleção do processo. Não conheço números formais de cada escola, mas imagino que hoje em dia esta etapa tenha de 2 a 5 candidatos por vaga. Se você pensar que esses candidatos já passaram por todo o processo, assim como você, embora sejam poucos (se comparados ao enorme número de pessoas que você já ultrapassou), são candidatos também muito fortes. E então como se diferenciar deles?

Storytelling: O segredo da entrevista de admissão ao MBA

Minha carreira foi praticamente toda em RH, mas foi no breve período que trabalhei como recrutadora e entrevistadora na McKinsey & Company (2005 a 2007), que pude desenvolver e aprender muito mais técnicas sobre a arte de entrevistar. Neste período, quando por vezes entrevistava muitas pessoas no mesmo dia, ou na mesma semana (todos com excelentes CVs) comecei a notar que, de alguma forma, conseguia me lembrar muito mais de alguns candidatos do que de outros. Depois de um tempo, percebi que aqueles que se faziam lembrar mais contavam suas experiências com início, meio e fim – quase como uma história, e isso fazia muita diferença.

Alguns anos mais tarde, quando estava começando a preparar candidatos para as entrevistas de MBA, fui pela primeira vez a Stanford e, conversando com uma entrevistadora de lá, ela me disse a mesma coisa: ao final de um dia ou semana de muitas entrevistas, ela se lembrava mais de algumas pessoas, daquelas que usavam storytelling. Até então, só conhecia o termo através de uma amiga que tinha feito mestrado nos EUA em Teatro de Bonecos e Contação de Histórias. Quando liguei minhas antenas para isso, percebi que realmente era uma técnica que dava certo e que estava sendo amplamente utilizada em muitos contextos.

Mas voltando à entrevista de admissão ao MBA, é comum as pessoas só se preocuparem com esta etapa do processo quando são de fato convidadas para a entrevista. Isso pode ser muito complicado pois às vezes elas precisam marcar a entrevista para a semana seguinte, mesma semana… Me procuram e dizem “fui convidado para a entrevista na escola X e preciso me preparar”. Chegar nesta etapa já é uma vitória, mas o tempo curto de preparação pode não ser suficiente para todos.

Mas então, vamos para as dicas:

Existem pessoas que fazem 1 ou 2 reuniões e estão prontas; outras pessoas precisam de mais. O ideal seria que os candidatos já soubessem disso antes das entrevistas. Além de já começar a preparação com as 5 dicas que darei abaixo, faça uma checagem de sua performance em entrevistas antes – assim já terá se 2 reuniões de preparação serão suficientes, ou se precisará de mais (e neste caso, recomendo começar antes mesmo de serem convidados para as entrevistas).

#1 Fale com pelo menos 3 ex-alunos (ou alunos atuais) de cada escola que está aplicando

isso ajudará a entender a cultura daquela escola e se você se identifica com ela; ajudará diretamente com perguntas da entrevista como “Why this school?”, e também será útil quando você for entrevistado por algum ex-aluno que, provavelmente, perguntará ao final “Do you have quenstions for me?”. Embora seja mais complicado, se possível, visite as escolas!

#2 Comece a criar a resposta para uma das perguntas mais frequentes

Tell me about yourself.” Outra variável é “Walk me through your resumé.” Parece simples, mas não é quando você precisa colocar tudo em 2 a no máximo 5 minutos (pode haver alguma diferença nesse tempo se você for entrevistado por ex-aluno ou admissions, mas isso fica para outra hora). Essa pergunta é geralmente a primeira da entrevista e, na minha opinião, pode fazer toda a diferença na entrevista toda. Sabe aquela frase, a primeira impressão é a que fica…?

#3 Faça contato com o alumni network de cada escola.

Veja se consegue participar de eventos, conhecer pessoas. Esta etapa na verdade ajuda muito desde o início, já na decisão de para que escolas aplicar, mas se ainda não fez, essa é uma ótima hora. No Brasil existe o MBA Alumni Brasil (MBAAB), que tem como uma das fundadoras a Patricia Volpi, e que reúne MBAs das principais escolas internacionais.

#4 Comece a praticar sua habilidade de criar rapport.

Costumo dizer que uma boa entrevista não se faz somente com um bom conteúdo, mas com um bom “clima geral”. Neste quesito, além de criar rapport, é muito importante saber antes quem será seu entrevistador, background, assuntos que possam ter em comum, etc, principalmente se a entrevista for com ex-aluno.

#5  Atualize-se sobre eventos e notícias em sua área, no Brasil e fora.

Dependendo do entrevistador, ele pode querer te perguntar para saber mais (caso não seja a área dele) ou para testar seu conhecimento (se forem da mesma área/indústria). Esses assuntos tanto podem ser um quebra gelo no início da entrevista de admissão ao MBA, quanto parte de uma pergunta formal. Estar atualizado sobre conhecimentos gerais também é muito importante.

 

E pra terminar, assista esses Ted Talks:

The power of believing you can improve – Carol Dweck

Your body language shapes who you are – Amy Cuddy

 

Bom trabalho e boa sorte!

Sobre a Autora

Fernanda Lopes
Fernanda Thees é formada em Administração de Empresas pela UFJF – Juiz de Fora, possui mestrado em Psicologia Organizacional pela University of New Haven, nos EUA e Certificação Internacional em Coaching pela Lambent International. Possui mais de 15 anos de experiência com Recursos Humanos, sendo 5 deles na Suíça e EUA. Em 2007 fundou a Loite, que tem foco em Coaching de Carreira e preparação de candidatos para entrevistas das principais escolas internacionais de MBA. Neste novo período, também se envolveu com o desenvolvimento de pessoas e organizações, sendo Coach voluntária da Endeavor, Fundação Estudar e Ismart.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo