Governo da Itália oferece bolsas para curso de idiomas, mestrado e PhD

bolsas do governo da Itália

O Ministério de Assuntos Estrangeiros e Cooperação Internacional (MAECI) da Itália está oferecendo bolsas de pós-graduação. São bolsas do governo da Itália para cursos de mestrado, doutorado, pesquisa, educação superior em artes e cursos de língua e cultura italiana. Mais detalhes sobre as bolsas podem ser vistos aqui, e as inscrições vão até 30 de maio.

A duração das bolsas do governo da Itália é de seis a nove meses A exceção são os cursos de língua e cultura italiana. Para eles, a duração da bolsa é de três meses. Em todos os casos, as bolsas começam a valer em janeiro de 2020 (e vão até no máximo outubro de 2020).

Leia também: Universidade italiana oferece bolsas integrais de graduação e mestrado

Os bolsistas receberão uma mesada de €900 para custear sua vida no país. Também receberão seguro saúde durante toda a sua estadia na Itália. Vale notar, porém, que nem todos os cursos isentarão os bolsistas de pagar os custos de estudo. De acordo com o programa de bolsas, isso deve ser avaliado de acordo com o curso. Os cursos de língua e cultura italiana, no entanto, não oferecem isenção desses custos (por outro lado, são mais baratos).

Como se candidatar às bolsas do governo da Itália

O primeiro passo para se candidatar às bolsas do governo da Itália é escolher o seu curso. Isso pode ser feito por meio desta página do portal do MAECI. Vale ter em mente que as bolsas só são válidas para os programas citados acima. Ou seja: mestrado, doutorado, pesquisa, educação superior em artes e língua e cultura italiana.

Cada curso tem requisitos específicos de admissão. Mas em todos os casos, é preciso mostrar o diploma do nível de estudos anterior: graduação para os programas de mestrado, conclusão do mestrado para os de doutorado, etc.). Também será necessário enviar comprovação de proficiência em língua inglesa ou italiana. Para todos os cursos, é preciso comprovar nível B2 ou superior em proficiência (segundo o Quadro Comum Europeu de Referêcia). A exceção são os cursos de língua e cultura italiana, para os quais basta comprovar nível A2 de proficiência em italiano.

Há também restrições de idade para alguns programas. Candidatos para os cursos de mestrado, educação superior em artes e língua e cultura italiana devem ter no máximo 28 anos. Para os cursos de doutorado, a idade máxima é 30 anos. E para os programas de pesquisa, a idade máxima é de 40 anos.

Observadas essas restrições, os candidatos podem se inscrever para a bolsa por meio desta página até o dia 30 de maio.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: